segunda-feira, 15 de janeiro de 2018

Priminha Casada Carente




Olá meu nome é Jonas eu vim contar hoje como e quando eu sem querer e sem planejar transei com a esposa do meu primo. Fui para o sitio dos meus tios passar o final de semana, meu primo estava por lá com sua esposa e um casal de amigos.

A esposa do meu primo é uma mulher loira de 1,65 de altura com aproximadamente 65 kg eu já ouvi comentários que ela bota chifre nele eu ignorei pois não quero confusão na família, mas com toda certeza se tivesse chance eu iria tirar minha casquinha pois não rejeito sexo e mulher casada quando quer dá é porque marido anda negando fogo são as melhores fodas.

Estava muito calor, então bem de tardezinha fomos tomar banho na piscina a esposa do meu primo estava deliciosamente tesuda seu biquíni mostrava o desenho de sua buceta que era bem cheinha estufadinha uma delícia, ver ela nadando de um lado para o outro com aquele minúsculo biquíni branco me atiçou muito.

Meu primo tomou todas que tinha direito o casal ficou na piscina mas logo se retiraram e foram para o quarto com certeza para foder, pois vi como estavam ambos excitados afinal tinham que aproveitar pois são apenas namorados, então ficou eu e a esposa do meu primo tomando banho.

Teve um momento que sai da agua para tomar uma cerveja logo eu fiquei sentado na borda da piscina com as pernas dentro da agua.

Laís que é o nome da esposa do meu primo veio para de junto e percebeu como eu estava excitado ai com a cara de safada falou.

-Nossa primo como você está hein?

-Tentei disfarçar e falei é excesso de tesão!

-Hum que bom enquanto seu primo falta, pois vive enterrado na bebida!

- Ah é deixa ele até no dia que você resolver comer fora ai ele acorda para a vida.

-Olha primo eu não sou de dá para qualquer um, mas vez ou outra apelo para um pau amigo.

-Ah é? E como funciona isto?

-Sempre algum amigo dele ou meu mesmo de trabalho rola sexo saudável sem compromisso.

-Hum que delicia então poderia rolar hoje ou então agora já que ele já está bêbado mesmo não vai te comer hoje do jeito que está?

- Sem dizer nada Laís que estava dentro da agua, começou a me punhetar e quando viu como eu fiquei em instantes falou, olha vou lá para o quarto dos fundos da casa lá tem uma cama, pode ser?

-Claro pode ir em pouco tempo chego lá. Ela saiu da agua e seguiu para os fundos da casa.

Esperei apenas 2 minutos e fui na mesma direção. Já cheguei abaixando a sunga ela tinha tirado o biquíni estava apenas com uma saída, ai ela viu minha pica toda tesa ai exclamou “Nossa primo que pauzão você é hein”,

-E tudo para você eu falei ai ela abaixou-se ficando com a boca bem próximo a minha pica ai eu disse pode entrar em ação que ela dobra de tamanho,

Ela segurou em minha pica que latejava de tão dura e disse assim “eu já tinha reparado no volume que estava por debaixo da sunga, só que agora vou ver ela entrando em ação”. Segurei ela pela cintura tinha que ser breve então

Só tinha uma coisa a fazer e rápido comecei beijando sua boca e continuamos nos tocando e beijando loucamente, perguntei-lhe se não ia haver problema, pois o marido dela poderia acordar, aí ela disse mesmo que ele acordasse não iria procurar ela onde nós estávamos.

-Hum então Laís vamos aproveitar esse meio tempo. Ela abaixou novamente segurou em minha pica e começou a lamber eu segurava em sua cabeça guiando como eu queria o boquete ela apenas gemia um pouco e enfiava minha pica inteira na boca.

 Pensei comigo: “que safada boqueteira”.

Após isso eu devagar deslizei a minha mão pelo corpo dela e conseguia apalpar sua bucetinha que estava melando tanto que chegava a escorrer.

Curti seu boquete por alguns minutos, mas por mais que eu quisesse demorar tinha que aproveitar logo o tempo então ela se deitou na cama, eu me virei e mandei-a abrir as pernas, dei um banho de língua naquela buceta gostosa, chupava e mordia os ladinhos da sua bucetona a safadinha quase gozando já estava gemendo de muito prazer, chupei como pude   aquela buceta gostosa, ai passados poucos minutos tive o meu prêmio que era seu mel pois logo ela estava gozando em minha boca.

Não resistiu a minha língua e meus dedos a safada gozou estremecendo o corpo inteiro, é claro que só parei de chupar quando ela ficou mole em cima da cama respirando ofegante.

Vendo que ela respirava ofegante, eu fui para cima dela com a pica tesa babando ai ela abriu os olhos  e caiu de boca na minha pica ela chupava gostoso tentava colocar tudo na boca, eu batia minha pica na cara da safada e a chamava de puta, ela continuava chupando bem gostoso depois sentei-me na cama com a pica tesa, ela safada  veio e sentou gostoso em cima de mim, senti o meu membro entrar devagar abrindo aquela buceta gostosa, ela gemia baixo bem gostoso, depois, soquei por completo a pica todinha naquela buceta.

 Ela deu um gemido e disse: “Não pare por favor “, eu continuei a dar várias estocadas, que parecia que ia arrombar ela por inteira tamanho era o meu tesão.

Aquela sensação era muito boa, Laís gemia e rebolava devagarzinho em minha pica enquanto rebolava aumentava seus gemidos:

- “aiiiiii me fode gostoso”,

- “isso que é pica de verdade não aquele pintinho do meu marido”,

- “vai fode sua priminha bem gostoso”.

Eu respondi: “É pica que você quer é vadia então toma sua puta”.

Então coloquei a safada de 4 e comecei a foder a buceta daquela safada novamente, só que aumentei os movimentos e comecei a bombear forte aquela bucetinha e a encher aquele rabo grande de tapas até ficar vermelho, Laís aumentou o ritmo e começou a rebolar e gemer muito forte ela estava tão excitada que gozou bem gostoso na cabeça da minha pica.

Senti escorrer, Eu louco para gozar meus culhões dóia ai eu coloquei a safada de joelhos fiz uma espanhola com aquele peitão gostoso que a Laís tinha eu estava quase gozando e ela chupava e tentava engolir minha pica inteira, eu sentia que tocava na garganta dela ela lambia minhas bolas e batia uma punheta gostosa, eu não aguentei mais e gozei gostoso na cara da Laís mas foi tanta porra que acabou escorrendo nos seus seios ela me chupou completamente deixando meu pica limpinha.

Ficamos em transe trocando carícias, ela pediu para não contar a ninguém e disse que aquilo seria apenas o começo, daí ouvimos barulho de vozes era seu marido que a chamava querendo sua companhia.

Ela respondeu que estava no banho e saiu apressadamente mas antes me deu um beijo apaixonado e disse que esta teria sido a primeira de muitas, eu sorri e falei que estava sempre as ordens.

Esperei alguns minutos e voltei para piscina para que não percebessem minha falta demorei alguns minutos e entrei em casa para dormi quando passei na frente do quarto do meu primo ouço vozes era ela alegando que estava cansada.

Sorri pois tenho certeza que ela ficou foi mais larga por isto sua negativa.

O final de semana foi um dos melhores no dia seguinte o casal foi a cidade próxima comprar algumas coisinhas meu primo também foi e eu nem tinha levantado ainda quando Laís bateu na porta do quarto quanto eu fui abrir a porta. Olha que vejo Laís nua e sorrindo falou vim trazer seu café da manhã!

Segurei em suas mãos e levei até a cama já fui colocando ela de 4 e cai de boca chupando seu cuzinho pois meu café seria suas pregas envoltas da minha pica.

A safada no começo mexia e rebolava gostoso pois penetrei com calma e devagar mas quando me vi todo dentro dela soquei sem dó e só parei depois que gozei enchendo seu rabo com meu leite.

Eu não sabia se seus gemidos eram de dor ou prazer, mas só parei depois de gozar ai para completar ela gozou na minha boca ai ambos sorrimos e falamos por mais cafés da manhã assim.

