sábado, 28 de janeiro de 2017

Mais um gay na minha vida.




Olá meu nome é Marcos tenho 24 anos sou solteiro e adoro sexo.
Vou relatar quando eu conheci um inquilino de um prédio que trabalhei como porteiro e ele mesmo sendo casado quis dá o fiofó.
A algum tempo atrás fui trabalhar em um condomínio onde eu fiz amizade com um morador de 40 anos que era casado trabalhava a noite e durante o dia depois que acordava para almoçar ficava na portaria conversando para passar o tempo sua esposa trabalhava fora.
 O nome dele era Tiago era moreno sem filhos então ficávamos conversando sobre vários assuntos.
Um dia conversando sobre aventuras sexuais ele me falou que antes de casar tinha tido algumas aventuras com homens e mulheres.
Eu também disse a ele que até hoje ainda como um cuzinho que para mim não importa se é de   homens ou mulheres.
Ele sorriu e disse que a conversa estava boa que tinha sentido até tesão.
Eu falei é Tiago se sentiu tesão é que está com vontade! Nos despedimos e ele foi para casa para dormi ia trabalhar mais tarde.
No dia seguinte logo após o almoço Tiago ligou para portaria e perguntou se eu poderia ir até seu apartamento, respondi que iria pedir ao zelador para ficar na portaria que logo iria.
As 14 h eu falei com zelador se poderia ficar por alguns minutos que iria resolver algo no andar de cima que logo voltava.
O zelador disse que não se preocupasse que ficaria que àquela hora era sem movimento, toquei a campainha logo Tiago atendeu estava vestido com um roupão atoalhado.
O cumprimentei ele pediu que eu sentasse me ofereceu algo para beber aceitei um suco ele me trouxe um copo de suco com uma fatia de bolo me deu em minhas mãos e ficou parado em pé em minha frente.
Comecei a tomar o suco ele parado me olhando até que começou a conversar dizendo que depois da última conversa que tivemos ele ficou com vontade de dá.
Como eu tinha dito que ainda saia com homens, queria saber se eu topava transar com ele?
Mas Tiago você é casado?
-Sei disse Marcos mas ando louco para sentir um cacete no meu rabo como antigamente eu fazia quando era jovem.
-Olha por mim tudo bem, mas precisa ser no sigilo afinal trabalho aqui!
-Ele me perguntou se o zelador se importava de ficar na portaria por mais meia hora,
-Vou ligar e aviso que vou demorar está bom?
-Claro Marcos estou louco aqui, peguei o interfone e falei com zelador que estava resolvendo algo no apartamento do inquilino que logo voltava, o zelador disse que poderia demorar o tempo necessário que estava tudo tranquilo. Como é janeiro muitos estão veraneando. Desliguei o interfone voltei para sala, me sentei no sofá e Tiago veio se aproximou e falou tenho uma surpresa para você!
Abriu o roupão e pude vê-lo vestido com um conjunto de calcinha e soltei vermelho de renda, seu corpo todo liso parecia uma putinha assanhada.
Me produzir especialmente para você!
Meu cacete deu sinal de vida, vendo-o todo assanhado parecendo uma vadia, pedi que desse uma volta, ele ficou de costas estirei meu braço apertei a bunda macia e durinha, tesuda com a calcinha atochado no rabo.
Uma putinha mesmo!
Ele ajoelhou de frente para mim e de repente começou a pegar no meu cacete que estava teso mais ainda por cima da calça, eu estava vestido com calça social da farda.
Ai me estiquei no sofá abri a braguilha colocando meu cacete para fora, foi ai que Tiago ajoelhou e começou a me chupar. Que boca macia e gulosa abocanhou mesmo enfiando meu cacete até a garganta. Eu segurava em sua cabeça guiando e aos poucos estocava para ir mais fundo, ele gemia falava palavras obscenas dizia que fazia tempos não chupava um cacete tão gostoso e grosso!
Eu enlouqueci de tesão quase gozava logo em sua garganta, mas ai me controlava ao máximo, pois queria mesmo era seu rabo.
Eu apertava sua bunda, dedava seu anel que estava meladinho de tesão chegava a piscar.
Foi aí que ele perguntou se eu dava duas em seguinte!
