segunda-feira, 18 de junho de 2018

Traçando a mulher do meu tio.



Olá pessoal eu sou o Marcos tenho 26 anos solteiro estudante e o maior punheteiro que eu conheço. Tenho 1,82 de altura e meu peso é 84 kg sem barriga com as coxas grossas peludas não gosto desse negócio de fazer depilação acho meio frescalhão, mas nada contra quem goste. Pois bem eu acho que gosto é gosto e cada qual tem o seu.
Estou morando em Salvador na casa de meu tio, até terminar o semestre pois vou morar em uma república. Vou sentir falta da casa do meu tio pois ele é muito boa gente os primos ainda adolescentes tem sua turma de amigos pouco temos conversa.
Mas uma coisa que sentirei falta mesmo é de ver as coxas da esposa do meu tio e que vez ou outra ela sai do banheiro enrolada na toalha eu fico louco de tesão. Estou sem namorada pois a que tinha ficou lá no interior então para saciar o meu desejo de gozar tem que ser mesmo no 5 X1.
Meu tio é caminhoneiro quando chega de viagem só ouço os gemidos dele com a esposa e a noite toda trepando até parece que coroa toma Viagra aí no dia seguinte a esposa dele que se chama Alice está com um sorriso de orelha a orelha.
Ai fico pensando a coroa passou bem.
Ai meu tio viajou avisou que a viagem seria longa que eu vigiasse os primos e fizesse o papel de dono da casa. Ai logo pensei mal, bem que a coroa podia me dá ai me sentiria em casa mesmo.
Na primeira noite que meu tio estava ausente vi quando Alice tomou banho e saiu enrolada na toalha indo direto para seu quarto. Eu já estava pronto para dormi, mas fui no banheiro e quando cheguei lá vi uma calcinha pendurada no box preta de renda. Fiz xixi e peguei a calcinha olhei passei a mão nos fundilhos e percebi a umidade, segurando o pau enquanto mijava com a outra mão cheirei a calcinha dela, humm cheiro adocicado de fêmea no cio.
O pau na hora ficou teso ai não teve jeito eu bati uma punheta deliciosa enquanto cheirava a calcinha pensando na Alice até que esporrei igual um touro, como não eu fui preparado esporrei na calcinha ai depois que me limpei molhei a calcinha no chuveiro e deixei lá no banheiro molhada de agua e esperma. Fui para o quarto pensando num jeito de dá uns pegas na coroa. Não consegui dormi direito só pensando na coroa;
No dia seguinte pela manhã os primos saíram cedo eu dormi até mais tarde pois não tinha aula. Quando eu levantei a esposa do meu tio me perguntou se poderia ir com ela fazer umas compras no supermercado?
Claro que sim Alice, foi ai que ela disse que só precisaria ir dirigindo ela não gosta de sair sozinha.
-Tufo bem Alice vamos sim eu falei!
Não vou atrapalhar seus planos afinal não tem aula hoje pode ser que você tenha algum compromisso com alguma colega ou namorada!
-Não eu não tenho ninguém afirmei.
-Um rapaz tão jovem e bonito sozinho? Pois é estou sozinho e isto está me matando!
-Matando como? Tesão acumulado eu respondo ela me olhou em silencio por um tempo depois disse está sozinho porque quer e tesão acumulado pode se resolver isto ligeiro.
-Eu olhei para ela e não disse mais nada. Fomos fazer as compras ai quando chegou em uma sessão onde tem camisinhas giletes e outras coisas ela falou?
Marcos você não está precisando não? Isto com alguns pacotes de camisinhas em mãos.
Olhei sem graça ai disse não eu não vou usar!
-Ela disse é bom levar nunca se sabe os momentos seguintes de nossa vida! Ai eu peguei 3 pacotes de camisinhas e um KY, ela me olhou com os olhos arregalados ao eu sorri e disse se tem que fazer que seja completo para não deixar na vontade!
Terminamos as compras colocamos no carro e saímos, ela pediu passar no Mac, comprou lanches e fomos para casa, no caminho fomos conversando ela falou que estava preocupada pois marido ia demorar demais.
-Mas logo meu tio chega, eu sei Marcos é que quando ele viaja assim e demorar eu tenho alguém sabe, quando as crianças saem eu recebo alguém em minha casa, só que você lá a pessoa não quer ir, e para motel eu não vou!
-Não acredito Alice você trai meu tio?
-Não é traição e apenas sexo e ... ele sabe disse e concorda diz que sou muito fogosa para ficar sem sexo por muito tempo!
-Estou sem querer acreditar.
-Pois acredite e sabe qual minha maior fantasia? Perguntou ela,
-Não Alice acho melhor mudar rumo da conversa já estou louco de tesão.
-Ela não parou de falar e disse minha maior fantasia é fazer um boquete no carro! -Caracas meu pau deu um salto ficando teso na bermuda e a safada ilhou e percebeu eu continuei dirigindo até chegarmos em casa, ai quando entrei com carro na garagem ela olhou para mim e disse me desculpe Marcos, mas eu não vou deixar passar esta oportunidade!
-Eu fui pego de surpresa ali mesmo com carro na garagem dentro da casa do meu tio sua esposa segurou no meu pau abriu a braguilha e abocanhou meu pau e começou o melhor boquete que eu já tenha recebido até então.
Tirei minha bermuda e cueca ali no carro mesmo, por sorte o muro da casa é alto e o portão todo fechado então Alice me fazia um boquete com uma maestria impressionante como chupava gostoso, era safada sabia o que estava fazendo e estava bom demais. Ai ela disse que seria melhor descermos do carro.
