domingo, 23 de outubro de 2016

Vizinha e Amante Safadinha


Bom, esse meu primeiro conto depois de uma ausência forçada, mas vou procurar ser bem detalhista.
Meu nome Iago tem 23 anos, sou casado, tenho 1,76 de altura peso 82 Kg não são bonito apenas procuro ser gentil e simpático com todos.
Vou relatar o que me ocorreu semana passada minha esposa é muito ciumenta na virtualidade ela me vigia 24 horas e isto acaba surgindo desavenças ela com suas crises de ciúmes procura me punir com greves de sexo.
Acontece que ela resolvendo me deixar sem sexo me empurra para os braços de outras.
Eu trabalho no centro e todos os dias pego meu carro e saio só volto de noite, não dá tempo de vim almoçar.
Sempre quando passo pelo ponto de ônibus dá caronas a algumas pessoas.
Esta semana eu passei no ponto estava chovendo e só vi duas pessoas no ponto uma vizinha minha que trabalha bem perto do meu trabalho e um rapaz que só aceitou carona porque estava chovendo. Logo que o rapaz desceu eu e minha vizinha foi conversando.
Luiza tem 22 anos é morena é mãe solteira e não tem ninguém. Eu já fiquei pensando em convida-la a sair depois do trabalho, mas depois de pensar percebi que naquele dia não daria certo. Foi assim que combinei que sempre as 7.15 estaria passando pelo ponto se ela estivesse teria carona certa todos os dias.
Ela gostou da oferta, mas perguntou se minha esposa não teria ciúmes, eu como machão disse na minha vida mando eu, mas só Deus sabe o que poderia acontecer caso minha esposa descobrisse. Assim ela aceitou depois de quase uma semana um dia de sexta feira ela entrou no carro e coincidiu ir sentada na frente, no caminho eu procurava trocar de marcha e minha mão sempre passava em sua perna, ela parecia nervosa com a situação ficou meio inquieta. Quando chegou perto de onde eu a deixava eu lhe perguntou se eu poderia ir busca-la à noite para comer alguma coisa antes de ir para casa?
Ela disse que sim.
Às 17 horas liguei para casa avisando a esposa que iria fazer umas cobranças, pois o chefe me pediu e irai-me da uma boa comissão, pois ela acreditou.
Pois antes de sair do trabalho tomei um banho, vesti uma camisa limpa peguei o carro e fui buscar a minha vizinha ela estava na porta da galeria onde é o escritório que ela trabalha.
Parei o carro buzinei e Luiza entrou.
Estava bonita e cheirosa, quando ela entrou nossos olhares se cruzaram e nos beijamos, em cumprimento.
 Senti uma excitação por ela, liguei o carro e sai a esmo até que resolvi perguntar para onde riamos.
Ela segurou em minha mão e falou olha Iago tanto você como eu quer sexo então melhor mesmo ir para um motel! Não vou ficar de beijo e abraço com um homem casado que bem sei o que deseja.
Estou certa disso?
-Claro que está certíssima, então vamos! Saímos conversando como um casal de namorados minha mão em sua perna carinhosamente me causava um sensação prazerosa, estava excitado prevendo o que iria acontecer,
Quando ela percebeu o volume na minha calça perguntou se era por causa dela que estava assim?
-Sim é por você que estou assim enlouquecido de tesão passei dia todo pensando em você!

Então ela colocou a mão e apertou e viu o quanto era grande e grosso o meu cacete, ai falou uauu vou me dá muito bem hoje!
Foi aí que perguntei se ela não queria ver? Balançou a cabeça dizendo um sim.
Então tirei pra fora e quando ela viu os 21 cm do meu cacete teso já babando de excitação não resistiu e caiu de boca, começou a chupar com uma gulodice. Entramos no motel. Já fui tirando sua roupa e como um desesperado dei-lhe um banho de língua.
Senti seu mel escorrer pela minha boca, deliciosamente explorei cada cm de sua xoxota lisinha e carnuda. Ai fiquei de joelhos na cama e Luiza veio como uma bezerrinha me mamar.
Delicia sua boca percorria meu cacete e logo passeava pelo meu saco que estava bem lisinho.
O tempo passava rápido, pois não tínhamos muito tempo foi assim que peguei uma camisinha coloquei deitei no meio da cama e, a mandei sentar e assim ela fez, foi sentando rebolando.
E dizendo que pensou que não ia aguentar aquele cacete todo dentro dela.
Mandei-a aproveitar e cavalgar gostoso que eu era todo dela, a safada levou ao pé da letra meu pedido e começou a quicar com força, quanto mais ela cavalgava mais gemia quase gritando.
E dizia que era minha puta e que me daria toda noite se eu quisesse, ficou como louca galopando em meu cacete até que deu um grito longo e gozou senti o gozo escorrer pela cabeça do meu cacete.
Ai saiu de cima amparei em meus braços, coloquei-a na cama e fui com tudo. Primeiramente fui de papai e mame depois fui mudando as posições e como dois loucos eram beijos abraços eu a mordiscava seus lábios seus seios uma loucura que foi até que anunciei meu gozo e Luiza começou a gemer dizendo que queria meu leitinho eu deixei por conta dela foi ai que ela arrancou a camisinha e chupou com muita força e eu enchi a boca da safada de porra, muita porra.
Que delicia sentir os jatos de minha porra em sua garganta, ela engoliu tudo.
Fiquei como um louco cheio de excitação por aquela safada.
Ficamos conversando pouco depois fomos tomar um banho e voltamos para cama, ela já veio ficando de quatro eu encapei o cacete que estava meio teso ela fez carinhos com a boca gulosa e logo estávamos pronto para finalizar a noitada. Fiquei com cacete em riste dei uma boa línguada em seu cuzinho e fui aos poucos metendo até a cabeça passar seu anel, ela gemeu alto pediu que tivesse cuidado esperei ela se acostumar e fui empurrando até mais da metade.
Metia com ritmo compassado e com uma mão batia uma siririca, quando Luiza começou a gozar sentir suas pregas comprimirem meu cacete latejando apertando ai segurei com firmeza em seus quadris e soquei algumas vezes até explodi em um gozo intenso.
Caracas que putinha é esta vizinha agora é amante com maior sigilo, faz todas minhas vontades. E esta sempre disposta a me dá. E este inicio de mês vai ter um feriado minha esposa vai viajar eu não poderei ir, já estou planejando ficar com ela este quatro dias e vamos foder é muito.
E claro que vou levar ela para minha casa e vou poder fazer de tudo na minha cama e quando eu for transar com minha esposa imaginar que é minha putinha safada que estou enrabando. Pois eu não tinha ideia que as mulheres sentiam tanto tesão com sexo anal, porque gozar já e gostoso imaginem pelos dois lados ao mesmo tempo.
E tudo de bom proporcionar prazer a minha safadinha gostosa.
Estou muito feliz e quando minha esposa faz suas greves de sexo eu nem me importo mais.
Afinal quem tem duas nunca fica em falta.



Docecomomel (Hgata)

Feira de Santana 23 de outubro de 2016.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...