-Respondo que do tesão que estava sentindo que dava até três(3), hum delicia então vou beber leitinho!
Tiago chupava meu cacete como se fosse um bezerrinho!
Eu já estava me segurando, até que falei quer leitinho minha putinha na boquinha quer?
Ele tirou meu cacete da boca e falou quero até última gota!
-Então minha putinha mama gostoso que vou te dá leitinho, me levantei fiz que se apoiasse no sofá e comecei a forçar enfiando o cacete inteiro em sua garganta.
Segurava com firmeza em sua cabeça e estocava com força, parecia que eu estava fudendo uma xoxota, o fdp gemia segurava em minhas pernas, entalava, tossia mas não tirava meu cacete da garganta foi ai que senti meu cacete se avolumar mais e comecei a gozar dei umas 3 ou 4 leitadas em sua garganta o safado sugava com uma voracidade sem deixar desperdiçar nada.
Caracas nem as vadias que já comi pela vida afora fazia como ele, parecia um faminto, meu cacete ainda bamba foi limpo de ponta a ponta.
Tiago ficou louco de tesão foi aí que ele me chamou até o quarto que tinha em seu apartamento.
No quarto eu tirei minha roupa toda coloquei em uma cadeira com todo cuidado pois logo iria voltar a trabalhar.
Tiago estava teso, a calcinha mostrava o volume do seu cacete estufado na frente. Ele foi até a cama e fez sinal para que eu fosse também.
Apertei os bicos dos peitos dele com força, ele gemeu ai fui passando a mão pelo corpo todo, pedi que ficasse de quatro(4).
Tiago disse que eu podia fazer com ele o que quisesse. Estava louco para me ter dentro dele, que tivesse cuidado que estava há um bom tempo sem dá que estava quase virgem de rabo de novo rsrsrsr. Falei que teria cuidado sim.
Botei ele de 4 fui por cima, alisei a bunda afastei a calcinha de um lado a outro, vi que estava piscando, aí sem pudor algum comecei a lamber seu cuzinho rosinha depiladinho piscando e cheiroso.
Chupei sem dó ele rebolava na minha cara, até que rasguei a calcinha ele gemeu de tesão.
Procurei algo para lubrificar, achei na cabeceira da cama camisinhas e um creme umedecedor.
Untei as pontas de dois dedos e comecei a lacear ele gemia rebolando igual uma putinha, foi aí que lambuzei a cabeça do cacete coloquei a camisinha e em seguida fui colocando meu cacete pau bem devagar para não machuca-lo.
Empurrava e parava, ele gemia rebolava louco de tesão.
Depois tirei o corpo todo do cacete deixando só a cabeça e forcei de vez Tiago deu um urro, perguntei se queria parar?
Ele disse que mesmo ardendo que não quer parar, assim ele gemia e dizia que estava doendo mas estava gostoso.
Fiz jeito que ia tirar ele disse que não tirasse ...
Assim continuei empurrando e parando até que entrou tudo, só ficou as bolas de fora!
Foi ai que falei se segura Tiago que só paro agora quando gozar está certo?
Claro meu macho me fode gostoso!
Comecei a estocar com ritmo cadenciado dando leves tapas em sua bunda até que Tiago soltou um gemido rouco instintivamente suas pregas começaram apertar meu cacete e ele gozou sem pôr a mão em seu cacete.
Em seguida eu acelerei dando umas 5 estocadas fortes e gozei bem gostoso no fundo de seu cuzinho apertado.
Minha respiração ofegante em seu pescoço, ai eu dizia que ele era tesudo demais que tinha gostado que iria ficar freguês.
Tiago falou que agora se sentia um macho completo. Pois aguentar um cacete gostoso igual meu não e pra qualquer um.
Agora aguardamos uma nova oportunidade para metermos de novo.
Continuamos amigos, mas em seu apartamento eu não fui mais quando estou de folga Tiago aparece em minha casa e entre uma cerveja e outra transamos gostoso.
Que gostoso vê-lo rebolar com meu cacete atochado todo, delicioso fuder com ele isto eu não posso negar e muito tesão.
Achamos melhor agirmos como dois homens adultos sem ter problemas nem eu no meu trabalho nem ele com sua esposa.
Este relato e verdadeiro e me foi passado por um amigo.

