domingo, 29 de março de 2015

Transando com o filho da vizinha



Olá bom dia amigos e leitores.
Vou relatar o que me aconteceu na semana passada, vou usar nomes fictícios para evitar problemas,
Vai que meu noivo ler, por via das duvidas. Prevenir melhor remédio.
Eu mudei para uma casa nova no mês passado e logo conheci uma vizinha que tinha um filho muito bonito. O rapaz era muito lindo e o vi algumas vezes no ponto do ônibus.
Minha vizinha era uma senhora muito simpática era viúva, e conversou comigo e falou que seu filho Gustavo estava com problemas pessoais.
Tinha terminado um namoro de dois anos e estava muito carente.
Pensei que pena dois carentes solitários, no caso “Eu e Ele”, pois meu noivo estava sempre viajando por conta do trabalho. E aquele rapaz bonito que morava na casa ao lado.
Eu sou a Elza sou uma falsa magra 1,70 de altura bunda media e seios medianos, sou uma mulher simpática. Adoro conversar e logo faço amizades onde quer que eu chegue.
Eu sempre fui franca e adoro sexo.
Na sexta feira à noite eu estava na casa dessa minha vizinha Era aniversario de minha vizinha e ficamos eu ela e algumas amigas conversando e bebendo. Já umas 22hs seu filho chega, estava retornando da faculdade. Muito cordial cumprimentou a todas e deu um belo abraço em sua mãe.Ficamos conversando até que...
Aos poucos todos iam indo para suas casas.
Depois de mais uma rodada de cerveja eu falei que já ia embora. Dona Carina minha vizinha.
Falou que seu filho Gustavo iria me acompanhar até em casa. Argumentei que não precisava, mas ela insistiu tanto que aceitei. Fiquei sem graça,mas nada poderia fazer,uma boa companhia não faria mal foi o que pensei.
Assim saímos indo ate minha casa, ele abriu minha porta fez com que entrasse e depois de um tempo falou que iria pra sua casa.
Eu não sei se por efeito da bebida ou carência mesmo falei.
Vai não Gustavo fica aqui mais um pouco.
Ele assentiu com a cabeça que ficaria, mas um pouco, mas em troca de um café.
Fiz o café depois que o servi ficamos na sala sem conversar nada apenas ficamos trocando olhares. Eram palavras que não eram ditas, mas sentidas. Depois de um tempo Gustavo começou a conversar sobre vários assuntos.
Eu fiquei encantada pela nossa conversa Gustavo falou de sua ex-namorada que ainda gostava um pouco dela, mas sabia que logo isto iria passar que queria terminar logo a faculdade para se especializar e dá novo rumo a sua vida.
Eu apenas quieto sem tocar no assunto de meu noivado, até que ele pergunta. E seu noivo eu só o vi uma vez por aqui!
Bem Gustavo realmente ele só anda viajando, mas eu acho que não vai adiante nossa relação. Ter alguém e está sempre sozinha não adianta mesmo, isto me impede de conhecer novas pessoas. E Marcos meu noivo não é nenhum exemplo de fidelidade.
No mínimo em cada cidade que freqüenta a trabalho deve ter sempre uma cama para ocupar.
Gustavo respondeu não acredito que um homem com uma mulher como você precisa procurar outras.
Ouvindo estas palavras minha auto-estemas elevou-se ao máximo. Gustavo levantou dizendo que ia embora e quando foi me cumprimentar com beijo no rosto seus lábios encontraram os meus.
A adrenalina explodiu entre nós e o que era para ser um simples beijo acidental foi o estopim que desencadeou um abraço apertado, uma procura louca de seus lábios em busca dos meus. Suas mãos percorriam meu corpo me deixando com luxuria
Logo eu Gustavo apalpava meus seios apertava minha bunda, foram acontecimentos que foram nos levando ao êxtase ambos queríamos momentos de prazer. Começou a massagear seu pescoço, dando beijos molhados,quando ele tirou minha blusa e começou a mordiscar meus seios que estavam super eriçados,soltei um gemido, assim fui tirando sua camisa e senti seu tronco másculo.
Era demais para suportar, fomos para meu quarto.
Gustavo e eu caímos na cama.
Nossa roupa atirada pelo quarto Gustavo me beijava alucinadamente apalpava minha bunda, eu sentia seu membro rígido. Ele estava no comando deixando-me louca de tesão. Quando abriu minhas pernas e começou a chupar minha xoxota,e entre lambidas e chupadas me chamava de gostosa. Soltei um gemido alto e gozei... Gozei com tanta intensidade como jamais o tinha feito em toda minha vida. Gustavo exímio macho dominador me levou ao êxtase total...
Eu com a respiração ofegante esperamos Gustavo vir com tudo a princípio
Na posição de papai e mamãe ele metia com muita vigor eu gemia feito uma louca, depois invertemos a posição eu fui por cima, ia a compassos lentos e depois acelerava Gustavo gemia e me dizia os piores nomes, mas que na hora da trepada soam como acordes angelicais em meus ouvidos. Gustavo não estava agüentando mais quando seu gozo se aproximava ele ficava quieto e logo recomeçava.
A posição de quatro a maioria dos homens se sentem superiores, pois tem a visão se sente realmente o dominador. Pode elevar ao tempo Maximo que seu corpo possa suportar. E com tapas na bunda e puxando ao seu encontro Gustavo castigava-me ,parecia um animal no cio.
E eu logo novamente gozei juntinho a ele. O êxtase foi tão intenso que desabamos atracados como se estivéssemos grudados. Ficamos abraçados curtindo o momento supremo que é a união de dois seres que sonham e desejam encontrar a alma gêmea.
Depois de muita conversa Gustavo quer que eu fique com ele a principio aos poucos, mas quer ocupar o lugar permanente em minha vida e, sobretudo me aquecer nas noites frias de inverno.
Estou pensando se fico com meu noivo e ele ou dou um novo rumo a minha vida. Mas de uma coisa tenho certeza que o Gustavo é bom de cama isto eu não posso negar nunca tive tanto orgasmos como tive com ele.
E bem que foram poucos momentos, mas com a intensidade de muitos.
Mas estou decidida a não perder mais tempo em minha vida. Afinal só levamos os bons momentos.



DocecomoMel (hgata)

http://www.climaxcontoseroticos.com/ler_conto.php?id_conto=222

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...