Ela levantou-se ainda um pouco torta e foi para seu quarto. Só nos vimos perto do almoço na piscina mas meu primo já tinha voltado e o casal de amigos também vim embora no domingo a noite realizado e feliz pois tive a certeza que tinha conseguido uma amante do jeito que gosto de mulher que topa tudo e adora safadeza.

Passou-se uma semana eis que estou no trabalho e recebo uma mensagem no celular era Laís perguntando se poderia lhe dá uma carona para casa, pois seu marido estava viajando a trabalho.

-É claro que dei a carona mas antes de chegar em sua casa demos uma passada no motel foi apenas 3 horas de muito sexo. Pense numa casada carente e eu adorei satisfazer sua carência rolou sexo oral anal eu gozei gostoso na sua buceta ela me disse que evitava mas que seu marido sempre usa camisinhas vez ou outra precisa de um óleo diferente para lubrificar. É claro que estarei sempre disposto a ajudá-la.



Docecomomel

Instagram:Docecomomelcontos

Feira de Santana 11 de janeiro de 2018

Bahia Brasil.

sexta-feira, 5 de janeiro de 2018

Coroa viúva carente gostosa.

Olá meu nome é Diogo eu sou um rapaz negro vindo recentemente do interior, como meu primo me chamou para trabalhar no mesmo mercadinho que ele eu aceitei logo vim de mala e cuia, meu primo providenciou um lugar para eu morar.
Apenas uma pequena edícula nos fundos da casa de uma coroa que é viúva e mora sozinha.
Eu todos os dias saia bem cedo e voltava de noite almoçava no trabalho mesmo, pouco via a dona da casa ou qualquer outra pessoa da rua.
Nos meus dias de folga eu ia para o interior voltava na segunda de manhã indo direto para o trabalho.
Mas teve um feriado em meio de semana eu resolvi ficar em casa para economizar e também descansar, logo pela manhã uma voz feminina cantarolava no quintal...
Levantei-me e pela janela fiquei observando era a dona da casa, que estava no quintal lavando roupas vestida com um short de malha que desenhava a xoxota e um top bem curto, puta que pariu eu nunca tinha percebido que a coroa era tão gostosa...Foi o que pensei.
Fiquei com tesão fissurado nela. No mesmo dia eu ia saindo quando dei de cara com ela, que estranhou de eu estar em casa que até falou. Oh vizinho que milagre é este você em casa esta hora?
-Eu estou de folga dona Lucia aproveitei pra descansar um pouco.
-Ah eu não percebi que você estava em casa se soubesse teria convidado para almoçar comigo.
-Respondi de imediato se tivesse convidado com toda certeza teria aceito fazer companhia a bela dama!
-Oh Diogo como você é galante e charmoso.
-Não é charme estou apenas dizendo a verdade.
Imediatamente ela disse que se por acaso eu não fosse sair para casa da namorada poderia jantar com ela tinha lasanha ainda de meio dia.
-Ah dona Lucia eu aceito sim, eu não vou casa da namorada por que eu não tenho, apenas vou no shopping comprar algumas coisas volto logo.
-Pode ir Diogo quando voltar pode vim comer comigo, você aceita uma taça de vinho?
-Aceito sim dona Lucia.
-Mas por favor Diogo não me chame de dona. Me sinto uma idosa eu só tenho 49 anos.
-Pois Lucia não parece mostra ser bem mais nova,
Você hein sabe cativar uma mulher. Obrigada pela gentileza.
-Aí ela entrou saiu andando rebolando, eu fiquei só olhando aquele rabão. Pensando ainda como esta coroa e será hoje! Ela está no ponto eu pensei.
Eu sai fui ao shopping, comprei algumas coisas e quando estava passando na porta de uma farmácia entrei e comprei camisinhas, óleo umedecedor já pensando no rabão de Lucia.
Já umas 19 hora estava de volta, antes de passar para minha casa chamei Lucia para dizer que já estava de volta!
Ela disse-me que podia entrar, foi ai que falei que ia levar meus pacotes, depois leva Diogo entre venha conhecer minha casa.
Pedi licença e entrei ela foi me guiando até a sala que era muito bem arrumada, sentei no sofá ela disse que ia pegar o vinho e acender o forno.
Fiquei olhando para ela e sem mais nem menos meu cacete entrou em ereção. Caracas e agora fiquei sentado tentando disfarçar. Logo ela veio com duas taças de vinho tinto me passou uma e sentou-se de frente de onde eu estava.
Caracas agora fudeu foi o que pensei eu de pica dura a mulher senta na minha frente, mas procurei disfarçar conversando ai a conversa tomou um rumo diferente, quando ela me perguntou o que achava de mulher mais velha?
-Olha Lucia eu já namorei uma mulher dez anos mais velha que eu, eu menti para agradar a ela.
-Verdade Diogo o que você achou deste relacionamento?
-Maravilhoso só terminamos porque ela passou num concurso e foi morar em outro estado.
-Ahh... Eu lamento.
-Não precisa lamentar Lucia foi bom enquanto durou saímos muito era muito divertido está com uma pessoa sempre disposta e feliz.
- E você Lucia o que acha de homem mais jovem?
-Eu só tive meu marido Diogo e já faz 2 anos que ele partiu e sempre só houve ele.
-Ah é e você como aguenta ficar sem ninguém?
-Ela abaixou a cabeça envergonhada e falou... Uso vibrador Diogo.
Por necessidade mesmo...
-Eu tomei o restante do vinho de um gole só, ela percebeu meu estado de euforia e falou.
-Diogo com esta nossa conversa você ficou excitado?
-Não foi a conversa Lucia foi de ficar lhe olhando, ver seus seios sua bunda que eu acho deliciosa.
-Diogo o vinho lhe subiu para cabeça?
-kkkk não Lucia estou falando o que sinto e sem demora me levantei e fui até o sofá que ela estava segurei em sua mão a fiz levantar e perguntei se ela ia deixar um pobre rapaz ficar assim daquele jeito de cacete duro.
-Diogo o que você quer que eu faça?
