sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

Pegando a cunhada Novinha.



Olá.
Meu nome é Diego tenho 22 anos sou negro com 182 de alt. Com 82 kg. Sou um  rapaz muito tranquilo tenho uma namorada há  seis meses e nos damos muito bem.
Sempre fazemos sexo e adoro amanhecer em seus braços depois de uma boa noite de muita putaria.
Minha namorada tem 20 anos é uma morena linda, gostosa e muito boa de cama.
Mais ultimamente anda muito atarefada estudando para fazer vestibular e está me deixando um pouco de lado.
Isto me deixa confuso porque sexo para mim tem que ser no mínimo 2 ou 3 vezes na semana.
Sempre que digo que vou passar a noite na casa dela no meio da semana ela alega que vai ter que estudar que preciso ter paciência.
Eu tenho mais é impossível ficar sem sexo até uma semana.
Assim se passaram quase dois meses, mais me aconteceu algo que foi inesperado e muito bom.
Na quarta feira passada antes de sair do trabalho liguei para ,minha namorada dizendo que ia ate sua casa e iria passar a noite por lá.
 Logo ela disse que seria impossível , pois estava estudando muito e estava menstruada.
Droga teria que bater uma punheta senão nem conseguiria dormi naquela noite.
Foi o que pensei.
Logo que sai do trabalho fui até uma lanchonete comer um sanduiche natural, muito famosa que existe em minha cidade.
Já tinha feito meu pedido quando estou na mesa vejo entrar minha cunhadinha Larissa novinha cheirando a leite com mais duas amiguinhas.
Logo ela fez seu pedido e veio sentar em uma mesa próxima .
Começamos a conversar.
Suas amiguinhas lancharam e foram embora.
Larissa perguntou se poderia lhe da uma carona até sua casa.
Disse que daria a carona mais antes teria que passar em casa para pegar a carteira para abastecer o carro.
-Ela concordou dizendo tudo bem, não tem problema é bom que  eu chego um pouco  mais tarde em casa .
Foi quando eu perguntei por seu namoradinho, com um muxoxo nos lábios ela respondeu que estava livre sem amarras de homem algum que queria era curtir.
-Eu logo pensei que bom ,bem que esta safadinha poderia me dá já que a irmã mais velha só  andava centrada em estudar.
Meus pensamentos me traíram logo meu pau estava rígido e era notado facilmente.Tendei desviar meus pensamentos, para  acalmar o meu estado de tensão
Fomos até meu carro parei na porta de minha casa e falei Larissa vou entrar rápido só vou pegar minha carteira.
Tudo bem?
Tudo só queria ir ao banheiro vá que pegamos um engarrafamento como poderei fazer?
Entendo Larissa pode ir sim e fomos em direção a minha casa.
Mostrei onde era o banheiro, meus pais estavam viajando.
Quando ela foi ate o banheiro entrou e deixou a porta aberta, quando volto do meu quarto a vejo vestindo sua saia e deu para notar a xoxotinha lisinha e a marca do biquini.
Eu com os lábios assoviei fiu fiu ainda com marquinha de praia minha deusa.
Sim Marcos adoro praia e você sabe que sou bem mais vaidosa do que sua namorada que só pensa em estudar.
Sei sim Larissa e isto está me matando,  pois fico sem sexo direto.
-Fica por que quer afinal pra isto que serve as cunhadas e amigas.
Está de zoação comigo Larissa?
-Claro que não Marcos você sem porque a mana só estuda eu sem pois estou sem namorado que mal há em juntar o útil ao agradável.
-Caracas você falando assim já comecei  a ficar excitado.
-Então deixa ver esta sua excitação e aproximou-se com a mão segurou meu cacete e ficou apalpando.
-Hum duro está deixa ver se é bom de tamanho.
Enfiou a mão por dentro do zíper e ficou apalpando sem parar.
-Para Larissa desse jeito  eu não aguento vou gozar logo!
-Goza meu cunhadinho , mais goza com gosto na tua cunhadinha safada sedenta de leitinho.
-Pequei a putinha no colo levei para meu quarto botei na cama suspendi sua saia , cai de boca na xoxotinha lisa meladinha.
Logo recebi  em meus lábios seu mel delicioso e farto.
Safada gostosa rebolava com a xoxotinha na minha boca ,me lambuzava o rosto todo.
Metia língua fundo, prendia o  grelo nos lábios mordiscando sem parar só sentindo seus tremores pelo corpo inteiro.
-Ai  ela ficou me masturbando ate que quase eu gozo.
Foi que peguei virei ela de quatro (4) fiquei em pé na beirada  da cama e comecei a comer a cunhadinha ninfetinha safada.
Metia com força sentindo suas carnes apertando meu cacete, socava sem pena, só queria ouvir seus gemidos ,ela só pedindo que o cunhadinho fudesse gostoso.
Eu ainda consegui aguentar  de 15 a 20 minutos comendo sua xoxota gostosa ate que percebo meu gozo se aproximando e já ia tirando o cacete de dentro, quando Larissa disse que queria leitinho na xoxotinha.
Soquei mais algumas vezes e logo explodi em gozo.
A safada tremia e gemia como uma gata no cio.
Deliciosa foda de inicio de noite.
Fomos tomar banho e eu falei que ia levar ela até em casa.
-Ela rindo falou que iria telefonar que ia dormi na casa de uma amiga , que queria terminar a noite com o cunhado safado.
Pois bem pessoal eu nunca transei como naquela noite fiz todas posições imagináveis, chupei e fui chupado como nunca. Gozei  na garganta de minha cunhada como nunca tinha feito com a minha namorada, sem deixar de falar que nunca minha namorada tinha sentado no meu cacete de rabo como a cunhadinha fez.
Foi a minha melhor noite de sexo.
E ao amanhecer a cunhadinha safada falou Marcos meu querido valeu pela noite maravilhosa quando estiver carente já sei quem  devo procurar para saciar meus desejos de puta safada.
Levantou-se e com a boca suja de minha própria porra me beijou e deu um até logo.
-Aff ninguém merece uma despedida desta , mais que foi bom e continua sendo ,pois agora a cunhadinha sempre presente nas noites de muito sexo.
Motel a coisa natural no meio da semana agora.
E sabem de uma quem tem uma não tem nenhuma o certo mesmo e curtir mesmo a vida.