Obrigado a todos que lerem.

Docecomomel(hgata)
Feira de Santana,29 de janeiro de 2017.
Bahia Brasil
Meu Instagram: docecomomel2011

terça-feira, 24 de janeiro de 2017

Meu Padrasto Tesudo.



Meu nome é Adriana, tenho 19 anos, pele branca, cabelos na altura dos ombros, ondulados, bunda grande, pernas grossas e um corpo parecido com o da minha mãe que é divorciada de meu pai, mas casou-se recentemente, ela tem 37 anos é nova ainda.
Eu moro com meu pai e em finais de semana vou passar com minha mãe que é do outro lado da cidade, algumas vezes vou á noite ou saio direto da faculdade e vou para casa dela.
Sou muito bonita também sou um pouco tímida tenho paqueras, apesar de ter tido envolvimento com um ex-namorado sou muito restrita em minhas poucas amizades, por enquanto não quero compromisso com ninguém enquanto eu não me formar, tenho que aproveitar para estudar.
Aconteceu algo a semana passada que mexeu muito comigo eu sai da faculdade e fomos comemorar o aniversário de um colega, avisei a minha mãe que chegaria mais tarde do que o normal.
 Como minha mãe é casada com Pedro Henrique, um antigo namorado, que é muito bonito, ela não desgruda dele.
Então até pensei de reduzir minhas visitas, mas ela faz questão que eu fique com eles em finais de semana, mas para mim está sendo difícil de dividir a mesma casa com aquele Deus grego de pele morena, pernas grossas, uma barriga bem sarada, enfim, um Tesão de macho.
Está perto dele era uma tormenta até parecia que me provocava.
Ele sempre acordava de manhã cedo e passeava pela casa só de cueca deixando à mostra aquele corpo sarado.
Dava para ver seu volume de aproximadamente 21 cm dentro da cueca boxe apertada.
E lá continuava ele desfilando sensualmente pela casa.
Pois naquele dia que cheguei mais tarde meus amigos me trouxeram em casa abri o portão e entrei a casa estava com as luzes apagadas, entrei na sala e ouvi barulho vindos do quarto de minha mãe, pareciam gemidos.
Fui andando lentamente até chegar a porta que estava semi- aberta parei com os olhos arregalados, estava minha mãe nua no meio da cama na posição de quatro(4) e o marido dela o Pedro Henrique metendo nela como um animal no cio.
Socava forte que dava para ouvir até o barulho dos culhões batendo na traseira de minha mãe, gelei fiquei sem conseguir respirar, mas meus olhos estupefatos, me traiam sentia tesão com a visão maravilhosa do cacete de Pedro Henrique, antes que percebessem minha presença sai e fui para o quarto que sempre fico alojada.
Antes de dormi fui tomar um banho e foi preciso bater uma siririca para aliviar meu tesão.
Na manhã seguinte agi naturalmente enquanto tomava café conversando com minha mãe, mas fiquei embaraçada com a chegada do meu padrasto.
Que como habito estava vestido de cuecas.
Os dias se passaram desde aquela visão maravilhosa, mas minha rotina de vida continuava a mesma. Só em finais de semana ...eram exceção.
Eu comecei a observar e desejar o meu padrasto!
Até que um dia eu fui até a casa de minha mãe e quando cheguei lá tive a surpresa que minha mãe tinha ido até uma cidade próxima só voltaria no dia seguinte pela tarde. Foi ajudar uma colega de trabalho com alguns afazeres para um noivado de sua filha.
Não poderia voltar já estava tarde então Pedro Henrique disse que eu ficasse a vontade.
Coisa impossível. Tomei meu banho ajeitei um lanche e ficamos vendo TV, tentei ser o mais natural possível se é que é fácil.
 Já umas 22,30 dei boa noite e fui dormi.
Pedro Henrique disse vai porque quer pode ficar à vontade, saí sem olhar para trás mas eu havia percebido minutos antes ele alisando o cacete.
Deitei, mas não conseguia dormi ouvi barulho de água no banheiro pensei que poderia ter deixado aberto alguma torneira me levantei vestida com minha camisola preta transparente e fui ver o que era.
-Outra surpresa assim que cheguei na porta do banheiro Pedro Henrique ia saindo do boxe, falei que ouvi barulho de agua e vim verificar. Pedi desculpas a ele por estar ali naquele momento inoportuno, mas quando ia saindo do banheiro ouvi Pedro Henrique perguntar se eu tinha gostado do que tinha visto?
-Mas eu não vi nada além de você enrolado na toalha!
  Eu não estou me referindo agora que estou saindo do banho!
-Ah é e naquele dia que você chegou tarde e foi até o quarto de sua mãe e nos viu transando, gostou ou não de ver meu cacete?
 -Não sei do que você está falando!
-Deixa de mentira Adriana eu vi você na porta do quarto enquanto eu transava com sua mãe lembra que no quarto tem espelhos?
-Fiquei rubra e com raiva de ter sido descoberta.
Eu fiquei gelada sem poder responder pois o que eu dissesse de nada iria adiantar me virei para ir embora mas ele segurou na minha mão me abraçou e a sua toalha caiu ao chão.
Não pude deixar de olhar quando vi aquele cacete enorme e duro pedindo carinho, eu me descontrolei.
Cheguei perto e não resisti, segurei e comecei a punhetar.
Foi assim que Pedro Henrique começou a falar que quando me viu pelo espelho que continuou transando com minha mãe, mas pensava em mim.
Fomos para o quarto entramos fechamos a porta, Pedro Henrique me fez sentar na cama e ele em pé com cacete em riste apontado para meu rosto, foi ai que pude ver todos os detalhes, seu cacete era grande cheio de veias e cabeçudo, mas eu comecei dá conta do recado, em poucos minutos mamava feito uma bezerrinha.
Uma delícia sentir todo membro rígido na garganta, tossia engasgava, mas não deixava de mamar bem gostoso.
Foi assim que Pedro Henrique me colocou deitada na cama e caiu de boca na minha xoxota meladinha de tesão.
Me deixava louca com sua língua morna me lambendo e sugando por inteira até sentir meu gozo.
Estremecia meu corpo inteiro, Pedro Henrique soube pacientemente esperar eu me recuperar até que me colocou de quatro (4) mandou arrebitar os quadris...

Nem estava raciocinando direito nem me dava conta que aquele homem era o marido da minha mãe, foi assim que em posição de levar cacete eu senti seu cacete passar de lado a outro da xoxota até sentir que algo estava invadindo meu corpo. Tentei sair, mas ele segurou-me os quadris com as duas mãos e forçou até eu sentir algo entrando e soltei um gemido de dor e prazer que me levavam à loucura!
Pedro Henrique me comia feito um animal, socava sem dó nem piedade, sempre me chamando de safada gostosa, eu gemia e rebolava não queria que jamais aqueles momentos terminassem, eu pedia que ele não parasse de me foder, estava toda puta sendo saciada de todos meus desejos mais obscuros.

Aí ele me pegava mudava as posições me colocou de lado, e me fez galopar me apertava os seios me fazendo gemer enquanto eu galopava em seu cacete teso. Até que já tinha gozado pela terceira vez e ele disse que agora eu iria gozar pelos dois buracos.
Eu nem entendi quando ele falou quando Pedro Henrique me colocou com as costas apoiadas na cama elevou minhas pernas prendeu-as entre seus braços e falou relaxa putinha que quero ver você gozar sem parar.
Foi assim que Pedro Henrique enfiou o cacete no meu rabo eu gritei, mas ele parou deixando eu me acostumar e aos poucos foi metendo até eu já está toda laceada e com jeitinho começou a socar sem parar…. O suor de nossos se misturavam, até que ele goza intensamente me lambuzando todo.

Depois de gozar ficamos atracados depois ele saiu de dentro de mim ainda com cacete meia bamba e fomos até o banheiro tomamos um banhos juntos.
E recomeçamos só que agora ele disse que queria ver se eu aguentava tomar leitinho na boquinha. Começamos um sessenta e nove maravilhoso e fiz como nunca tinha feito sugar cada gota de seu leite.