-Nada não precisa fazer nada apenas siga seu instinto e imediatamente segurei em sua mão levantando-a ela ficou na minha frente eu comecei a beija-la segurei em uma de suas mãos e repousei sobre meu cacete que estava latejando, já mostrava um marca de umidade na calça jeans, ela tentou tirar, mas eu não deixei aí falei Lucia siga sua vontade. Sei que você me quer e você mesmo está vendo como me deixa louco de tesão, vamos viver juntos esta vontade eu falei.
-Ela disse que tinha medo que eu poderia sair falando mal dela que sempre foi recatada.
-Deixa de bobagem eu sou homem não um moleque, aí ela se rendeu começamos a tirar nossas roupas em pouco tempo estava eu só de cuecas e ela de calcinha e soutien.
Lucia serviu nosso jantar comemos e tomamos vinho entre um carinho   e outro ai quando eu acabei de comer fui ao banheiro lavei a minha boca voltei e disse agora quero a sobremesa.
-Ela riu timidamente e falou que não tinha sobremesa, eu ri e disse tem sim e sem dizer nada me abaixei em frente de onde ela estava sentada e fui direto com minha boca em sua buceta. Afastei a calcinha para um lado e enfiei a língua direto em sua buceta que parecia que estava pegando fogo. Lucia se contorcia na cadeira em poucos minutos a calcinha foi tirada de dente eu aproveitei enfiei com tudo lambendo e chupando seu grelo macio, até um pouco grandinho que facilitava mais ainda a chupança em poucos minutos Lucia segurava em minha cabeça até parecia que queria que eu entrasse em sua buceta carnuda, quando ela gozou estremeceu o corpo todo caprichei sugando cada gota de seu mel. Ela ficou tremendo de tesão toda largada na cadeira me levantei tirei a cueca ela arregalou os olhos quando viu minha pica de 21 cm tesa latejando já soltando um fio de pré- gozo ai nem foi preciso dizer mais nada.
Lucia no início começou um boquete timidamente mas em pouco tempo me chupava gulosamente, ela me confessou que nunca tivera uma experiência assim pois o marido era todo truco era só papai e mamãe mas que ela estava adorando.
Aproximei minha pica de sua boca e ela engolia de uma vez, depois tirava e ficava passando a língua em círculos na cabeça de minha pica tesa, com cabeçorra vermelha, pois todos sabem que nós negros a cabeçorra da pica a cor é bem nítida.
  Eu estava bastante excitado, louco para gozar ai falei que já não aguentava mais queria gozar. Lucia com a cara de pidona tirou minha pica da boca e falou e porque não goza?
Eu sabia de sua inexperiência apenas sorri perguntando e você vai querer meu leitinho?
-Ela sorriu dizendo o que você acha?
Ai meus queridos era a minha vontade junto ao desejo dela, segurei em seus cabelos e comecei a estocar com força minha pica entrava inteira em sua garganta, teve momentos que até engasgou mas não deixou de chupar nem pediu para parar, olhei em seus olhos lacrimejando e sem dó soquei algumas vezes até explodir jatos de muita porra em sua garganta. Ela engolia tudo mas foi tanto que chegou escorrer pelos cantos da boca. Esperei ela se recompor minha pica latejando junto ao rosto dela, ela limpou e depois disse com a cara de vadia que não sabia que era tão gostoso assim leite de pica. Peguei em sua mão e sai levando-a até a primeira porta que encontrei aberta que era de um quarto de casal.
Coloquei-o de quatro sobre a cama, subi na cama e comecei dá tapinhas de leve em sua bunda percebi que seu cuzinho ficou piscando exatamente na altura do meu cacete.
 Foi aí que eu enfiei a língua naquele cuzinho e ela se contorceu toda, enfiei um dedo naquele rabinho massageando-a por dentro, ela estava cada vez mais excitado.
Foi aí que eu avisei "vou tirar seu cabacinho", ao que ela respondeu: "tira... seja meu macho, por completo”, pois faz muito tempo que tenho vontade de saciar minhas fantasias.
 Não me fiz de rogado, fui enfiando minha pica
 Bem devagar, mas firme, ela soltou um gemido alto, foi ai que perguntei se estava doendo e ela disse que sim, mas que era muito bom, e que eu devia continuar. Ora, não precisou falar duas vezes segurei-o com uma mão pelo quadril, e com a outra em seu grelo, esfregava sentindo ela melando cada vez mais, sentia sua buceta ensopada lambuzando meus dedos e fui enfiando, senti quando a cabeça entrou, rasgando a última preguinha, o resto foi macio logo minha pica entrou toda.
Depois de algumas estocadas percebi que ela iria gozar novamente, meu cacete pulsava, seu cl mordia o meu cacete me dando o maior tesão.
Foi ai que eu tirava e botava minha pica inteira do seu rabo Lucia gemia e rebolava com minha pica encravada em suas carnes o tesão era total em pouco instantes gozamos ao mesmo tempo.
Ainda com respiração ofegante fomos até o banheiro, onde eu lavei bem minha pica enquanto ela se banhava.
Depois disso, eu fui para a cama me deitei de barriga para cima e quando ela entrou no quarto apenas fiz sinal com dedo indicador Lucia veio para cama começou me chupando logo já começou a cavalgar com perfeição, pulava quicando eu apertava seus peitos e bunda, logo fizemos infinidade de posições e o nosso jantar acabou sendo uma verdadeira orgia, pois ficamos até de madrugada fodendo. Perdi a conta de quantas vezes gozei e desde esta noite sempre quando chego do trabalho só vou em casa tomar um banho e volto logo para ficar junto da minha coroa que é muito gostosa safada e tesuda não me nega fogo fazemos de tudo e sempre estamos saciados e felizes.
Eu tenho certeza de que ela jamais se sentiu realizada na cama como está sentindo agora. Enfim está muito bom mais um caso pra minha coleção.
Sexo é vida,
Vida e Saúde.