Docecomomel.
Feira de Santana ,28 de janeiro de 2016
Bahia Brasil.

segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

Encochado pelo negão no ônibus




Eu estava esperando o ônibus para ir para o meu 1º estagio no centro da cidade de Salvador”.
Assim que ônibus passou via estação do Iguatemi entrei estava muito cheio. Logo tive que ficar em pé parado entre alguns jovens estudantes.
Um dele um negro alto com braços fortes, devido a sua estatura eu fiquei quase embaixo de seu braço. Ele ficou bem atrás de mim e com movimento do ônibus ele começou a me sarrar. Tentei sair mais não tinha espaço.
Sentia seu cacete crescendo cada vez mais encostando-se à minha bunda.
Fiquei com um tesão louco.
Mais procurei disfarçar. Então fomos ficando só no rala e rola o tempo todo hora do rush ônibus lento engarrafamento geral em todas as vias, chovia um pouco.
Já estava perto de meu ponto fui em direção à porta o cara também iria descer junto comigo assim que desci ele veio atrás sua bolsa na frente para disfarçar seu tesão.
Assim que desembarquei ele veio falar comigo.
Estava em meu horário parei e lhe dei atenção ficamos conversando um pouco foi quando ele disse que é separado da esposa mais mora com a mãe e seus dois filhos.
Perguntou se eu queria ir até seu apartamento no final da tarde. Olhei em seus olhos como se tivesse interrogando-o motivo do convite.
Bem cara percebeu que você gosta de mamar e estou a fim de te comer, se topa já te dou endereço eu só vou trabalhar ate meio dia.
-Hum olhei de alto a baixo e disse pode me dá endereço assim que sair do estagio vou até lá ou quer meu telefone?
Te passo endereço e quero seu telefone também quero ter certeza que não vai fugir de mim hoje, ele disse sorrindo.
Passei telefone anotei endereço e fui trabalhar.
Logo as 10 h recebi um wattsapp
 Era ele dizendo que estava contando os minutos.
Hum fui ate o banheiro e respondi seu Watts app dizendo que também estava ansioso.
Seu nome era Caio, fiz todo meu serviço esperando entardecer quando dei à hora da saída eu nunca tive pressa de ir embora como naquele dia.
Caio me confirmou endereço e disse como poderia chegar ate seu apartamento que por sorte sua mãe não estava só seus filhos.
Eu perguntei se não teria problemas.
Ele disse que não.
Chegando ao endereço acertei de imediato o apartamento e me dirigi até lá
Toquei a campanha da porta do referido apartamento ele abriu entrei, levei um susto vendo seus dois filhos assistindo TV.
Ele logo disse aos filhos que iria resolver um assunto no escritório que não poderia ser incomodado. As crianças coitadas ficaram lá na sala.
Senti-me envergonhado, mais o pai delas que deveria ser mais precavido, fazer o que já estava ali teria que seguir em frente. O segui ate o tal escritório que nada mais era do que uma mesa com um sofá em um como do apartamento que ele fez de escritório.
Entramos ele fechou a porta e disse logo só não pode gemer muito alto.