Pedro Henrique me disse que fazia tempo não fodia tão gostoso, que agora a partir daquele dia eu seria a putinha dele.
E foi assim que o meu padrasto me comeu pela primeira vez…

Foi maravilhoso, a partir desse dia ficamos tão amigos, que sempre ele ia me buscar na faculdade no meio da semana e antes de chegar em casa tínhamos que dá uma passada rápida no motel. Assim aproveitamos o tempo máximo possível.
E já se passou seis meses e mesmo depois deste tempo meu padrasto continua lindo e me fodendo…
Divinamente bem.

Docecomomel (hgata)
Feira de Santana, 24 de janeiro de 2017.
Bahia Brasil.

quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

Meu Professor de Academia Safado:

Meu Professor de Academia Safado:

Oi.
Sou um rapaz novo ainda, sou magrinho e faço academia preciso praticar esporte para ganhar massa corporal pois meu corpo parece de menino ainda apesar dos meus 18 anos.
O meu professor na academia é um cara muito bonito e novo também, muito legal com toda a turma, sempre tentando ser gentil com todos.
No último final de semana era aniversário do professor e ele convidou alguns alunos para comer uma pizza em sua casa, eu fui e outros dois alunos até a casa dele.
Ficamos vendo DVD e batendo papo, como dizemos zoando, o tempo foi passando e ficou um pouco tarde.
Foi quando ele disse que poderíamos dormi lá na casa dele.
Como meus pais estavam viajando aceitei de boa, afinal estava tarde mesmo.
Os outros dois colegas avisaram seus pais por celular que iriam dormi fora então ficamos.
Na casa do professor tinha dois quartos, um era dele onde tinha uma cama de casal muito espaçosa. E no outro tinha um beliche.
 O tempo foi passando e logo os dois colegas foram dormi, eu fiquei terminando de ver um filme, já passava de meia noite quando o professor apareceu na sala vestido com um short de seda que usava para dormi.
Não pude deixar de notar o volume entre suas pernas. Afinal estava sem cuecas.
Foi aí que ele perguntou se eu não estava com sono.
Foi quando me dei conta que os outros colegas já estavam dormindo...
Então por opção teria que dormi na cama de casal, junto com professor.
Fui até o banheiro tomei uma ducha rápida e vim só de cuecas,
Depois de tanto bate papo, fomos dormir bem tarde. Não sei o que estava acontecendo que não conseguia conciliar o sono.
Estava teso, meu cacete duraço foi aí que decidi bater uma punheta para aliviar o stress. Fui até o banheiro e bati a melhor punheta de minha vida.
Sempre em momentos assim eu pensava em minha ex- namorada mas hoje eu pensava no professor cheguei até a falar nome dele baixinho enquanto gozava.
Terminei me lavei e fui finalmente dormi.
Eu fiquei sem graça quando fui deitar acabei tropeçando no professor, ele acordou assustado olhou para mim e virou para dormi.
Mas o sono não vinha acabei ficando inquieto na cama.
Daí o professor disse então cara você não vai dormir não?
Eu disse eu fiquei meio sem graça depois de acordar você sem querer.
Ele virou de frente pra mim e disse!
 -Cara eu também estou sem sono, só um boquete me faria dormi como um anjo.
-Boquete professor?
-Sim um cacete bom para mamar me daria sono para dormi a noite toda!
-Não sabia que você é chegado a cacete professor?
-Pois fique sabendo que adoro um cacete gostoso para mamar, mas não dispenso uma xoxota!
-Hum sei, olha professor você fica falando assim apesar de ter acabado de bater uma, olha como eu fico?
-O professor olhou me viu de cacete armado, fez sinal com o dedos nos lábios e levantou para certificar se a porta estava fechada voltou chegou bem perto de mim e abaixou-se ficando ajoelhado a meus pés, segurou minha cueca e abaixou.


E ele pegou no meu cacete como nunca ninguém tinha pegado nele e começou a bater lentamente.
 Eu fiquei sem saber como reagir, era algo inusitado mas o prazer era bom.
O professor passava a mão na minha cabecinha, e socava forte de cima para baixo, Causando um sensação de tesão total!
Foi assim que ele disse baixinho:
-Bem você aguenta muito tempo mesmo?
-Claro!
-Na hora só precisa avisar que eu quero saborear lentamente cada gota!
E sem dizer mais nada o meu querido professor de academia me pagava um boquete para ninguém botar defeito.
E ele continuou naquilo por mais alguns minutos, até que eu disse Ai eu estou quase... gozando!
-Me sugava tanto que a cabeça do cacete tocava sua garganta, logo tirava e sugava as minhas bolas meu tesão parecia que ia explodir foi ai que senti meu corpo com leve tremores, segurei com firmeza em sua cabeça e recomecei a estocar com força, ai ele segurou meu cacete forte e eu comecei a gozar como louco.
-Urrava de tesão.
-O Professor não deixou desperdiçar uma gota sequer e só soltou meu cacete quando estava todo limpo, mais ainda meia bamba. Minha respiração ofegante, o professor levanta-se calmamente como se eu não estivesse ali presente vai até o banheiro em poucos instantes volta deita-se dá boa noite e vai dormi.