Docecomomel:
Instagram docecomomelcontos
Feira de Santana,05 de janeiro de 2018.
Bahia Brasil.
Dê sua nota que depois volto com a segunda e gostosa parte

sábado, 30 de dezembro de 2017

Meu Enteado Safado 2








Depois que vi meu enteado na maior safadeza com duas mocinha na minha casa e ainda com a porta do quarto aberta eu mudei o jeito de pensar e achei que teria direito de conversar com ele. Afinal é minha casa, mas não esperava a reação inusitada dele, pois tive a certeza que ele é muito safado, mas acabou tudo bem ou seja na cama.
Tiago é moreno tem 20 anos é estudante, mas faz cursinho eu esperei uma oportunidade de poder conversar com ele.
Esta semana meu marido iria ficar alguns dias fora, ai eu estava de recesso na faculdade logo na terça feira Tiago trouxe uma amiguinha eu apenas vi quando chegaram depois de pouco tempo os gemidos e antes de escurecer vi os dois saindo.
Caracas o menino não repete de gata foi o que pensei.
Esperei o dia seguinte e disse a Maria se Tiago aparecesse que ela dissesse que eu estava querendo falar com ele.
Na quarta feira de noite estava deitada no meu quarto quando alguém bateu na porta eu mandei entrar achei que fosse a Maria.
Quando eu vi era Tiago que estava muito bonito, de bermuda justa onde mostrava suas coxas grossas e também o volume de seu pau.
Oi Tiago tudo bem?
-Sim tudo bem Maria disse que você quer falar comigo?
-Sim Tiago entre serei breve eu quero apenas te pedir que seja mais cuidadoso com as amiguinhas que você traz aqui elas andam desfilando de calcinha pela casa e ainda vocês deixam a porta aberta do quarto.
 Ah entendi você está se incomodando porquê?
Por ver ou porque o coroa não dá no couro e você fica com vontade?
-Não seja arrogante eu e seu pai não tempos nada a ver com isto nossa vida não te diz respeito!
-Hum então deve ser você que quer também e o coroa não te satisfaz?
-Pode dizer se está com ciúmes das minhas amiguinhas, quer também?
Eu disse você está louco Tiago mais respeito viu?
-Eu estou no auge da minha juventude e quanto mais sexo faço mais quero fazer, pelo que ouvi aqui você está insatisfeita com o sexo morno com meu pai, então se acha no direito de interferir na minha vida.
-Tiago deixe de ser criança apenas pedi que tivesse mais sigilo em suas aventuras afinal não sou obrigada a praticamente assistir você transando durante a semana e ainda não fechar a porta do quarto, esta semana mesmo passei e vi você com suas duas amiguinhas!
-Eu fiquei pasma de ver o jeito que Tiago respondeu a meu comentário.
-Ah o que achou, as duas ficam me ligando pois disseram que adorou a surra de pica que receberam!
-E tenho certeza que você também iria gostar!
-Não seja petulante Tiago!
- Eu petulante veremos se você vai querer mais ou não, sem dizer mais nada Tiago fechou a porta do quarto e voltou para junto a mim e sem eu esperar me abraçou e com a cara de safado falou.
-Diga a verdade minha querida madrasta você está com ciúmes ou com vontade?
-Pode dizer pois sei que meu pai não anda te deixando muito satisfeita.
-Deixa de ser bobo Tiago me solte, senão eu vou falar com seu pai,
-Falar o que?  Que o filho dele te comeu gostoso?
-Pode falar a primeira coisa que ele vai fazer é dizer que você me provocou.
-Eu estava encurralada, senti seu cheiro másculo estava me deixando zonza, ai com um movimento Tiago segurou minha mão e botou em cima do sua pica dura.
Tentei soltar, mas ele pegou minha mão e ficou segurando para que eu ficasse alisando sua pica tesa sobre sua roupa, eu tentava me soltar mas ele bem mais forte que eu ria dizendo quando mais a gata e brava mais eu gosto.
Fui aos poucos perdendo forças ai ele rindo falou assim que gosto de dominar a mulher e só assim fazer com a gata o que eu quero e desejo.
Eu ouvi suas palavras e deixei de debater-me vi que não teria forças contra ele.
Ele me olhou sabendo que nada mais ia lhe fazer parar, eu pensei que fosse o que Deus quisesse, nem eu queria deixar escapar, esta chance que andava me consumindo meus pensamentos.
 Ele me segurou se apossou de minha boca com um beijo eu sem folego apenas correspondia me apalpava os seios e assim fui me rendendo aos seus carinhos, sentia minha xoxota umedecer, os bicos dos seios ficarem turgidos. Tiago segurava em meus seios depois com a boca foi descendo pelo meu pescoço, colo dos seios e mamou um a um mordiscando os bicos que estavam tesos ai foi descendo com a boca até minha barriga ai soltei um gemido alto...
Ele se soltou de mim fiquei aliviada ao mesmo tempo desconsolada, mas ele apenas foi fechar a porta me levou até a minha cama e me fez sentar na beirada em poucos minutos tirou suas roupas ficando apenas de cuecas ai veio até onde eu estava e colocou sua pica para fora e levou até a minha boca. Ainda em transe apenas olhei para ele que disse com uma voz suave...
Chupa minha safada sei que você está querendo!
Eu comecei a mamar bem gostoso me comportava como uma profissional do sexo, dava leves mordidas na ponta da sua pica antes de enfiar tudo na boca.
Foi quando Tiago enfiou a mão em minha calcinha e viu como eu estava meladinha de tesão, ai falou sabia que a cadelinha que você é queria tanto quanto eu.
 Ai me inclinou sobre a cama e começamos a fazer um 
Sessenta e nove (69) fenomenal, gozei em sua boca Tiago me chupou até provar a minha última gota ai depois se levantou com a pica tesa Tiago veio abrindo minhas pernas logo estava metendo sua pica inteira dentro de mim
No início foi aos poucos até perceber que estava inteiro dentro de mim começou socando com força na minha bucetinha enquanto ouvia apenas meus gemidos, parecia um tarado me comendo com muita força socava sem dó nem piedade apertava meus seios me dava tapas na bunda.
Foi ai que gozamos juntos Tiago chegou a suar de tanto tesão. Ficamos os dois quietos depois fomos tomar um banho e no box do banheiro Tiago me chupou e enfiava os dedos no meu preguinho e sorrindo falava você agora puta tem um amante não vai precisar ficar me vendo trepar com as amiguinhas pra se masturbar, eu nada respondi pois além de esta submissa a ele estava gostando de ter um macho viril e safado, me fodendo gostoso.
Quando Tiago e eu terminamos o banho voltamos para cama ele foi logo mandando eu ficar de quatro(4),como um tarado apertava minha bunda e falava rindo que a carne estava durinha que precisava que fosse amaciada, afastou as partes da bunda e começou a meter sua pica babada no meu rego, aff no começo ardeu mas logo que a cabeçorra passou soltei  um gemido mas fui me acostumando quando me dei conta ele já estava socando parecendo um cavalo montado numa égua metia e parava mordia minha orelha ,me estapeava a bunda socava pica inteira depois em seguida tirava e socava de uma vez  me fazendo gemer alto,
O safado mandava eu pedir mais, eu é claro pedia implorava para que continuasse me fodendo gostoso até que percebi sua pica se avolumar e em poucos minutos sentir seus jatos de esperma invadir minhas carnes.