Caracas quando ele abriu a braguilha da bermuda e botou o cacete para fora meus olhos arregalaram, grande preto com cabeçorra vermelha cheio de veias.
Um monumento a ser apreciado.
Puxou-me pela mão me fez sentar no sofá e botou pra eu mamar, Caracas já tinha visto todo tipo de cacete mais o de Caio era excepcional.
Quase não cabia na minha boca.
Foi depois de mais de 10 minutos eu mamando com muito tesão aquele delicioso cacete que senti que ele já estava prestes a gozar.
Masturbava-me deliciosamente até que Caio me deram na mão duas camisinhas.
Olhei para ele sem nada entender, ele sorriu e disse um pra cada cara. Tenho certeza que você vai gozar enquanto eu te enrabo gostoso.
Meu cacete deu um pulo só de ouvi-lo dizer que ia me enrabar.
Delicia ainda bem que estava limpinho e preparado, pois pensei que ia receber era leitada na cara.
Fiquei ajoelhado no sofá como se tivesse de quatro, ele colocou a camisinha, me inclinou mais e com sorriso disse calma que senão você não aguente cara.
Meu Deus eu louco pra sentir aquela tora negra todo dentro de mim, meu cacete já com camisinha pronto pra me deliciar com a foda mais maluca da minha vida.
Caio deu uma salivada, lambuzou meu anel foi metendo logo de inicio senti uma fisgada de dor, mais Caio inclinava mais meu corpo pra baixo empurrava o cacete aos poucos.
Senti lagrimas escorrendo e pelos olhos, Caio dizia aguenta macho que se era cacete que você queria é isto que você vai ter!
Quando ele parou de meter percebi que já estava tudo dentro, mais pra me certificar botei a mão para trás e só tinha de fora mesmo os culhões.
Segura macho que agora que vai começar a brincadeira ele disse sorrindo.
Porra que cara safado, me foder em sua casa, com os filhos nasala vendo TV. Tem mulher que se engana mesmo com estes machões.
Começou uma sucessão de estocadas que me faziam ver estrelas no céu, cada metida ele me apertava minha bunda, me puxava ao seu encontro só parou de meter quando gozou.
Tirou o cacete de dentro, enrolou em um papel toalha e me fez acabar de limpar com a boca.
Limpei seu cacete deixando limpinho, ele viu que eu não tinha gozado então começou a me masturbar logo eu gozei só de sentir sua mão forte e morna segurando meu pequeno cacete me deu muito tesão.
Também não deixei por menos quase encho a camisinha de leite
Caio me passou umas toalhas de papel, me limpei me vesti ai fomos ate a cozinha do seu apartamento me deu um suco com fatia de bolo.
Saboreei com gulodice me despedi e fui em direção à porta. As duas crianças ainda estavam na sala vendo TV.
Assim fui para casa satisfeito de ter dado uma boa foda. Quando cheguei em casa estava no banho e vi sinal de alerta meu celular.
Terminei meu banho e fui ver a mensagem.
Era Caio perguntando quando iriamos ter de novo um encontro.
Sorri e respondi da próxima você vem em minha casa. Ok?
-Ele sinalizou e respondi esta semana eu passo a noite com você a minha mãe vai viajar com as crianças, quero-te foder a noite toda viu?
Eu gostei que aguentei sem reclamar...
Eu apenas disse espero ansioso.