Eu fiquei ali parado questionando sem saber ao certo o que tinha acontecido, mas adorando cada minuto da experiência que havia me ocorrido!
O dia amanheceu tomamos café e fomos embora.
Sem conversa alguma que pudesse transparecer o que tinha acontecido, mas antes de chegar em casa ainda sonolento recebo uma mensagem do professor dizendo que está à minha espera no dia seguinte as 15 horas, que fizesse sigilo.
E foi a partir deste dia que comecei a ser o namorado do professor e sempre duas a 3 vezes na semana ia até sua casa e tinha bons momentos de muito sexo.
Além de gostar de mamar muito, gostava de rebolar no meu cacete, muito guloso adorava ser enrabado eu ainda inexperiente aproveitei cada minuto de muito sexo, e assim ficamos muito tempo curtindo e amizade que ele nutria por mim era prazerosa. Então entre nós a química era muito boa, eu me sentia um garanhão com ele que me ensinou muito ficamos muito tempo juntos apesar de tanto ele como eu termos namoradas tínhamos nossos momentos de pura adrenalina onde rolava muito sexo.
Além do mais tornou-se meu padrinho e me dava bons presentes.
Eu nada pedia mas ele fazia questão de me dá, roupas boas perfumes e dinheiro então eu como ainda era estudante aceitava de boa.
Em troca eu dava muito leite e cacete no rabo que quanto mais eu dava mais ele queria.
Assim então eu sempre estava na casa do professor para saciar os desejos dele e os meus também. (*-*)
Sexo nunca é demais!


Docecomomel


18/01/2017.

sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

Babá safada e tesuda.









Me chamo Artur e estou prestes a fazer 30 anos, sou um moreno alto, de cabelos lisos e castanhos. Sou casado há 04 anos com uma linda morena que se chama Larissa minha esposa é médica eu sou representante comercial viajo de segunda a quinta sempre volto para casa a quinta –feira pela noite. Não posso dizer que sou um marido exemplar pois em minhas viagens a trabalho sempre rola um happ hour com breve esticada a um motel com uma das secretarias das muitas empresas que visito em meu turno de trabalho no ramo farmacêutico.
Como minha esposa é plantonista em um grande hospital de Salvador temos uma empregada que dorme em nossa casa dias de seu plantão noturno afinal temos um filho de 02 anos.
Mas o que mais me chamou atenção neste final de ano foi que devido ao mal estar do marido de nossa empregada, ela pediu que sua filha a substituísse no dia do plantão de minha esposa, era uma quinta-feira cheguei de viagem matei as saudades do meu filho que é um grude quando eu chego logo pouco  antes das 18 horas a nossa empregada me avisa que estava de saída, mas que sua filha iria ficar que eu não me preocupasse que tudo ficaria em ordem, concordei sabendo que até seria dispensável a presença da moça, mas como minha esposa havia concordado que ela dormisse em nossa casa em dias do seu plantão.
Subi fui tomar um banho quando volto até a sala me deparo com uma linda moça.
Meus olhos vidraram em seus seios enormes (minha tara) foi aí que minha ficha caiu era a filha da empregada ufa que delicia de morena gostosa foi o que pensei.
Procurei disfarçar o   tesão que senti de ver uma linda morena ali na sala brincando com meu filhinho que todo carinhoso se aconchegava em seu colo. Caracas eu fiquei realmente impressionado com tanta beleza e gostosura deve ter mais ou menos 19 anos, perguntei seu nome me disse que se chamava Luana, assim fui conversando informalmente acabei sabendo quase tudo sobre ela, tinha 18 anos completos estudava e tinha namorado, foi ai que disse que o namorado dela e um sortudo, ela sorriu e perguntou porque sortudo?
Respondi por ter ela como namorada que além de ser moça de família e muito bonita e prendada. Ela sorriu e agradeceu. Meu filho começou abusar ela foi colocá-lo para dormi demorou um pouco depois voltou perguntando se eu estava precisando de algo?
Sem raciocinar respondi estou sim Luana precisando de carinhos de uma mulher!
Passei semana fora quando chego a mulher está trabalhando pode isto?
-Ah seu Artur amanhã ela lhe dará todo carinho que você merece!
-Não Luana queria era hoje carinho, sexo muito sexo!
Sem responder mais nada ela foi saindo depois parou na porta da sala e disse, seu Artur estarei no quarto o que precisar pode me chamar.
Já disse o que estou precisando Luana!
-Pois é então pode ir até lá prometo ser uma boa menina!
-Eu nem acreditei o que estava ouvindo, Luana aquela ninfeta gostosa queria sexo!
Fiz sinal positivo e mostrando para o relógio sinalizei que logo estaria lá, ela disse que iria esperar ansiosa.
Telefonei para minha esposa como de habito, ela disse-me que o hospital estava bem movimentado que estava louca de saudades, mas só chegaria no dia seguinte à noite.
Fui até o quarto do meu garoto verifiquei se estava tudo bem, peguei algumas camisinhas que guardo no meu carro e uma Ky e fui até o quarto da Luana, antes verifiquei se a casa estava toda fechada tinha que evitar surpresas desagradáveis levei também meu celular.
Bati na porta Luana abriu estava com um baby doll preto de renda muito sexy até pensei que já tinha visto no mínimo era de minha esposa que ela deve ter dado. Entrei segurei em sua mão ela deu uma voltinha se exibindo, estava mais sexy e tesuda que antes.
A calcinha vermelha socada no rabo era uma tentação entrei fechei a porta segurei em sua mão com firmeza perguntei se tinha certeza que queria continuar, se sabia dos riscos.
-Claro que sei Artur não sou criança sei o que estou fazendo você não e o primeiro homem que saio então fique tranquilo.
-Nada disse apenas puxei a meu encontro e comecei a beijar seus lábios, de leve depois fui aumentando a pressão sugava sua língua, cada momento ficava louco de tesão.
Ela tinha um cheiro gostoso parecia que me inebriava me causando muito tesão dava vontade de rasgar suas roupas e foder ali mesmo no chão.
Ela me olhava de um jeito que estava me enlouquecendo, então a fiz deitar na cama me ajoelhei a seus pés abri suas coxas grossas e perfeitas e cai de boca na sua xoxotinha afastando a calcinha de um lado a outro, enfiava a língua com muita vontade ela gemia baixinho e chorava, parecia que nunca tinha sido chupada com tanta intensidade. Senti seu mel escorrer pelo meus lábios, me deliciei sugando cada gota do seu néctar.