Saímos do carro e fomos para a sala, chegamos até o sofá deitamos em um 69 gostoso.
Quando eu comecei a lamber aquela buceta cheinha e lisinha, pensei que ia gozar, mas ela percebeu parou de mamar 2 minutos ai em seguida voltou a chupar, eu metia minha língua em sua buceta fazendo-a gemer muito até que ela gozou em minha boca quase me afogando de tanto mel, delicioso e farto.
Foi assim que ela gozou eu sentei no sofá e chamei ela que veio por cima e começou a sentar, no meu pau estava uma delícia ela rebolando quicando no meu pau.
Alice parecia uma puta, rebolava e sentava como uma louca no meu pau , só se ouvia o barulho de nossos corpos em êxtase. Foi ai que ela gozou quando eu sentir a cabeça do meu pau melar com seu gozo segurei em suas ancas e comecei a socar com força até explodir e encher a buceta dela de muito esperma. Ficamos atracados os dois no sofá por um bom tempo.
Ai ela disse que seria melhor ir para o quarto. Catamos nossas roupas e fomos tomar um banho. Do banheiro fomos direto para cama espaçosa dela.
Eu estava em êxtase pela situação ainda não tinha caído a ficha, do que estava fazendo mas de uma coisa eu tinha certeza tinha que aproveitar aquele momento.
Deitei Alice na cama e comecei a beijar e chupar seus seios, ela gemia parecia uma gata no cio eu sentia que o meu desempenho ali naquele momento era crucial para uma relação duradoura, então sabia que tinha que aproveitar e fazer como eu gosto e como eu queria. Alice queria seu corpo clamava foi ai que fui por cima na posição papai e mamãe, quando meu pau invadiu sua buceta parecia que estava fervendo de tanto o calor que eu sentia.Metia com ritmo cadenciado ela gemia pediu para foder forte e assim quando eu a peguei e coloquei seus pés sobre meus ombros e a ergui para que ela ficasse numa posição totalmente dominada e submissa a mim. Eu amo ser dono da situação, sentir que está no controle de tudo.
E meu lado dominador de macho que fala mais alto. Eu parava e recomeçava a meter que Alice ficava louca, quando eu gozei novamente ela ficou extasiada, mais admirada ainda por meu pau continuar teso. Foi ai que a coloquei de quatro  botei uma camisinha, lambi e chupei seu ânus a fazendo com que ela sentisse prazer até que eu me afastei fiquei atrás dela untei  seu anel com Ky e cabeça do meu pau segurei em suas ancas e meti aos poucos meu pau foi invadindo suas entranhas, eu sentia suas carnes latejar,  Foi ai que ela pediu para parar que já estava ardendo, eu  soquei mais algumas vezes em seu rabo ai era percebido  o incomodo que ela estava sentindo ai eu tirei meu pau de seu rabo e chamei ela para terminar o serviço em mim. Alice veio para cima e começou a me chupar como uma bezerrinha, o tesão era demais então logo eu gozei como nunca na boca dela...Ela não desperdiçou uma gota sequer. Ai fomos tomar um banho e lá no banheiro e ela disse que estava dolorida pois, o marido não fazia sexo anal.
Mas que ela gostava. Então terminamos o banho e fomos arrumar as coisas pois logo meus primos iam chegar.
E assim aconteceu meu tio demorou 23 dias viajando e Alice e eu transamos todos os dias.
Só não dormia no quarto com ela para não dá bandeira pois os primos podiam perceber, ai
 Eles saiam eu e ela aproveitava e tinha sexo todos os dias. E quando eles iam dormi era obrigação ir da leitinho para ela. Conversamos muito e ela concordou em não dizer a meu tio pois ficaria chato eu dentro da casa dele comendo a mulher dele ainda mais sendo sobrinho dele. O resto do meu tempo lá foi assim, era sexo todos os dias e nada de só meter era completo ela até me cobrava o anal pois passou a gostar e gozava muito. Quando chegou o dia de ir para a república Alice chorava como criança dizendo que ia senti muitas saudades. Meu tio achando que era por causa da companhia pois fica muito ausente me chamou em particular que queria falar comigo.
Gelei achando que era algo que ele tivesse descoberto, mas para minha surpresa quando meu tio me abraçou pelos ombro e disse...Marcos quero que você fiquei aqui com a gente eu viajo muito me sentirei mais tranquilo em saber que tem você em casa com eles!
-Aceita ajude seu velho tio.
–Claro tio eu vou ficar!
E a partir deste dia Alice e eu fazíamos verdadeiras orgias até uma colega dela, ela convidou para jantar e a amiga sem saber de nada ficou dando em cima de mim e para não deixar dúvidas apesar de ser mais coroa eu meti gostoso com ela, mas fomos para o motel e quando cheguei na madrugada Alice estava à minha espera e eu contei tudo a ela.
Ela adorou saber que mesmo depois de ter transando com outra estava com tesão para ela ai fomos no banheiro demos uma rapidinha pois o dia estava amanhecendo e os primos já iam acordar. Fui dormi saciado e feliz, Leve e solto sendo tratado com um rei por estas mulheres maravilhosas as casadas são as melhores de você sair.
Então minha vida mudou e para melhor eu nem me preocupava em paquerar as garotas da faculdade pois não conseguia sentir o mesmo tesão por elas como sentia por Alice e eventualmente alguma amiga sua carente que em pouco tempo eu acabava com as carências delas.
E a vida continua maravilhosa.