Ficamos com a respiração arfando ai Tiago tirou a pica de dentro toda babada de seu leite ai veio sentou sobre mim e socou a pica na minha boca rindo falando que tinha que aprender a tirar leite de pau, que ele adora sentir a puta saboreando cada gota de sua porra.
E assim eu continuei chupando sua pica até que ele não resistiu, e entre uma chupada e outra explodiu sua porra em minha garganta.
É claro que eu continuei mamando com tanta sede, e saboreei cada gota de seu leite.
E foi a partir deste dia que me tornei amante do meu enteado que continuou safado trazendo suas amiguinhas, me fazendo ciúmes e na ausência de seu pai era meu amante começou até a dormi na nossa casa ou seja na minha cama.
 Quer dizer dormi não mas foder sim pois as noites sempre era de muito sexo. Eu continuo casada tendo como meu amante meu enteado que diga-se de passagem é muito safado me realiza como fêmea, me faz de sua puta e eu estou realizada e feliz.
Algo contra? Meu marido não aceita separar, já me deu carta branca para poder me distrair com outros machos mais jovens que ele disse me amar e quer me ver feliz. Não sabendo ele que já sou puta de seu filho e pelo jeito vou continuar sendo por muito tempo, pois pense num cara safado que adora trepar e eu estou amando sempre com novidade na cama.

Em breve volto a contar novas aventuras.
Este é meu último conto de 2017. Feliz Ano novo.

Docecomomel
Feira de Santana 30 de dezembro de 2017.
Bahia Brasil.
Visitem meus blogs

segunda-feira, 18 de dezembro de 2017

Meu Enteado Safado.



Olá
Meu nome é Carla sou casada sem filhos. Apesar de ter apenas 34 anos meu marido não quer mais filhos ele pois ele tem dois filhos de seu primeiro casamento e sempre diz que para educar está muito caro e então eu aceito sua decisão, pois na verdade ainda estou estudando e desejo concluir minha faculdade primeiro.
Meu marido é 20 anos mais velho que eu e seus filhos já são crescidos, e um deles que se chama Tiago sempre frequenta nossa casa, inclusive já tem um quarto só para eles dois, mas o Tiago é o que mais aparece algumas vezes de surpresa e eu nada disse a seu pai mas ultimamente ele anda trazendo umas coleguinhas e passam a tarde inteira trancados no quarto.
Vocês já devem imaginar o que andam aprontando, e assim eu poucas vezes o vejo nestas tardes de aventura que ele se acha no direito de trazer até minha casa.
Mas como a empregada já faz um bom tempo que trabalha comigo já temos certa intimidade depois ela me conta.
-Dona Carla o Tiago passou a tarde aqui, eu respondo ah foi.
-Olha dona Carla eu não tenho nada a ver com isto mas as amiguinhas dele são muito escandalosas saem do quarto apenas de calcinha quando vem pegar alguma coisa na geladeira e não tem vergonha...E a semana passada dona Carla eu levei maior susto eles estavam transando no sofá.
-Olha dona Carla achei até engraçado quando eu vi, o menino é taludo a amiguinha dele gritava que pensei que estavam se matando.
-Está bem Maria vou falar com meu marido para ter uma conversa com ele.
-Maria não se contentou e ainda falou dona Carla quando o menino Tiago saiu de dentro dela eu vi, te juro dona Carla o menino magrinho daquele jeito tem um pau daqueles é descomunal pensei que era um jegue.
-Maria você ficou olhando?
-Não dona Carla quando eu vi os gritos fui ver o que estava acontecendo foi na hora que ele ia saindo de dentro dela, impossível não ver né dona Carla?
-E Maria você tem razão
Meu marido chegou de viagem conversei com ele, que nada disse apenas riu dizendo que deixasse Tiago se divertir, mas Ricardo eu não estou falando dele deixar de se divertir com as gatinhas, mas quero que tenha cuidado, não é nada bom chegar da faculdade e encontrar um casal trepando na sala.
É neste caso você tem razão vou falar com ele sobre isto, mas no quarto dele pode fazer o que quiser.
-Está certo agora quanto a Maria? Ela disse que fazem maior bagunça no quarto deixam tudo jogado, acho que vou dá extra a ela afinal sujam lençóis e toalhas demais.
-Pode dá meu amor e deixa o menino se divertir a juventude passa logo, queria eu ter podido aproveitar mais enquanto era jovem.
-Está bem meu amor quando você viaja novamente?
Segunda feira e vou ficar semana inteira fora!
Sentirei sua falta!
-Vem cá minha boneca vamos tomar um banho agora?
-ah sei o banho que você quer tomar?
-E fomos para nosso quarto e transamos muito gostoso. Apesar de meu marido ser um coroa ele é muito ativo sexualmente e nossas transas sempre foram muito prazerosas.
O final de semana passou rápido na segunda feira meu marido viajou e eu não teria aula, fiquei o dia todo em casa. Após o almoço fui me deitar, tirar um cochilo, mas ouvi quando Maria abriu a porta.
Não fui saber de quem se tratava pois pensei que se fosse algo Maria viria me chamar. Adormeci e acordei com barulhos estranhos, sabe quando você acorda e não se dá conta do que está acontecendo nem que horas são.
Levantei e fui ver de onde vinha aquele barulho, quando passava no corredor vi a porta do quarto dos meus enteados aberta, meus olhos arregalaram e lá estava Tiago com duas amiguinhas fazendo maior orgia. Fiquei sem ação ao ver a cena, agora eu posso até ri mas no momento não foi nada engraçado. Tiago deitado na cama uma coleguinha galopando em seu pau e outra sentada com a buceta escancarada na cara dele.
Caracas tudo bem que são jovens, mas deixar a porta aberta escancarada já e demais.
Me afastei e fiquei vendo quando elas trocaram de posição foi o tempo suficiente de ver que Maria tinha razão, um molecote franzino daquele ter um pau enorme e cabeçudo daquele jeito -Senti um certo desconforto e percebi minha calcinha ficar úmida.
-Quando eu ouvi Tiago falar pronto meninas agora é a hora do leitinho!
As duas safadinhas caíram no pau dele disputando para ver quem chupava mais, em pouco tempo vi jatos de esperma sai e elas ficarem sugando até última gota.
-Ai foi a vez de meus olhos arregalarem de espanto.
-Pronto já mamaram agora é a vez de papaizinho Tiago meter gostoso.
-As duas ficaram na cama de quatro(4) e Tiago em pé ao lado da cama, segurando o pau teso apontado para as duas amiguinhas e com a maior safadeza metia em uma de uma vez fazendo com que urrasse e em seguida dava uns tapas na bunda e tirava metendo na outra em seguida.
-Caracas que safadeza e nem estava usando camisinha e assim fazia sucessivamente e foi ai que percebi que elas se beijavam estimulando o Tiago a meter com força em cada uma delas, e em pouco tempo vi quando elas começaram a gozar e ele como louco metia em uma e outra até explodir em um gozo intenso, assim para não ser vista sai dali rapidamente e fui direto para meu quarto com um desejo incontrolável.
Fui tomar meu banho e me vi na obrigação de saciar meu desejo reprimido batendo uma deliciosa siririca.
Agora estou esperando uma oportunidade para poder conversar com Tiago. Não sei qual será a reação dele mas dependendo eu não me importarei dele fazer suas putarias com as amiguinhas dele e quem sabe pode rolar algo com a madrasta também, e assim  depois volto para contar.