Com um pouco de habilidade a virei ela foi ficando de costas eu comecei a dar pequenos tapas em sua bunda, ela gemia pedia que a comesse que já não aguentava mais de vontade de querer me sentir invadindo ela toda. E foi assim que comecei a meter gostoso em sua xoxota quente apertada, batia em sua bunda socando com muita força tinha momentos que seu corpo impulsionava para frente eu a segurava pelos cabelos fazendo recuar, ela gritava de prazer.
 Eu mesmo sem poder olhar em seu rosto sabia que ela estava gostando seu corpo tremulava de êxtase foi assim que segurei em suas pernas e fiz ficar de frente para mim e olhando dentro de seus olhos percebia que estava adorando, eu via o brilho de seu olhar.
Prendi suas pernas a minha cintura e comecei a passar cabeça do cacete em sua xoxota de um lado a outro, Luana gemia pedia quase chorando queria que a comesse logo dizia que já não aguentava mais, aí apontei cabeça do cacete para ela a fiz chupar um pouco sentindo a maciez de sua boca, parecia uma veludo eu estava quase gozando, tirei de sua boca coloquei uma camisinha e fui enfiando lentamente para que sentisse cada cm do meu cacete dilacerando sua xoxota gulosa.
Quando vi que ela estava prestes a gozar acelerei mais as estocadas alternando as posições que foram muitas quando percebi seu corpo começar a tremer, seus gemidos se tornarem roucos e altos segurei em sua cintura e com movimentos de quadris estocava com força até perceber meu orgasmo intenso invadindo todo meu ser.
 Luana desabou na cama eu por cima, ficamos atracados com a respiração ofegante assim ficamos por alguns minutos até começar a recuperar, ela estava radiante conversamos muito até que fomos tomar um banho e voltamos para cama. Ela disse que jamais havia sentido tanto prazer assim.
E eu falei pra ela ficar quieta que apenas estávamos começando que ela iria gozar muito ainda na cabeça do meu cacete.
Abrace-a e beijei ela bem gostoso apertando seus peitos, fui colocando ela de 4 com a bunda empinada parecia uma potranca gostosa, foi que encapei o cacete novamente esfregando o cacete de um lado a outro em seu rabo e logo fui fazendo um delicioso anal com calma e sem pressa até sentir que Luana gozou como louca que virava os olhos se contorcendo toda de tesão.
Segurei firme em sua cintura sem deixar o cacete sair apenas sentindo todo prazer que poderia proporcionar a ela relaxou o corpo, ai falei em seu ouvido agora é minha vez putinha, segurei com força em suas ancas, com movimentos de quadris soquei sem pena até senti meu gozo chegar como um garanhão metia incansavelmente até explodir em suas entranhas.
 Pois foi a melhor sensação que eu já senti nos últimos tempos de minha vida!
E esta foi apenas a primeira de muitas e muitas noites de plantões de minha esposa até que a putinha ficou gravida e é logico seu namorado quis casar.
Comi ela durante toda a sua permanência em minha casa e agora que teve seu filho que com certeza é meu sempre damos um jeito e até hoje fodemos muito gostoso.
Em troca já conseguir emprego para seu marido que viaja também e estamos aí afinal prazer nunca é demais. Ou é?
Ela sempre diz que comigo sempre a cada dia sente as melhores sensações de sua vida.
Eu nada digo, mas muitas vezes quando estou transando com minha espoa e ela que vem nos meus pensamentos enquanto eu gozo.
Reconheço que sou safado, mas impossível não ser com estas lindas e maravilhosas Luana da vida que sempre lhe ofertam momentos maravilhosos de muito sexo.

Docecomomel (hgata)
Instagram:docecomomel2011.Siga-me
Feira de Santana 13 de janeiro de 2017.
Bahia: Brasil.

sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

De faxineira a minha amante!