Docecomomel
18/06/2018.
Feira de Santana Bahia Brasil
Instaram:  docecommelcontos

quarta-feira, 13 de junho de 2018

A doutora com seu paciente.



Olá pessoal meu nome é Milena hoje vou relatar algo que me aconteceu quando eu tinha pouco tempo de formada. Eu me formei em fisioterapia e me especializei em pompoarismo e sexologia.

Com o trabalho diversificado eu comecei atender casais fazendo terapia e vez ou outra atendia também mulheres recém separadas ou divorciadas e o atendimento também era estendido a homens. No mês de dezembro cheguei ao consultório e peguei minha agenda e vi que tinha um cliente agendado para as 17:30, o seu nome era Juan, e logo me veio a mente a imagem do artista internacional John Deep, que interpretou o clássico internacional Don Juan de Marco filme que adoro e pelo nome já se poderia deduzir que era um conquistador.

Como toda mulher sou romântica e sonhadora...

 No decorrer da tarde atendi os clientes restando só o Juan e uma outra cliente, assim que foi anunciado esperei na porta como faço com todos meus pacientes e ao cumprimentar segurando sua mão firme e suave eu senti uma sensação que foi algo como um choque, meu corpo recebeu aquela carga emocional e eu que sempre com auto-estima elevada e empoderada me deixei levar por aquele olhar inquisidor, parecia que lia meus pensamentos.

Sentamos um de frente ao outro e pedi que relatasse o que o trouxe ali. Ele se apresentou e começou a relatar que era divorciado, mas que devido ao divórcio criou um bloqueio sentimental que por mais que se esforçasse não conseguia ver as mulheres como elas realmente são, amorosas e carinhosas, mas sim como objetos de prazer, o prazer carnal e sexual.

Conversamos avaliando todos os pontos até que repentinamente ele segurou em minha mão e disse com a voz branda e suave.

Quer jantar comigo Drª ? Pasmem eu que sempre fui segura de todas ações que já passei em minha vida fiquei sem ter o que responder e meus pensamentos confusos me deixaram a mercê daquele homem forte e viril ... Ao mesmo tempo carente de amor e afeto.