Docecomomel
Instagram :docecomomelcontos


Feira de Santana 13 de dezembro de 2017.
Bahia Brasil.

segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

Faturando a colega de trabalho.



Olá meu nome é Eduardo, mas meus amigos me chamam de Duda eu sou separado e apesar de ter sido casado com uma tremenda gata e com pouco tempo nos separamos por motivos fúteis não me deixei abater e continuo em busca de um grande amor.
Mas enquanto isto vou curtindo a vida como posso adoro sexo e as mulheres que já provaram sabem do que sou capaz para conquistar uma mulher.
Eu trabalho em um escritório de advocacia, ainda sou estudante e gosto muito quando chega novas estagiarias e eu sou encarregada de explicar o trabalho.
E cada gata, mas maioria patricinha.
Pois bem mas recentemente a empresa admitiu uma nova estagiaria com idade um pouco além das que sempre estagiam na empresa, logo me encantei com ela.
Uma morena de 38 anos divorciada, bem financeiramente com sorriso muito cativante além de ser muito gostosa. Adoro seios fartos.
E assim depois de um mês eis que a Carla se torna minha melhor amiga, mas vocês sabem que lobo não se pode fazer amizade com ovelhas pois é meu caso tenho amizade mas no trabalho fora do escritório apenas vejo uma mulher em potencial de curtir boas horas de muito sexo.
Na última sexta feira estava fazendo muito calor logo ao final da tarde a turma acertou de ir até uma pizzaria, Carla disse que tinha compromisso iria visitar uma amiga caso saísse cedo encontraríamos na pizzaria.
Caracas fiquei torcendo esperando que Carla viesse tinha certeza que seria minha chance de xavecar ela quem sabe tudo daria certo.
Pois bem já próximo a 21 horas Carla envia uma mensagem falando que já chegava, logo pensei que hoje seria o meu dia ou seja a minha noite.
Foi quando ela chegou...Entrou sorridente acenando para nossa mesa, Levantei da mesa eu fui a seu encontro.
Sentamos e começamos a beber e conversar. Carla estava com um vestidinho preto bem sexy com alças tipo aqueles que o homem já fica imaginando o que tem por baixo ansiando poder tirar.
Todos conversavam mas aos poucos alguns foram embora só restando eu Carla e dois colegas que logo também foram embora.
Continuamos por mais um tempo e decidimos ir para um barzinho com uma música ao vivo onde se podia dançar, tanto eu como Carla estávamos bem animados.
 Ao chegar lá começamos a dançar e beber quando de repente começa a esquentar nosso clima e no meio do nada abracei Carla com força ela percebeu como eu estava excitado ela não se afastou nem disse nada apenas olhou nos meus olhos e sorriu.
Foi aí que eu falei em seu ouvido se ela não queria ir até um lugar mais sossegado.
Ela riu falou ir como?
-Respondi ir e passar a noite afinal somos adultos sabemos o que queremos!
Ela riu alto e disse você hein bem avançadinho!
-Claro desde que a vi que espero ter uma oportunidade com você e estando sozinhos hoje não poderia deixar passar.
-Vou pegar minha bolsa e vamos! E, a disse eu perguntei onde vamos?
-Ela me olhou piscou o olho me entregou a chave de seu carro e falou ...O Motorista é você então decida onde podemos ir.
-Rapaz quase dou um pulo de alegria no meio da pizzaria, então  me dirigi até o estacionamento e logo acionei para abrir a porta com gentileza abri a porta esperei que se acomodasse dei a volta e sai em direção a um bairro onde tem vários motéis, mas antes de chegar ao motel dei uns amassos e umas passadas de  mão em suas pernas, ela apenas riu e nada disse assim que entramos no motel...Pedi uma suíte estacionei o carro fechei a garagem e vim até o lado do carona abrir a porta,quandp estendi a mão ergui com delicadeza ela ficou em pé na minha frente ai sem perder tempo a beijei  em sua boca, ela ficou surpresa mas retribuiu o beijo com paixão. Beijei novamente com intensa paixão minhas mãos foram descendo pelo seu corpo até ficar acariciando seus mamilos.  Ela ronronava percebi como estava arrepiada ai segurei em sua mão e fiz com que pegasse no meu pau que já estava teso a ponto de rasgar minha calça. Ela ficou um bom tempo alisando por sobre a roupa ai aos poucos fui tirando sua roupa deixando apenas de calcinha, ela me ajudou e tirar a camisa eu tirei a calça e ficamos nos esfregando, ela rebolava em meu pau ai eu pude sentir como estava úmida. Depois ela virou-se eu segurando em seus seios mordiscando seu pescoço ela rebolava provocante com sua bunda macia e tesa esfregava em meu pau, me deixando louco. Foi ai que comecei a esfregar os bicos dos seus seios que estavam durinhos, ela se virou e com um beijo me disse... Fode comigo eu já estou louca aqui deste jeito.
Nos abraçamos, nos esfregando. Eu, acariciei sua bundinha, lambi, beijei e mordisquei seus mamilos...Ela gemia cada vez mais alto.
Desci com as mãos e os lábios pelas suas pernas, levando ao ápice do prazer, Acariciei seu corpo ouvindo-a suspirar e gemer... implorando que a fodesse.
Então eu a fiz sentar na cama espaçosa, me ajoelhei e tirei minha cueca... ela começou a alisar meu pau instumescido.Quero sentir esse pau dentro de mim ela disse. ..
 Eu disse que ela me deixava louco!
Ela levantou da cama e me fez sentar a ali ajoelhou-se na minha frente segurando meu pau com uma das mãos esfregou-o no seu rosto, beijou-o, lambeu-o, me fazendo urrar de tesão, me torturando. Chupava como se chupa um pirulito... Foi abocanhando aos poucos, apertando e soltando meu pau com a boca, Eu apenas gemia de prazer, eu me contorcia, ela sugou meu pau, que estava quase na sua garganta, até que eu estremeci e gozei ...Inundando sua boca com jatos de liquido quente, Ela continuou lambendo enquanto eu gozava, cada jato de esperma, me arrepiava.
Era uma loucura, ela me chupando até eu não aguentar mais...Ai fiquei sem ar pois jamais tive uma mulher para fazer do jeito que ela fez. Nos beijamos apaixonadamente foi ai que foi a minha vez de lhe dá prazer.
Seus seios tinham auréolas enormes que eu suguei longamente até senti-los duros na minha língua...Lambi sua barriga ajoelhei-me em frente a ela, coloquei suas pernas no meu ombro e mordi, lambi e chupei a sua buceta carnuda e meladinha... Chupei toda a região próxima à sua buceta, deixando algumas marcas roxas de chupão.
Aquilo deixou ela louca de tesão ai ela segurava meus cabelos e falava, isso, isso, ela dizia, me chupa, me chupa logo toda seu safado gostoso. Quando alisei sua bucetinha com a língua, de baixo para cima e invertia os movimentos com a língua gulosa ela se retraiu e disse ah, desse jeito eu não vou aguentar, assim eu gozo em tua boca!
-Goza putinha que quero seu mel eu falei, Caracas assim que abocanhei sua buceta senti seu farto gozo em minha língua que chegou e lambuzar meu queixo, foi ai que chupei mais ainda fazendo-a se contorcer em seu gozo farto e abundante. Explorei ao máximo de seu gozo fazendo gemer e implorar para que eu a fodesse gostoso.
Quando percebi seu corpo diminuir as sensações de um orgasmo intenso foi ai que eu afastei suas pernas grossas colocando entrelaçadas em minha cintura ai apenas encostei meu pau teso na entrada de sua buceta...E com movimento dos quadris forcei percebi suas carnes abrindo para receber meu naco de carne e nervo.
O calor intenso de sua buceta me enlouquecia eu estocava com força fazendo gemer e implorar que a fizesse gozar.
Quando eu a coloquei de quatro na beirada da cama e sem dó comecei a meter dando leves tapas em sua bunda ela não aguentou e começou a gozar intensamente, gritando de prazer.
Ai foi descendo seu corpo ficou deitada, se contorcendo, de pernas abertas, gozando na cabeça de minha pica.
Eu a beijava e mordiscava seu pescoço sentindo meu pau teso melado dentro de sua buceta ai sai de dentro dela e fui encaixando meu pau entre sua bunda, ela sentiu e percebeu minha intenção a safada apenas afastou sua bunda com as mãos eu fui empurrando o pau que entrou macio em seu rabo. É claro que gemeu e reclamou um pouco mas o tesão tomava conta de nós dois eu a beijava e falava palavras doces ai ela novamente se rendeu ao êxtase e tesão e começou a gemer pedindo que eu a fodesse mas tivesse cuidado. Segurei com uma das mãos em seus quadris e comecei alisar seu clitóris e com movimentos de quadris metia cada vez mais, foi ai que meu gozo foi se aproximando, segurei com força e com estocadas firmes explodi em seu rabo inundando com leite farto e quente.
Deliciosamente senti ela gozando em meus dedos ai fomos ao êxtase pleno. Extenuados de prazer ficamos abraçados até meu pau sair de dentro dela ai fomos tomar um banho e voltamos para cama, relaxamos um pouco conversando e em pouco tempo estávamos os dois explorando de inúmeras posições e voltamos novamente ao gozo pleno.
Era muito tesão que sentíamos e assim a partir daquele dia assumi como minha amada e amante. Era deliciosamente prazeroso dormi em seus braços após momentos de muito sexo e adrenalina. Me escrevam, vamos trocar experiências.
 Docecomomel
Instagram: Docecomomelcontos
Feira de Santana.11 de dezembro de 2017.
Feira de Santana Bahia.