Tenho 34 anos sou moreno e gosto muito de sexo, um dia eu fui na casa da minha tia almoçar, chegando lá eu vi uma moça muito bonita e gostosa perguntei a meu primo quem era a moça tesuda, foi assim que ele me disse que se tratava da irmã da empregada deles que veio trabalhar enquanto sua irmã fazia alguns exames.
Achei tesuda demais meu primo percebeu meu interesse e me confidenciou que já deu uns pegas nela e achou ela muito gostosa e bem safada. Aguçou meus sentidos pois adoro mulher morena com seios fartos e bunda empinada.
Estávamos almoçando quando minha tia mandou um recado para minha esposa perguntando se não estava precisando de uma diarista.
Já ia responder que não quando pensei logo que seria a minha chance de ter aquela gostosa bem perto de mim.
Eu fui pra casa, chegando em casa comentei com minha esposa que minha tia tinha uma diarista se ela queria contratar para fazer umas faxinas, minha esposa disse que iria adorar pois se minha tia recomendava deveria ser de confiança. Assim foi feito contato e ficou acertado da diarista que se chamava Eliana viria na quinta-feira próxima, minha esposa achei ótimo pois nós dois trabalhamos o dia todo e não temos muito tempo pra cuidar da casa vez ou outra uma faxineira fazia o serviço mais pesado.
A minha esposa ligou para minha tia e marcou o dia com a diarista.
Marcou na quinta feira justamente o dia que eu estava de folga. Fiquei feliz de saber que teria o dia todo para xavecar a Eliana, minha esposa acordou cedo foi trabalhar eu disse a ela que assim que a faxineira chegasse iria levar o carro para lavar.
Claro que era mentira.
Tomei café vesti um bermuda de táctel sem cuecas e fiquei lendo o jornal, poucos minutos após a saída da minha esposa, alguém chegou chamando fui imediatamente ver quem era, logo avistei Eliana parada em frente ao meu portão.
Linda tesuda com as coxas praticamente de fora o vestido curto mostrava até o desenho da calcinha atochada na bunda.
Uma putona deliciosa.
Eu fui logo abri o portão e de antemão já sabia o que poderia ocorrer entre eu e ela, pois do jeito que veio vestida já sabia o que poderia acontecer.
Ela entrou mostrei a casa e o que ela tinha que fazer e fui logo tomar um banho alegando calor, eu disse que iria sair pois não queria atrapalhar o serviço dela.
Comecei a tomar banho deixando a porta do banheiro aberta estava louco de tesão o meu cacete estava tão duro que parecia um porrete. Terminei meu banho fui mudar de roupas como não tínhamos suíte me enrolei em uma toalha e fui me vestir no meu quarto ao passar na copa onde Eliana estava limpando os moveis fiquei parado vendo seus movimentos, olhar sua bunda me deu mais tesão ainda.
Ela virou-se bruscamente e me viu enrolado na toalha levei um susto ser pego em flagra que a toalha escapuliu e quase cai.
Seus olhos fixos em meu cacete deu para perceber que eu estava teso. Foi assim que tentei segurar a toalha enquanto Eliana morria de ri, do meu desembaraço.
Foi assim que eu pedi desculpas, ela disse que não precisava se desculpar pois tinha gostado do que estava vendo.
Perguntei na cara de pau que só queria ver ou queria algo mais?
 A safada logo respondeu que se desse tempo poderíamos curtir um pouco, não procurei perder mais tempo peguei em sua mão e levei até o meu quarto.
A fiz deitar na minha cama... E eu não perdi mais tempo mesmo estava louco de tesão, já fui pra cima dela comecei a beijar em sua boca carnuda logo já fui tirando a roupa dela, comecei a chupar aquela xoxota carnuda que já estava toda meladinha, logo ela falou desde do dia que me viu na casa da minha tia que gostou de mim.
 E meu primo tinha lhe dito que perguntei sobre ela. Pois já veio na certeza que iria acontecer algo entre nós, logo ela parou de falar pois eu chupava bem gostoso sua xoxota tesuda ela começou a gemer alto até sentir seu gozo gostoso em minha boca.
Eliana estremeceu o corpo inteiro enquanto gozava muito, logo depois disso ela não queria falar mais nada, foi aí que recomeçou a putaria. Levantou-se da cama ficando sentada me pagou um boquete bem gostoso que fazia tempo eu não recebia assim.
Delicia de boca tesuda me chupava o cacete chegando até babar os culhões, uma potranca safada. Recomeçamos um sessenta e nove(69) eu por cima metia meu cacete que ia até a garganta.
Sem deixar de chupar sua xoxota que soltava um melzinho delicioso até que depois eu comecei a enfiar a língua no cuzinho dela e ela se contorcendo todinha, me xingava de tudo quanto é nome.
Foi assim que pedi que ficasse de quatro (4) e fui enfiando meu cacete até não aguentar mais e explodir em um gozo intenso.
 Eliana gemia rebolando sem parar e antes que eu terminasse de gozar ela gozou novamente.
Delicia de puta gostosa, terminou chupando meu cacete todo até deixar ele limpo.
Logo eu estava teso novamente e recomeçamos a putaria, quando minha esposa ligou para o meu celular perguntando como estava o serviço da casa, fiz sinal para que Eliana ficasse quieta pois eu estava comendo seu rabo gostoso e para tranquilizar minha esposa disse-lhe que estava terminando de arrumar a cozinha.
Ou seja estava eu comendo seu cuzinho que me deixou louco de tesão porque me apertava dando cada fisgada que foi uma delica poder provar. Depois foi só loucura sentir seu gozo enquanto eu atochava bem gostoso em seu rabo até gozar intensamente, uma potranca safada que faz qualquer homem delirar de tesão, me viciou agora eu espero ansioso toda semana a nossa faxineira que agora virou minha amante
Toda semana antes de começar o serviço passamos quase a manhã toda de puro sexo.
E depois desse dia ela virou minha amante e até hoje somos amantes assim já se foi um ano de muita adrenalina e muita foda.
É claro que faço de tudo para minha esposa não desconfiar a semana passada foi tão intensa a nossa farra que me vi obrigado a tomar um Viagra para esposa não desconfiar e dá conta do serviço com ela a noite.
Coisas de casado safado que não aguenta comer uma mulher só.

Docecomomel(hgata)
Feira de Santana, 06 de janeiro de 2016.
Bahia Brasil.

domingo, 1 de janeiro de 2017

Sexo Casual com um colega.








