sexta-feira, 18 de novembro de 2016

Corno Manso e Submisso.





O que aconteceu comigo na época me causou muito tesão. Sou casado minha esposa é muito tesuda e gostosa, uma morena linda com corpo de dá inveja em outras mulheres, excitar a todos os homens. Não podia sair com ela que todos os homens viravam a cabeça para cobiça-la ainda mais que adorava vestir calças jeans bem justas.
Eu sentia muito excitação quando via os homens ficarem com os olhos vidrados em sua bunda sempre usava saltos e rebolava muito gostoso, quando chegávamos à casa a foda sempre muito deliciosa.
Seu nome era Marta ainda não tínhamos filhos temos apenas dois (2) anos de casados.
Atualmente eu estava trabalhando fora só voltava para casa em finais de semana ou feriados nacionais. Ficávamos conversando virtualmente até tarde todos os dias.
Senti uma diferença em seu olhar, um pouco tensa quando conversávamos sobre sexo. Comecei a ficar desconfiado, mas não poderia dizer nada se não tinha certeza, mas achava que estava levando chifre então só teria que pagar para ver.

Um belo dia eu resolvi vim antes do final da semana para fazer uma surpresa a ela, mas como já estava desconfiado eu nada disse a ela era um dia de quarta-feira era o dia que a turma do trabalho ia jogar bola e geralmente eu só conversava com minha esposa depois das 22 horas.