domingo, 10 de dezembro de 2017

Uma sobrinha gostosinha...



Olá meu nome  é fictício  e será Paula, hoje irei postar um conto  com tema inusitado que é incesto, espero que gostem
Vou começar me descrevendo tenho 1,60 de altura, peso 58 kg, olhos castanhos, cabelos pretos e sou uma morena claro.
Sempre tive um jeito infantil mesmo já com 18 anos me comportava como criança, mas eu não admitia, e até hoje não admito que falem a esse respeito.
Sexo pouco eu sabia tinha perdido minha virgindade com um primo e depois dele só tive um namoradinho que apenas fazíamos umas sacanagens sem ter a penetração ele tinha medo de me engravidar. Um rapaz muito bobo e medroso.
Eu morava com minha mãe que é viúva e perto de nossa casa morava uma tia que era irmã de minha mãe com seu marido.
Ele tinha uma cara de safado, mas também era muito gostoso: 1,70 de altura, 70 kg de puro músculo, olhos verdes, cabelo preto, branquinho.
Ele tinha fama de ser mulherengo e já era casado fazia alguns anos com minha tia, mas era cada briga por ciúmes.
Certa noite minha mãe ia sair então me pediu que fosse dormi na casa de minha tia,
Para não ficar só em casa eu fui mas... fiquei até tímida quando cheguei na casa de tia Rosa e   vi o marido dela chegar se jogar no sofá depois do jantar e ficar deitado todo largado assistindo TV vestido apenas de cueca box.
Quando terminou o jornal eu disse a tia Rosa que já ia dormi, ela falou é cedo Paulinha fica aqui paras assistir ao filme que Jonas vai botar no dad. Como no dia seguinte não teria aula eu fiquei sentada na poltrona.
Era de frente para onde Jonas estava.
O filme começou era de pouca ação tinha uma cenas sensuais.
Observei que Jonas a todo momento passava a mão sobre seu membro, ai fiquei tímida foi quando percebi que ele estava de pau duro.
Fiquei vermelha de vergonha.
Quando minha tia disse que ia fazer pipoca e sucos, fiquei ansiosa com receio de ficar com ele sozinha na sala.
Mas ele apenas disse vá amor eu vou dá pausa até você voltar.
Oh que lindo meu amor volto logo fica ai viu Paulinha um minuto já volto. Nem bem minha tia tinha saído da sala Jonas levanta num impulso e vem de junto de mim e fala em voz baixa.
Está vendo putinha como estou? Sim com muito tesão, mas é para você, por você que estou assim vejo filme pensando no que vou fazer com você hoje.
-Mas Jonas você é casado com minha tia!
-O que tem a ver ser casado? Cavalo preso também come.
Ai minha tia começou a falar eu sem saber o que responder, apenas disse sim tia.
Foi ai que Jonas segurou minha mão e passou sobre o pau dele.
Caracas que pau cabeçudo, duro.
Ai ele ouviu os passos de minha tia voltou para o sofá fingindo cochilar. Terminamos de ver o filme ai falei que já ia deitar minha tia disse também já vou Paulinha só vou tomar meu remédio só acordo amanhã de manhã.
-Boa noite tia, ela respondeu boa noite meu anjo e saiu para cozinha para buscar agua de tomar seu remédio.
Jonas me olha e faz sinal que mais tarde vai no quarto.
Estremeci imaginando como lidar com esta situação. Troquei de roupa escovei os dentes e me deitei a porta não tinha chaves. Não demorou nem meia hora ele entrou no quarto, chegou me chamando bem baixinho assim Paulinha o titio chegou.
Eu estava deitada quando os olhos dele se habituou com a meia luz vinda apenas do abajur se deitou e me enconchou sem mais nem menos, foi logo dizendo: Eu sei que você não é virgem então não dê de boa samaritana para cima de mim que eu quero te dá um trato.
-Mas Tio Jonas.
-Nem mais nem menos e não sou seu tio de verdade, mas apenas de consideração.
 Então deixa o titio te dar um belo trato de pica nesta buceta!
 Eu estremeci, ele pegou me virou de frente pra ele e foi metendo a língua enorme e áspera dele na minha boca. Poxa que beijo eu nunca tinha sido beijada por ninguém assim com tanta volúpia.
Minha resistência foi por terra.
 Foi ai que ele foi tirando suas roupas ficando pelado eu ainda estava de camisola. Que foi tirada rapidamente e a calcinha também.
Estava eu pelada numa cama sozinha com marido de minha tia que estava ali em pé com a pica dura apontada em direção a meu rosto.
O desejo não era apenas dele agora eu ansiava por alguns minutos de sexo e carinho.
Ele ajoelhou-se na cama com a pica em direção a meu rosto e falou...Vai pegar para chupar ou quer que eu obrigue?
 Eu nada respondi mas em seguida eu perguntei se podia só pegar no pica dele, para sentir o volume?
 Foi assim que ele rindo me respondeu tu não só vai   pegar, como vai chupar bem gostoso até sair leitinho. Se prometer ser boazinha terei cuidado deixando beber meu leitinho do jeito que você quiser, caso contrário safada meto-lhe a pica goela abaixo até esvaziar.
Eu apenas olhei espantada para ele que rindo me perguntou.
Sabe como tirar leite de pau Paulinha? Se não sabe tenho a noite toda para te ensinar...Então tratei logo de mamar aquela pica de 20 cm, cabeçuda cheia de veias.
No começo fui chupando timidamente ai ele dizia umas coisas, me fazia carinhos ai fui me rendendo a safadeza em pouco tempo eu chupava a pica inteira só deixando os bulhões de fora, ainda assim eu babava ele todo.
Foi a coisa mais gostosa que eu já tinha chupado na vida.
Depois de um bom tempo chupando ele disse: Agora eu quero chupar tua buceta putinha antes de gozar, sua vadia.
 Então eu parei de chupar o pica dele, ele com certa violência e pressa mudou de posição e caiu de boca na minha buceta, metia a língua e lambia de cabo a rabo, é claro que eu estava gostando tudo era novo para mim.
Foi quando eu gozei na boca dele que urrava igual um animal no cio enfiando a língua em minha buceta. Foi ai que ele mandou eu ficar de quatro, logo começou a lamber meu cu, e buceta era uma sensação maravilhosa sentir aquela língua abrindo minhas carnes sem- virgem.
Foi ai que ele disse está na hora sua putinha, de virar a mulherzinha do teu tio.
 Foi ai que ele segurou em sua pica encostando na entrada de minha buceta então ele começou a forçar até que a cabeça entrou.
Dei um grito ele tampou minha boca e falou no meu ouvido está louca é?
Fiquei sem ar ai aos poucos ele foi soltando e segurando por baixo da cintura deu uma forçada e restante da pica entrou macio.
No começo doeu mais depois valeu a pena, depois de um tempo a dor passou, e então ele socava com força me sentia dividida ao meio com a força que ele metia.
Ai teve um momento que ele tirou a pica de dentro ai vi como estava melada, chegava a escorrer ai ele disse o tio vai sentar aqui na cama quero que você venha sentar no meu colo de pernas abertas na minha frente.
Eu estanhei mas ele falou, vem senta aqui no colinho de tio.
Então eu sentei na pica dele que entrou dilacerando, ele começou a me beijar num frenesi enquanto me fazia subir e descer naquela pica maravilhosa.
Então foi assim eu descendo e ele estocando sua pica inteira na minha buceta que ele gozou todo seu leite dentro de mim, fui ao delírio ai gozei.
Ele me abraçou com jeito terno e falou eu sabia que a putinha era gostosa ai ficamos num abraço apertado.
Foi ai que ele foi pegar um suco para tomar e quando veio tinha algumas coisas na outra mão. Só depois de um tempo que descansamos que percebi que era camisinhas e Kyl.
Ai já sabem além de dá um belo trato na minha buceta ainda me levou a praticar sexo anal, que era algo novo para mim. Sinceramente agora posso afirmar que sexo anal e muito bom, mas na primeira vez que me vi de quatro e meu tio com a pica imensa dele me fodendo eu pedi a morte, mas agora quando trepamos se não tiver anal eu sinto que a foda foi incompleta. Depois que ele gozou em meu rabo tirou camisinha eu limpei a pica dele deixando limpinha pela minha saliva ai ele sorrindo falou agora vou comer tua tia de jeito!
Meu tio Jonas foi para o quarto da esposa dele minha tia já era quase 5 horas da manhã, ouvi os gemidos dele e ela mandando ele falar baixo, apenas sorri admirando o jeito potente dele, eu estava cansada assada e saciada e porque não dizer feliz por ter encontrado um homem que me fizesse sentir os prazeres que jamais senti.
Desde então viramos amantes. Disfarçamos mas quando podemos vamos ao motel e meu tio Jonas e eu fazemos cada safadeza que jamais eu sabia que era capaz de fazer tais proeza
Não podemos ter compromisso mas nosso maior trato é um dá prazer ao outro e acredito que estou conseguindo que o deixo de pernas bambas.
Como minha tia não pode ter filhos, ele fala que em breve quando eu terminar meus estudos terei que lhe dá um filho e com certeza ele será o melhor pai e amante do mundo.
Estou contando os dias.


Docecomomel.
Instagram: docecomomelcontos

Feira de Santana 02 de dezembro de 2017.
Bahia Brasil
Meu blog http://sensacoescomemocoes.blogspot.com