Respondi um sim forte e ativo que ele segurando em minhas mãos sorriu!

-Ah que bom Drª estava ansioso por sua resposta. Juan disse que me aguardaria na recepção enquanto atenderia o último cliente da tarde.

Estava ansiosa parecendo uma adolescente em seu primeiro encontro.

Finalmente terminei o expediente e ao sair a secretaria avisou-me que o Juan aguardava-me no estacionamento, assim sai pela porta lateral do consultório e fui até o estacionamento e ao me aproximar do meu carro, vejo um homem sentado displicentemente no lado do motorista

Aceno para ele que me retribui com um sorriso. Pensei meu Deus estou louca, não é possível eu aceitar sair com um paciente que pouco sei da sua vida!

Ele aproximou-se e falou dê-me a chave que vou te levar no melhor restaurante da cidade!

Assim eu fiz passei as chaves Juan abriu a porta do carro assim que entrei ele tomou lugar ao volante e saímos lentamente pelas ruas da cidade, o clima estava ameno, mas de repente começou a chover uma chuva suave sem transtorno e em pouco tempo Juan estacionou em um restaurante simples porém aconchegante.

Entramos e ficamos em uma mesa isolada, tomamos vinho e conversamos , assim ficamos trocando ideias sobre gosto pessoa filmes livros e ...Sexo um assunto que seria pedir demais que não conversássemos afinal eu sou sexóloga ele um cliente.

Juan abriu seu coração dizendo tudo que sentia em alguns momentos sentia emoção em suas palavras em outros apenas apatia em fim chegou à conclusão que seu casamento foi um fiasco que durou 5 anos.

Mas que agora quer dá outro rumo a sua vida e deixar o passado enterrado queria uma chance de ser feliz e contava comigo para isso.

-É claro que eu disse que o estaria apoiando em tudo que ele poderia contar comigo, mas eu me referi ao lado profissional, mas quando ele segurou em minha mão e levou a seus lábios me dando um beijo suave. Minha mente despertou com um alarme de perigo pois eu estava me envolvendo com um paciente. Em poucos segundos Juan desmanchou a cara de preocupação e me beijou com intenso desejo. Ficamos sem palavras por alguns instantes até que Juan perguntou-me se poderíamos ir para um lugar mais sossegado?

-Podemos sim Juan quem está na chuva é para se molhar desde quando aceitei sair com você já deveria saber a atração que senti por você desde o primeiro momento que o vi acabaria nos levando a uma imensa atração.

Então seguimos para um motel, poderia ir até meu apê pois moro sozinha em um pequeno apartamento, mas achei melhor deixar para outro momento oportuno.

 Chegamos no motel entramos Juan pediu uma suíte assim que ele parou o carro abriu a porta e fomos de mãos dadas para o quarto.

 Eu segurou pela cintura colando meu corpo ao seu e segurou a nuca, nossas bocas se uniram em um beijo doce e agressivo ao mesmo tempo, eu poderia ficar ali pela eternidade, mas ele se afastou de mim, limpou sua boca suja de batom. E adentramos naquele lindo espaço com muito luxo e requinte. Juan era muito gentil e educado. Sentei-me em uma cadeira enquanto ele foi até o banheiro eu fiquei pensando que eu como um profissional deveria ter pensado antes de entrar nesta aventura pois eu me senti como se tivesse me aproveitado da situação de conhece-lo em um momento de grande carência afetiva, eu estava traindo meu juramento.


 Foi quando eu ouvi passos atrás de mim e quando me virei pronta para dizer as desculpas ele me surpreendeu com um beijo e eu não tive reação alguma a não ser retribuir o beijo.

Juan para por favor veja está tudo errado estamos agindo por impulso. Eu não posso fazer isso, eu não posso ser assim!

Isso é anti ético!

-Não eu não sou criança eu que a convidei a vir comigo até aqui, não foi a primeira vez que fui até seu consultório pois queria vê-la a consulta foi apenas uma desculpa! Faz tempo que fico a sua espreita na academia só não a procurei antes com medo de uma recusa,

Ele me abraçou e foi tirando meu vestido, ele me olhava com os olhos ávidos meu conjunto de lingerie preto de renda transparente ressaltando a pele branca, imediatamente senti seu pau endurecer.