Ps.Depois eu conto como foi minha noite com o negro casado e muito safado.


Docecomomel(hgata)
Feira de Santana
Bahia:Brasil



domingo, 17 de janeiro de 2016

Sou um corno submisso.


Olá.

Hoje eu vim relatar como foi que minha mulher me deu de presente de Ano Novo mais um par de chifres. Desde que me casei com Laura ela sempre gostou de sair com outros homens. Ela faz questão que eu saiba. Eu não me importo quando ela chega toda suada com a xoxota melada depois de foder muito com seu amante.

Aliás adoro sentir que está arrombada pelo seu amante e faço questão de chupar muito sua xoxota e faze-la gozar na ponta da minha língua. Eu não sou ciumento. O que desejo é ver minha mulher feliz.

Muito antes de casarmos ela tinha este amante e nunca deixou de me trair. Ela já tentou ficar sem ele, mais depois que lembra-se de como é gostoso foder com ele não resiste e saem.

Como um bom marido e corno conformado eu não me importo, sei que ela me ama, mais adora sexo e eu libero na boa minha mulherzinha para o amante dela.
Só que no dia 31 de dezembro ela disse que queria dar a última foda do ano na nossa casa e na nossa cama. Relutei ainda um pouco com medo dos vizinhos desconfiarem, mas minha putinha deu jeito dizendo que ele viria consertar o chuveiro. A vizinhança sabia que ele era eletricista e encanador. Assim ficou acertado dele vim as 15 h.

Quando o celular de Laura tocou ouvi ela atender e dizer que poderia vim sim que seu marido estava trabalhando. Quando ela disse bem assim:

-Pode vim meu amor, o corno está trabalhando venha sim, venha comer sua putinha antes do ano novo se iniciar, estou louca de tesão !

Eu fiquei já de pau duro de tanto tesão ao saber que minha safada ia foder em nossa cama. Em instantes chegou alguém no portão. Saí pela porta dos fundos e fiquei na lateral da casa observando pela fresta da janela.

Logo eles entraram foram direto para o nosso quarto. Ela fez com que ele sentasse na beirada da cama, tirou seus tênis deu um longo beijo e foi para cozinha preparar um lanche para ele. Logo ele surgiu na porta do quarto com uma bandeja com suco e bolo.

Ele com uma das mãos ocupada, mas com a outra acariciava suas coxas, apertava sua bunda e entre um gole de suco e outro deu uma mamada em seus peitos que são bem desenvolvidos. Adoro quando estou fodendo e vejo seus melões balançando de um lado para outro. Aperto de ficar com marca de minhas mãos.

Logo o amante da minha mulher levantou tirou camisa e calça ficando só de cuecas. Minha mulher abaixou em sua frente e começou a chupar o pau dele, diga-se de passagem enorme, nem sei como ela conseguia engolir quase todo. Deveria ter mais de vinte e um centímetros.

Laura engolia com maior facilidade. Ele segurava em seus cabelos guiando-a como queria. Aí vi ele acelerar os movimentos dos quadris e ficar elevando a cabeça dela de baixo pra cima até soltar gemido e gozar.