Peguei o carro e vim como queria fazer surpresa eu parei meu carro um pouco afastado de nossa casa e fui devagarinho até a minha casa. Entrei não vi ninguém, mas sabia que tinha gente ouvia barulho de gemidos, urros.
Pensei que tinha acertado nas minhas desconfianças, fui andando silenciosamente até parar na frente da porta do nosso quarto.
Empurro a porta do quarto lentamente e vejo minha mulher de quatro com um rapaz jovem muito bonito fodendo ela.
Eu fiquei sem ação e reação.
Não disse uma palavra e tão envolvidos que estavam na foda nem perceberam minha presença.
Sai de frente da porta do meu quarto e fui até o quarto conjugado ao lado do nosso. Fiquei com respiração ofegante eu vendo tudo e nada poderia dizer, pois além de ser corno tinha consciência que era corno manso, pois fiquei super. excitado vendo minha esposa sendo fodida por outro macho.
Caracas meu cacete estava teso, babava e latejava ouvindo os gemidos e as coisas safadas que os dois diziam. Ela gemia no cacete do cara que era bem grosso apesar do rapaz ser bem jovem era bem dotado de cacete. Quando eu já não aguentava mais explodi em um gozo despejando imensa quantidade de leite, peguei uma camiseta que estava ali perto me limpei e sai sem fazer barulho algum.
Esperei o tempo passar e vi quando o rapaz saiu andando calmamente assobiando e entrando em uma casa na mesma rua.
Era filho do meu amigo e colega de trabalho só percebi quando eu o vi entrar na sua casa. Entrei no carro e sai para dá uma volta depois de meia hora telefonei para a minha esposa que estava com saudade e estava chegando a casa em pouco mais de meia hora.
Assim eu fiquei em um posto de gasolina esperando o tempo passar e aproveitei fiz zum lanche. Mas o que eu tinha visto não saia de minha cabeça, foi um prazer incontido.
Cheguei à casa a encontrei-a cheirosa e bem vestida, nos beijamos e fui tomar um banho.
Depois saímos até uma pizzaria, como dois enamorados ela estava muito carinhosa, mas alegou um cansaço pensei logo que não queria que eu percebesse que tinha fodido muito poucas horas antes de eu chegar, mas não forcei intimidade maior assim ficamos até quase meia noite e voltamos para casa.
Quando chegamos a nossa casa minha esposa alegou dor de cabeça, eu apenas sorri e abracei-a prendendo-a entre meus braços e em seu ouvido perguntei se ela tinha algo a me confessar?
-Confessar?  - Sim querida alguma coisa que você fez e nunca me contou?
-Não meu amor tudo eu sempre te digo sou sincera com você!
-Sim é sincera, mas nunca me disse que eu sou corno!
-O que você esta falando?
O que você ouviu que sou corno, que você me dá chifres com filho do meu colega, que nem por isto eu vou deixar de gostar de você.
-Ela com olhos arregalados me olhavam sem querer acreditar, o que eu afirmava.
-Oh amor se acalma eu vi você hoje quando cheguei mais cedo, vi você com filho do meu colega, vi e gostei do que vi o cabra apesar de jovem sabe foder gostoso.
Será que ele topa fazer sexo a três? Eu e ele juntos com você?
-Amor você está falando serio?
-Claro sempre desejei isto e para provar que estou falando serio vou querer você agora!
-Ah amor estou toda fodida!
Ah é me deixa ver, assim eu cai de boca chupando a xoxota de minha esposinha safada e putinha que minha língua ficou dormente, era muito tesão saber que ela tinha fodido com outro e agora eu terminava de esfolar sua xoxota meladinha de tesão...
E foi a partir deste dia que começamos a fazer ménage esporadicamente.
Na primeira vez ela combinou com o rapaz jovem e saradao para que fosse até nossa casa, dizendo que tinha uma surpresa.
Eu estava super. ansioso o rapaz chegou  nós o recebemos era muito bonito e  saradao.
Começamos e tomar cerveja ela falou com ele que eu estava sabendo de tudo, mas que não se importasse, em pouco tempo nos três ficamos totalmente pelados.
A casa era segura ai fui para nossa cama, eu de inicio ficava apreciando aquele homem chupando aquela xoxota gostosa a ouvindo gemer como uma vadia. Logo eu estava de cacete duro ali vendo aquela cena. Maravilhado de ver os dois.
Outro homem de cacete duro uns 21 cm de  cacete teso a disposição de minha esposa que é logico que ela estava feliz, pois eu só tenho 16 cm de cacete e  ver minha mulher chupando aquela tora com os olhos vidrados e vez ou outra olhava para mim. Quando eu vi minha esposa fazendo um boquete para aquele homem sei que acabei adorando ver e ficar me masturbando quando ele começou a socar ela engasgava e tossia, mas não largava o cacete ai pensei lá vem leitada. O filho da puta segurou na cabeça dela e socou com vontade até explodir enchendo a boca dela de muito leite.
Marta parecia uma louca gemendo sorvendo até a última gota, pois foi a partir deste dia que em sua maioria das vezes sempre o nosso sexo era a três, seu amigo e parceiro agora amante fixo praticamente morava em nossa casa na minha ausência e quando eu estava ele só vinha à noite e antes do amanhecer depois de muito sexo ia embora.
Era delicioso apreciar a sacanagem que ele fazia com ela algumas vezes depois dele foder bastante a xoxota dela ela me pedia para comer ela e queria que eu metesse com muita força eu sentia meu cacete no vácuo, porque ele curtia muito o sexo selvagem, ver e ouvi os gemidos da minha putinha dava muito tesão e acabava sempre gozando em sua boquinha gulosa que não dispensava nada.
Agora nosso amigo e parceiro já é nosso amante fixo e estamos programando fazer uma orgia ele mais outros amigos. Minha esposa aceitou na hora quero ver minha mulher sendo puta de quatro homens eu só vou poder comer ela quando todos estiverem saciados e quem sabe eu seja obrigado e chupar o gozo deles direto da xoxota da minha mulher. Porque agora Marta é quem manda o que ela quer eu faço porque além de ser corno manso sou submisso e obedeço a ela fervorosamente. E estou imensamente feliz e realizado
Eu confesso que foi a partir dali que eu comecei a sentir muito mais tesão.
Era muito prazeroso ver o brilho nos seus olhos de tanta alegria!
E quanto mais ela fodia com outros mais eu e ela nos amávamos.


Docecomomel (hgata)
Instagram docecomomel2011
Feira de Santana: Bahia: Brasil





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...