 Eu não conseguia negar a atração que ele exercia sobre meu corpo e pensamentos foi assim que ele veio até onde eu estava me beijou ferozmente, fomos andando e tropeçando até chegarmos a cama, ele me colocou sentada na cama.

 Ele começou a beijar meu pescoço, eu entrei no clima do tesão e ajudei tirando sua camisa jogando o pelo chão do quarto, Juan segurava meu rosto entre suas mãos e me beijava ardentemente me tirando o ar. Foi ai que eu me afastei um pouco ofegante, ele parecia enlouquecido ai fiz intenção de ir até o banheiro eu queria um tempo para falar, mas antes de começar a falar ele me prendeu em suas pernas.

 - Eu estou apaixonado por você Milena, eu sem reação tremia parecendo uma adolescente queria ir embora, mas impossível resistir a seu charme e vendo-o ali na minha frente com seu peito nu. Quando Juan falou!


- Seja minha Mila! Me desmanchei em êxtase foi-se por terra toda minha segurança e

Preocupação e assim ele me beijou com desejo. Entreguei-me de corpo e alma e ambos deitados na cama Juan deslizou seus dedos em meu corpo de minha garganta ouvia sons apenas de gemidos, suas mãos segurava meus seios com delicadeza, quando suas mãos foram descendo sobre minha barriga sentia meu corpo arder em desejo, quando ele parou sua mão sobre o delicado tecido da calcinha, e demorou nas carícias.

Eu sentia a buceta arder e expelir uma quantidade imensa de fluidos, e sem conseguir controlar-se soltei um gemido baixinho, ele sentiu o tecido úmido sob seus dedos, abaixou seu rosto até meu sexo e deu pequenos beijos sobre o tecido e ente minhas coxas definidas... Fui ao delírio pois a sensação de puro êxtase me dominou me sentia no céu ou quem sabe no inferno pois meu corpo fervia de pura excitação. E quando ele afastou a calcinha de lado meu mel estava quase escorrendo.

Juan apoderou-se e começou a lamber e sugar todo o meu líquido, foi assim que a calcinha foi tirada e ele voltou a chupar a buceta doce e carnuda, eu gemia cada vez mais alto.

 Então com movimentos lentos e circulares fui penetrada, com a mão esquerda ele acariciava meus seios macios, a cada momento aumentava o ritmo da penetração e não parava de meter dando estocadas firmes, falando palavras doces e ao mesmo tempo me instigando o meu lado puta, me soltei de falsos pudores em pouco tempo ele sentia minha buceta mastigando seu pau, nossos corpos estremeceu em um gozo maravilhoso. E eu apaguei literalmente.

 Quando eu recobrei a consciência eu o vi e percebi em seu olhar muita felicidade. Tomamos um banho e voltamos para a cama...E



Recomeçamos ele com movimentos lentos de vai e vem e em cada entrada sentia meu corpo envolvendo seu pau forte me massageando, nossos olhos fixos um no outro, até que eu lhe disse para ficar parado dentro dela e assim ele pode experimentar a técnica de pompoarismo, ele me olhava sorrindo e me provocando.


Disse ao pé do seu ouvido. - Me come com força!

Assim ele fez me segurou forte e começou a bombear fundo, os gemidos iam aumentando, mudamos de posição foi quando ele sentou e eu me encaixei por cima.

 Enquanto eu cavalgava ele começou a me beijar e morder perdendo o controle até que gozou novamente, ai fui me soltando o peso em cima do seu corpo. Éramos apenas sorrisos eu ele estávamos completamente felizes e realizados. Este foi o início de uma grande aventura recheada de amor respeito mútuo que perdura até hoje. Entre nós o sexo é sem limites não tem lero lero entre o casal que se ama se respeita entre 4 paredes o céu é o limite do prazer.



Docecomomel

Feira de Santana 10 de junho de 2018

Bahia Brasil.

                                                      Instagran docecomomelcontos











quarta-feira, 6 de junho de 2018

Ser Corno Manso é Prazeroso.