Minha puta é safada mesmo, nunca tomou meu leite, alega que tem nojo, mas do amante bebeu sem deixar desperdiçar nem uma gota sequer.

Aí ele deu mais uns amasso e mais enfiava a mão na xoxota dela. Eu só olhando e me masturbando. Teve uma hora que ele lambuzou os dedos e lambeu um a um. Ela com os olhos arregalados sentindo tesão ver que ele provava de seu melzinho.

Logo ele retornou e enfiou a mão de novo na xoxota dela. Ela gemeu, arqueou mais as pernas para que ele pudesse brincar a vontade. Aí retirou mais uma vez e deu pra ela lamber dedo por dedo.

Laura fazia lentamente sentindo muito tesão. Foi assim que ele ordenou que ela ficasse de quatro levantou ficando atrás dela. Pela fresta da janela eu vi como o cacete dele era grande, grosso e duro. Chegava apontar para seu umbigo.

Aí puxou ela para que ficasse bem na beirada da cama, baixou-se deu uma lambida em sua xoxota, enfiava a língua provocando-a e com as mãos apalpava a bunda, sem deixar marcas. Laura safadinha rebolava na cara dele.

Depois de mais de dez minutos ele chupando a xoxota dela e segurando o cacete que babava muito, não sei tanto quanto, mas sei que éramos os três sentindo muito tesão. Ai ele levantou segurou no cacete guiou até a entrada da xoxota, esfregou um pouco para lambuzar cabeça do cacete e com movimento de quadris começou a meter. Caracas em instantes estava todo dentro! Eu pensava “coitada da minha putinha”, mas ela estava gostando. Ela queria, então era bom para ela. Aí ele meteu todo deixando só os culhões de fora. Ela gemia dizendo:

-Esta bom amor? Era assim que você queria na minha cama?

-Era sim e depois ainda vai esperar o corno sem se lavar para aquele desgraçado senti meu gosto também viu safada?

-Sim amor quando ele chegar do trampo estarei aqui toda suadinha e meladinha pra ele!

Ele começou um vai e vem socando sem parar até que pelas feições de seus rostos dava para perceber que o gozo se aproximava. Logo ele segurou com força em seus quadris e socou com força e rapidez.

Senti Laura dar uns tremores e ele ficar atracado a ela por alguns minutos. Não demorou ele tirou cacete pingando lambuzado, deu pra ela chupar, e foi tomar banho. Ela safada enquanto o amante se banhava colocou cabeça para fora da janela e me deu um beijo.

Senti gosto de pau gozado, mas minha diva merece todo sacrifício. Em minutos ele saiu já vestido com os cabelos úmidos, deu um abraço nela e falou:

-Pronto safada! já recebeu seu leitinho de hoje!

Laura perguntou se ele já ia:

- Sim tenho que colocar um chuveiro na casa da mulher do pastor!

Laura sorriu pois sabia que ele era amante da mulher do pastor também.

-Depois falamos viu? Não esqueça nada de dá o rabo para o corno viu? Sabe que seu rabo tem dono!

-Sim meu amor ele é só seu.

E saiu assim que fechou portão entrei pela porta da cozinha e lá estava minha mulherzinha com xoxota lambuzada de leite. Assadinha e inchada esperando por mim.

Caí de boca até deixar tudo limpinho e depois coloquei camisinha e comecei a foder. Sobrava espaço pois meu cacete era bem menor do macho de minha mulher.

Delícia chupar uma xoxota assadinha, ainda mais a mulher te chamando pelo nome. Adoro ser chamado pelo nome que me esposa me chama que Cornélio.

Sou sim um corno e não tenho vergonha disso, só não quero que os vizinhos saibam pois ficariam cantando minha esposa e ela já tem seus dois machos para satisfazê-la com muito sexo.


Docecomomel(hgata)

Feira de Santana.Bahia Brasil.

http://sensacoescomemocoes.blogspot.com.br/
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...