domingo, 26 de novembro de 2017

PRIMA CARENTE E PUTA







Olá meu nome é Jairo tenho 36 anos sou casado vivo bem com minha esposa temos alguns atritos pois ela é muito ciumenta, mas não e nada sério apenas ela me vigia muito e acaba descobrindo minhas puladas de cerca adoro sexo e conheço muitas mulheres e acabo sendo um pau amigo, nada sério além de algumas horas de sexo e pronto. Tem muitas mulheres sobrando e carentes pois muito homem prefere dá o cu e cheirar pó do que saciar os desejos das mulheres.
Pois bem minha prima mudou para perto de minha casa ela é casada mas sei que já deu as puladas de cerca e desde que soube disso que fico xavecando ela na maior cara dura dentro da casa dela.
Esperando a oportunidade de foder gostoso com ela. Seu marido está de licença medica e fica em casa sempre. Mas esta semana eles me chamaram para assistir ao jogo do meu time preferido que é o Bahia minha esposa não quis ir, ficamos vendo na televisão o jogo e tomando cerveja levei tira gosto, assim ficamos vendo o jogo já perto de terminar o segundo tempo eu fui no banheiro deixei a porta encostada estava dando minha mijada quando percebo que tem alguém me espionando.
Finjo não ver e assim que terminei de mijar dei aquela balançada básica assim quem me observava poderia ver bem melhor. Fechei a bermuda e sai do banheiro dou de cara com minha prima que nem piscou o olho e com a voz de safada falou:
Primo agora sei por que tua mulher é tão ciumenta com uma ferramenta desta tem que ter ciúmes mesmo.
-Não há motivo prima de ciúmes aqui dá para satisfazer a todas as mulheres, o que você achou?
-Se funcionar bem como eu imagino deve ser muito gostoso!
-Para saber prima é só provar fazer o teste são Tomé.
-Deixa de ser safado Jairo sabe que sou casada!
-Sei que é casada mas não está morta e pelo que sei anda carente, se quiser podemos dá uma escapulida qualquer hora dessa só basta avisar para marcar os esquemas.
-Vou pensar Primo safado realmente a coisa aqui está complicado sabe como é depois que ele fez cirurgia precisa de repouso ai como não sou de ferro ando subindo pelas paredes.
Sei prima e pode contar comigo, mas precisa ser tudo por baixo do pano sabe como é minha esposa adora fazer barraco.
E antes de ir para sala dei uma encoxada nela apenas para ela perceber como fiquei teso com a conversa, ela retribuiu dando uma passada de mão na minha pica que ficou logo alegre.
Terminou o jogo eu fui para casa quando cheguei a esposa estava dormindo tomei um banho rápido e acordei ela chupando sua buceta, ela sempre receptiva falou ah como adoro ser acordada assim, chupei até senti seu gozo como era tarde apenas encaixei minha pica na porta de sua buceta e atochei gostoso metendo com força até explodir e gosar gostoso a safada já dormiu sem calcinha me esperando.
Na madrugada acordei pensando como fazer para trepar com a prima, logo de manhã minha esposa já pronta para trabalhar era uma quinta feira foi quando ela me disse querido.
-Sábado na empresa vai ter uma reunião entre os colegas para comemorar a batida de meta então decidimos almoçar juntos em uma churrascaria, a firma vai custear então será só os funcionários.
-Está bom querida quando terminar a reunião você me telefona que vou te buscar.
-Certo meu amor como foi o jogo? Você chegou me atacando!
-Foi bom meu time ganhou, vai dizer que você não gostou? Pelo que percebi estava me esperando pois gozou logo sua safada!
-Estava sim amor sabe que adoro ser acordava por você daquele jeito adoro sua boca gulosa na minha buceta!
-Eu sei amor que você gosta e eu mais ainda, por isto eu te amo!
-Deste jeito acabo faltando ao trabalho!
-Não precisa faltar de noite teremos muito tempo sua putinha gostosa!
Terminamos o desjejum e minha esposa saiu eu só ia trabalhar as 11 horas. Fiquei ajeitando as coisas depois tomei um banho quando estava no banheiro meu celular toca, atendi e ouvi minha prima falar Jairo seu puto eu não conseguir dormi pensando naquela conversa!
-Prima eu apenas disse a verdade que você anda carente por que quer estou sempre disposto a acabar com sua carência.
Pensa e o que decidir terei o sábado inteiro livre.
-Minha prima disse vou pensar e te retorno a ligação. Pronto tive que bater uma punheta entes de terminar o banho e que punheta deliciosa pensando na minha prima gostosa.
 No dia seguinte minha prima me telefona perguntando se eu poderia leva-la no supermercado atacadão, pois iria fazer a feira do mês.
-Claro que posso eu te levo depois vou buscar!
-Minha esposa sabendo falou aproveita Jairo e compra leite aqui para casa também!
-Ah amor eu sou ia levar deixar ela lá depois buscar!
-Então está bom sei que ruim ficar em supermercado dia de sábado, mas lembra que só volto do trabalho de tardezinha viu?
-Claro meu amor.
Então no sábado assim que o carro da empresa pegou minha esposa eu telefonei para prima.
Alô prima se quiser ir para o atacadão estou livre.
-Ah primo deixa o marido ir levar os exames no medico que já retorno a ligação.
-Ah então o fdp vai para o médico ela também vai estar livre, pensei logo de hoje não passa.
Quando o telefone tocou eu atendi já ansioso, acertei de 15 minutos ir. Tomei banho me depilei peguei umas camisinha, peguei 2 sachês de Ky peguei a chaves do carro e fui em direção a casa da prima.
Estacionei o carro dei um toque na buzina e fiquei esperando. Logo ela surgiu estava vestida de bermuda e camiseta fina que mostrava o desenho dos seios. Assim que entrou sentou-se eu disse prima hoje é o dia ideal seu marido foi ao médico sem hora de voltar, minha esposa vai em um almoço então é hoje o que você acha?
-Como podemos fazer ela perguntou?
-Olha fazemos a feira e vamos para um motel pelo tempo mínimo que puder ninguém desconfiará sempre tem os engarrafamentos ao sábado no atacadão.
-Verdade primo você é foda em esquemas hein?
-Não é à toa que meu apelido e Jairo cachorrão.
Assim fizemos as compras o mais rápido possível colocamos no carro ai eu liguei para minha esposa dizendo que tinha acabado de chegar no supermercado que provavelmente até depois de meio dia estaria por lá que se acaso ligasse eu não atendesse era que estava muito cheio e barulho era intenso.
Ela sabe como é.
O mesmo minha prima fez ligou para o marido dizendo que estava entrando no supermercado. Ouvi quando ele disse tudo bem querida acabei de fazer a ficha vou esperar ser chamado mas tem muita gente hoje!
Fica bem amor mais tarde nos veremos em casa.
Entramos no carro e partimos para um motel.
No caminho minha prima já foi passando a mão no meu pau que ficou logo teso
Ela falou que fazia dias que não pensava em outra coisas a não ser em foder comigo.
Eu ri com ela e disse que ela não vai se arrepender vai tirar os atrasos. Entramos no motel, já fui tirando a camisa antes de entrar no quarto deixei pendurada no banco do carro, abracei minha prima entramos fechei a porta e já fui agarrando ela que apenas riu dizendo que tanto eu como ela somos loucos.
Sou louco mas é para te foder cadela você fica me provocando. Comecei tirando sua blusa e saia, pedi que desse voltinha só de calcinha e saltos, gostei do que vi a calcinha dela preta enfiada no rabo a deixava mais tesuda ainda, puxei a meu encontro ela veio toda melosa, ai fui caindo de boca nos peitos dela, ela gemeu alto ai eu fiz com que abaixasse e fosse me pagar um boquete.
Vou ser sincero quando minha prima segurou meu pau e começou a me chupar fiquei louco, era tanto tesão reprimido que pensei que ia gozar em segundos.
Me esparramei na cama e falei pronto prima mata teu desejo de chupar uma pica, ela segurava de lado a outro mamando igual bezerrinha, aos poucos ela veio se encaixando quando percebi minha prima estava praticamente sentada com a buceta arreganhada na minha boca.
Delicioso sentir seu grelo inteiro na minha boca, enfiava a língua logo eu já estava chupando seu grelo que estalava na minha boca. Chupar já e gostoso e um grelo grande é mais gostoso ainda, foi assim que ela gozou em minha boca. Esperei minha prima se recompor e fui com tudo pra cima dela, botei camisinha encaixei minha pica na porta da buceta e falei segura gostosa que vou te arrombar, ela disse arromba primo safado que é isto mesmo que  eu quero, sentir tua pica inteira dentro de mim, prendi suas pernas na minha cintura e comecei a meter com força, ia variando as posições, teve momento que botei suas pernas nos meus ombros e meti com força, esta caralho quase gozo sua buceta latejava, parecia que estava piscando, me controlei pois tinha que ser rápido virei minha prima de 4  e encaixei minha pica e comecei a estocar com força dando tapas de leve em sua bunda.
Parecia uma potranca rebolando com minha pica atochada inteira na sua buceta, comecei a dedilhar seu clitóris, seus gemidos aumentaram acelerei mais pouco e gozei. Eu cheguei a suar do jeito que fodi com força, esperei a pica amolecer tirei a camisinha e rindo olhei para minha prima e falei...
Vai deixar ela assim?
A safada compreendeu o recado e veio limpar com a boca deixando limpinho e teso. Ai fomos tomar um banho e no banheiro mesmo ela arrebitou a bunda e a pica entrou macio em seu rabo.Hum que delicia eu falei.
Ela rindo disse primo vou te contar uma coisa meu marido se não fuder meu rabo é difícil conseguir gozar, as vezes até me incomodo mas como ela está adoentado acabo satisfazendo ele mas sinto falta das preliminares e muitas vezes eu nem gozo.
-Ah prima agora teremos muito tempo para saciar seu desejo e o meu também. Não se preocupe que você sempre vai ser saciada pela minha pica e vou esquematizar nem vai ser preciso ir para motel.
E assim dei mais algumas estocadas fortes senti o rabo da prima apertar percebi seu gozo imediatamente jorrei enchendo camisinha de leite.
Terminamos o banho e voltamos ao supermercado foi ai que liguei para esposa dizendo que estava voltando para casa.
O mesmo a prima fez ligou pra o marido que já estava no ônibus voltando. Fomos embora saciados felizes e com certeza que jamais minha prima vai ficar carente de sexo.
Pois primo e para ajudar no que for preciso estou certo? Relatei nossa primeira aventura e depois tivemos muitas minha prima cada vez mais queria sexo eu não deixava por menos ela c frequentava minha casa e teve vezes que enquanto a minha esposa tomava banho ela me pagou boquete, adrenalina a mil.
A safadeza é o tempero da vida e foi assim que voltei a meus tempos de curtir se foder com uma mulher imagine ter duas é maravilhoso.

Docecomomel
Feira de Santana 24 de novembro de 2017,
Bahia Brasil

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...