Olá amigos, estou aqui para conter mais um daquelas transas em que fui corno e mesmo sabendo sinto muito tesão pelos chifres levados e amo sair compartilhando as transa que minha até então namorada me dá e depois me conta, eu fico com um tesão tão grande que acabo gozando em minutos com ela mesmo estando com a buceta toda ardida de levar pica de outro macho.
Fazer o que? Se me dá tesão de ser corno. Vou contar esta última aventura. Era um dia de sexta feira, era um feriadão.
 Devido às chuvas nós não saímos ficamos em casa mesmo. Lara a minha putinha estava cheia de tesão, mas o seu último comedor era casado tinha ido viajar com a família, ela ficou estressada por isto e me disse que de qualquer jeito tinha que dá para outro pois estava com raiva do amante. Foi ai que ela deu uns telefonemas e acertou com um novo macho, mas ele só poderia vir no sábado pela manhã.
Falei calma minha gata amanhã você tem outro pau para te satisfazer, então hoje você é só minha! Com cara de menina sapeca ela concordou e trepamos de tarde, mas ela logo me disse que só seria o básico mesmo eu chupar sua buceta até ela gozar bem gostoso e depois gozarmos e mais nada.
-Mas meu amor só isto? Sim tenho que reservar minhas energia para meu novo comedor!
-Está certo minha linda sabe que te amo quero te ver realizada e feliz! Falei mas na verdade estava querendo era mais.
Quando ela teve a resposta do novo comedor, ele dizendo que só poderia estar com ela no sábado após o almoço. Ouvi ela dizer ao telefone que iria esperar ansiosa até a chegada dele.
A noite deitada nos meus braços ela ansiosa não conseguia dormi então falei para se acalmar! Ela riu dizendo que só sexo a faria ficar calma então foi preciso dá uma boa foda com ela para ela poder se acalmar e dormir até o outro dia.
 Acordamos cedo no sábado, fiz uma arrumação na casa deixei toalhas limpas no banheiro frutas no quarto chocolates, gel, camisinhas tudo de acordo com o gostos de minha deusa.
Ai quando ela levantou-se tomou banho e vestiu-se almoçamos, ficamos vendo TV apenas para esperar o novo amante dela.
Quando deu 14 horas e ele não tinha chegado peguei seu celular e rindo disse deixa eu fazer meu papel de corno manso e saber que horas este cabra chega. Eu liguei e ele atendeu o telefone e disse que em 20 minutos já chegava.
Então eu fui tomar um banho pois gostava de recebe-los como se fosse um amigo pessoal meu, dava mas segurança e passava um autoconhecimento.
Eu estava saindo do banheiro quando ela me gritou, amor, ele vem vindo, acho que é ele vejo um carro se aproximando da nossa guarita.
Ele desceu do carro acenou me aproximei o cumprimentei e como era de costume recebi o novo amante da minha esposa como se nos conhecesse a tempos, isso os deixava seguro e descontraídos.
 O lugar, calmo tranquilo e sem vizinhos por perto. Ideal para momentos de muita sacanagem prazeres e luxuria. Fomos andando até a sala onde minha esposa estava e entramos
 Ela levantou-se ele a cumprimentou com um beijo na boca abraçando-a com muito vigor. Ele tocou de leve a bunda dela por cima do vestido com as duas mãos, e ficou apalpando sem querer parar mais, afinal ele gostou, pois eu   percebi que seu pau foi logo ficando duro
 Foi ai que nos 3 nos sentamos no sofá e começamos a conversar ela já segurava em suas mãos.
Então ela falou assim amor você não disse que ia buscar umas bebidas para nós?
-Vou sim amor vocês querem beber o que? Ele disse que aceitava uma taça de vinho ai quando perguntei para minha safada ela disse amor eu estou querendo leite! Ai rimos eu sai e fui providenciar a bebida, fiquei na cozinha alguns minutos e quando voltei a minha puta já estava com a mão enfiada nas calças dele.
-Eles viram eu chegar ela nem tentou disfarçar que estava punhetando ele, ai me disse sabe amor que estou ansiosa desde ontem querendo esta pica gostosa, estou já com a buceta ensopada.
-Eu sei meu amor, eu sei como você se sente, agora é com ele minha parte já fiz o convidando até nossa casa.
-Ai ele percebeu que o caminho estava livre para ele falou, está ensopada meu amor deixa eu ver quero sentir ela.
Ela levantou e ficou em frente a ele que subiu com uma mão pela coxa dela e levantou o vestido.
