segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

Encochado pelo negão no ônibus




Eu estava esperando o ônibus para ir para o meu 1º estagio no centro da cidade de Salvador”.
Assim que ônibus passou via estação do Iguatemi entrei estava muito cheio. Logo tive que ficar em pé parado entre alguns jovens estudantes.
Um dele um negro alto com braços fortes, devido a sua estatura eu fiquei quase embaixo de seu braço. Ele ficou bem atrás de mim e com movimento do ônibus ele começou a me sarrar. Tentei sair mais não tinha espaço.
Sentia seu cacete crescendo cada vez mais encostando-se à minha bunda.
Fiquei com um tesão louco.
Mais procurei disfarçar. Então fomos ficando só no rala e rola o tempo todo hora do rush ônibus lento engarrafamento geral em todas as vias, chovia um pouco.
Já estava perto de meu ponto fui em direção à porta o cara também iria descer junto comigo assim que desci ele veio atrás sua bolsa na frente para disfarçar seu tesão.
Assim que desembarquei ele veio falar comigo.
Estava em meu horário parei e lhe dei atenção ficamos conversando um pouco foi quando ele disse que é separado da esposa mais mora com a mãe e seus dois filhos.
Perguntou se eu queria ir até seu apartamento no final da tarde. Olhei em seus olhos como se tivesse interrogando-o motivo do convite.
Bem cara percebeu que você gosta de mamar e estou a fim de te comer, se topa já te dou endereço eu só vou trabalhar ate meio dia.
-Hum olhei de alto a baixo e disse pode me dá endereço assim que sair do estagio vou até lá ou quer meu telefone?
Te passo endereço e quero seu telefone também quero ter certeza que não vai fugir de mim hoje, ele disse sorrindo.
Passei telefone anotei endereço e fui trabalhar.
Logo as 10 h recebi um wattsapp
 Era ele dizendo que estava contando os minutos.
Hum fui ate o banheiro e respondi seu Watts app dizendo que também estava ansioso.
Seu nome era Caio, fiz todo meu serviço esperando entardecer quando dei à hora da saída eu nunca tive pressa de ir embora como naquele dia.
Caio me confirmou endereço e disse como poderia chegar ate seu apartamento que por sorte sua mãe não estava só seus filhos.
Eu perguntei se não teria problemas.
Ele disse que não.
Chegando ao endereço acertei de imediato o apartamento e me dirigi até lá
Toquei a campanha da porta do referido apartamento ele abriu entrei, levei um susto vendo seus dois filhos assistindo TV.
Ele logo disse aos filhos que iria resolver um assunto no escritório que não poderia ser incomodado. As crianças coitadas ficaram lá na sala.
Senti-me envergonhado, mais o pai delas que deveria ser mais precavido, fazer o que já estava ali teria que seguir em frente. O segui ate o tal escritório que nada mais era do que uma mesa com um sofá em um como do apartamento que ele fez de escritório.
Entramos ele fechou a porta e disse logo só não pode gemer muito alto.
Caracas quando ele abriu a braguilha da bermuda e botou o cacete para fora meus olhos arregalaram, grande preto com cabeçorra vermelha cheio de veias.
Um monumento a ser apreciado.
Puxou-me pela mão me fez sentar no sofá e botou pra eu mamar, Caracas já tinha visto todo tipo de cacete mais o de Caio era excepcional.
Quase não cabia na minha boca.
Foi depois de mais de 10 minutos eu mamando com muito tesão aquele delicioso cacete que senti que ele já estava prestes a gozar.
Masturbava-me deliciosamente até que Caio me deram na mão duas camisinhas.
Olhei para ele sem nada entender, ele sorriu e disse um pra cada cara. Tenho certeza que você vai gozar enquanto eu te enrabo gostoso.
Meu cacete deu um pulo só de ouvi-lo dizer que ia me enrabar.
Delicia ainda bem que estava limpinho e preparado, pois pensei que ia receber era leitada na cara.
Fiquei ajoelhado no sofá como se tivesse de quatro, ele colocou a camisinha, me inclinou mais e com sorriso disse calma que senão você não aguente cara.
Meu Deus eu louco pra sentir aquela tora negra todo dentro de mim, meu cacete já com camisinha pronto pra me deliciar com a foda mais maluca da minha vida.
Caio deu uma salivada, lambuzou meu anel foi metendo logo de inicio senti uma fisgada de dor, mais Caio inclinava mais meu corpo pra baixo empurrava o cacete aos poucos.
Senti lagrimas escorrendo e pelos olhos, Caio dizia aguenta macho que se era cacete que você queria é isto que você vai ter!
Quando ele parou de meter percebi que já estava tudo dentro, mais pra me certificar botei a mão para trás e só tinha de fora mesmo os culhões.
Segura macho que agora que vai começar a brincadeira ele disse sorrindo.
Porra que cara safado, me foder em sua casa, com os filhos nasala vendo TV. Tem mulher que se engana mesmo com estes machões.
Começou uma sucessão de estocadas que me faziam ver estrelas no céu, cada metida ele me apertava minha bunda, me puxava ao seu encontro só parou de meter quando gozou.
Tirou o cacete de dentro, enrolou em um papel toalha e me fez acabar de limpar com a boca.
Limpei seu cacete deixando limpinho, ele viu que eu não tinha gozado então começou a me masturbar logo eu gozei só de sentir sua mão forte e morna segurando meu pequeno cacete me deu muito tesão.
Também não deixei por menos quase encho a camisinha de leite
Caio me passou umas toalhas de papel, me limpei me vesti ai fomos ate a cozinha do seu apartamento me deu um suco com fatia de bolo.
Saboreei com gulodice me despedi e fui em direção à porta. As duas crianças ainda estavam na sala vendo TV.
Assim fui para casa satisfeito de ter dado uma boa foda. Quando cheguei em casa estava no banho e vi sinal de alerta meu celular.
Terminei meu banho e fui ver a mensagem.
Era Caio perguntando quando iriamos ter de novo um encontro.
Sorri e respondi da próxima você vem em minha casa. Ok?
-Ele sinalizou e respondi esta semana eu passo a noite com você a minha mãe vai viajar com as crianças, quero-te foder a noite toda viu?
Eu gostei que aguentei sem reclamar...
Eu apenas disse espero ansioso.

Ps.Depois eu conto como foi minha noite com o negro casado e muito safado.


Docecomomel(hgata)
Feira de Santana
Bahia:Brasil



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...