Olá pessoal eu me chamo Ricardo o que vou contar o que aconteceu recentemente.
Sou moreno 172 com 68 Kg opção sexual indefinida, cabelos compridos que uso amarrado e gosto de usar barba.
Tenho uma bunda arrebitada que quem me olha por trás dá pra pensar que sou uma mulher.
Já tive experiências com homens e também com mulheres e ambos senti muito tesão, mas jamais posso negar que o prazer que senti quando meu vizinho Tiago me comeu gostoso no seu quarto uma tarde quando fomos jogar vídeo game não posso negar. Foi delicioso sentir seu cacete me rasgando enquanto me penetrava socando gostoso, eu gozei sem nem tocar no cacete. Foi algo maravilhoso, que gostei tanto que me definiu que sou bi sexual.
Então depois deste dia se surge alguma oportunidade de fazer sexo com algum macho, eu de boa entro de cabeça, pois quero mesmo é gozar gostoso e ser feliz.
Eu todos os finais de semana saio para andar de bicicleta. Bem cedo algumas vezes com grupos outras vezes sozinho.
Neste último sábado eu saí sozinho pois não marquei nada com os grupos de ciclismo da minha cidade. Estava afastado da cidade quando ouço barulho de uma motocicleta, logo passou por mim e ao passar buzinou e seguiu viagem.
Pela motocicleta reconheci quem era seu condutor era Tiago um carinha do cursinho.
Ele passou e eu segui com minhas pedaladas em uma curva avistei a motocicleta parada quando me aproximei-me vejo Tiago ao lado mijando.
Parei e o cumprimentei. Foi ai que ele me reconheceu.
Que bom te ver por aqui Ricardo!
Eu também fiquei surpreso em te ver tão cedo por estas bandas, ele respondeu.
-Não consegui dormi levantei cedo para dá uma volta!
-Eu sempre saio de bicicleta cedo Tiago é muito bom ficar em forma.
-Quando Tiago sorrindo disse, mas Ricardo você já está em forma tua bunda parece de mulher, eu mesmo sinto maior tesão quando te vejo passar.
-Não zoa comigo Tiago, mas obrigado pelo elogio.
Você acha que minha bunda parece mesmo de mulher?
-Não só parece como dá maior tesão olhando para ela, ainda mais com esta roupa apertada de malha.Tiago disse sem tirar os olhos de minha bunda.
-Ouvi estas palavras foi como melodia, mas perguntei a ele se curtia sair com homens?
Tive que criar coragem afinal me pareceu ser uma cantada as palavras dele.
-Ele disse não só curto como estou louco por uma mamada, agora de manhã acordei louco de tesão!
-Hum então que acha de irmos até aquelas arvores sombreadas ali na frente garanto que não vai se arrepender! Foi o que falei.
-E agora mesmo vamos estou louco de tesão.
Andamos pouco mais de 200 metros paramos embaixo de umas árvores quem passasse pela trilha não poderia nos ver, fiquei em sua frente comecei apalpando seu cacete que ficou teso tanto quando o meu. Ai abaixei sua bermuda que logo me surgiu um cacete de 19 cm teso, eu procurei conversa abaixei e comecei a chupar, tirei o meu de dentro da bermuda pois estava apertado, comparado ao dele o meu era bem pequeno só um pouco grosso.
Chupei como um faminto lambuzado todo cacete com minha saliva, até as bolas salivei ouvindo seus gemidos de tesão que só forçava um pouco com os quadris fazendo com que eu engolisse o cacete quase por inteiro.
Estava louco para gozar foi aí que ele me pediu que eu ficasse apoiado na motocicleta e assim eu o fiz.
Tiago veio por trás de mim abaixou meu short e ficou apalpando minha bunda arriscou até umas mordidas de leve, foi forçando para que eu ficasse bem abaixado até altura de seu cacete, colocou uma camisinha, lambuzou meu anel com saliva, ficou dedando por alguns minutos e foi forçando aos poucos até que senti ele colocar tudo dentro de mim, um cacete teso babando de 19 cm mais ou menos. Aguentei firme até senti ele todo alojado dentro do meu rabo. Tiago foi muito cuidadoso aí quando ele estava todo atochado dentro de mim, ficou me puetando até quase eu gozar.
E ai Ricardo tudo beleza podemos começar a nossa festinha?
-Sim Tiago sou seu me use e abuse!
-Delicia de macho carinhoso cuidadoso, ai sem pressa Tiago começou com movimentos sincronizado de ir e vir de tirar e botar até eu não conseguir me segurar, meu gozo explodir e ele sentindo meu anel piscando latejando comprimindo seu cacete socou sucessivamente e explodiu em um gozo intenso.
Eu sentia seus jatos sendo lançados na camisinha.
Foi muito tesão. Depois de algum tempo Tiago tirou o cacete de dentro ai me virei ajoelhei na sua frente tirei camisinha e paguei um boquete muito gostoso.
O Cacete de Tiago não baixava ai eu continuei mamando ele bem gostoso até que ele gozou de novo enchendo minha boca, eu suguei tudo sem deixar desperdiçar nenhuma gota. Adorei logo cedo sorver do delicioso néctar dos deuses e assim gozei bem gostoso.
Delicia... Agora eu estou ansioso, para voltar a me encontrar com Tiago pois ele me mandou mensagem dizendo que quer que eu fique sendo o puto dele fixo.
Estou com namorada, E Tiago também mas não vou deixar que preconceitos bobos não me deixe ser feliz com quem eu deseje.
Quero muito ser puto dele vou dá sempre a ele bem gostoso, gozar gostoso com ele e sentir muito tesão enquanto ele me arromba gostoso me fazendo rebolar deliciosamente com seu cacete atochado no meu rabo.
Agora que aprendi o sentido de ser fodido literalmente jamais vou deixar que preconceitos me impeçam de ser feliz.


Docecomomel (hgata)
Feira de Santana 01 de janeiro de 2017
Bahia Brasil.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...