Ai nos dois pudemos ver sua calcinha fio dental vermelha enfiada que a sua buceta ficava quase toda de fora, ele ficou impressionado de ver como ela estava molhada, levantou ela e caiu de boca na buceta da minha esposa, eu ali perto apenas olhando como ele mamava que parecia um bezerro esfomeado, ai foram tirando suas roupas ai vi como ele estava excitado com o pau enorme dentro da cueca; depois tirou o pau para fora para ela mamar. Uma coisa que ela adora e sabe fazer com maestria, é mamar gostoso todo macho fica louco com seus boquete e sua gulodice em tirar leite de pau.
Tinha momentos que só via os bulhões, pois ela engolia a pica dele toda.
Ai ela disse que queria ir para o quarto eu os deixei ir não queria atrapalhar em nada. Eu deixei que trepassem como queriam, só ouvia os gemidos e urros.
Foi ai que ela me chamou eu fui ver o que era, a cena que vi foi inesquecível minha puta de quatro no meio da cama o macho dela ajoelhado atrás comendo o rabinho. Ela gemia e rebolava dizendo que estava doendo pois a pica dele era grossa mas estava gostoso. Quando ela me viu me chamou para de junto ai eu fui ela pegou me puxou e disse que queria me chupar.
É claro que eu louco de tesão abaixei a bermuda na hora e dei meu pau para ela mamar, ai eu sendo mamado e só vendo como ele arregaçava com ela, que gemia pior que cadela ai quando eu louco para gozar ela fala que queria que eu fodesse ela junto com ele!
Eu sou o marido mas o que prevalecia no momento era o desejo deles.
Então assim fizemos, me deitei ela veio por cima encaixou a buceta melada ele veio por cima dela e ficou comendo seu rabo até que não aguentando mais gozou. Eu me controlei consegui ficar sem gozar ai paramos um pouco para descansar. Ai ficamos os três na cama pelados conversando.
Ela disse a ele que eu era o melhor marido do mundo. Fazia todas vontades dela, que me amava. Eu é claro fico feliz não me importo dela trepar com outros pois sei que é apenas sexo o amor dela é só meu. Conformado e manso mesmo eu assumo isto.
Foi ai que ela começou a pegar no pau dele que logo ficou em riste, deu uma chupadinha de leve ai ela colocou uma camisinha nele e ele botou ela na posição de frango assado e meteu nela por mais de meia hora mais ou menos, gozaram os dois juntos.
Ouvi ela aos gritos me chamando de corno e rebolando na pica tesa dele, quando ela tirou a camisinha e caiu de boca na picoa dele cheguei a estremecer de ver o tamanho.
Mas tinha que cumprir meu acordo de manso e ficar quieto. Ai eles foram tomar banho enquanto arrumei a cama quando voltaram ela disse amor eu quero que você me chupe! Agora amor eu perguntei?
Sim agora!
Eu que sou mansinho e adoro a buceta dela, mesmo ardida de levar pica cai de boca até ela mandar parar foi ai que vi que o comedor dela estava deitado , ela foi se arreganhando e aos poucos sentou na picona do comedor até ficar só os culhoes de fora.
Ele a beijava apertava a bunda mamava os peitos fazia ela gemer bem gostoso igual gata no cio. Ai eu queria sair dali, mas ela não deixou essa não é a primeira vez que fazemos isto, mas tem momentos que fico louco para gozar e ela não quer. Eu preciso aprender a me controlar foi o primeiro comedor dela que me disse que ser corno manso tem que ser assim sentir prazer com ela e por ela. Ele me ensinou isso, mas vezes eu sinto vontade de gozar, mas eu sem ela não posso. Um dia eu bati umas punhetas ela descobriu me deu foi um castigo de uma semana sem trepar com ela. Quase enlouqueço de tanto tesão vendo ela transando com seu comedor e não poder participar nem gozar.
Então como eu a amo demais e assumo meu papel de corno preciso fazer tudo certinho. Depois que o comedor for embora eu tenho dever de cuidar dela dá banho, comidinha na boca ela me deixa chupar sua bucetinha esfolada e olhe que eles deixam a buceta dela, toda arregaçada que fica dias sem me deixar meter só linguados suaves para saciar seu desejo e prazer.
Minh esposa é linda, e a cada chifre eu a amo mais.
Abraços, em breve contarei mais uma chifrada a boa e deliciosa aventura que minha amada teve com um traveco...

Docecomomel
Instagram Docecomomelcontos
Feira de Santana,06 de junho de 2018
Bahia Brasil.



quinta-feira, 31 de maio de 2018

A primeira vez da minha namorada.



Olá, pessoal eu vou contar a vocês como e quando eu tirei o cabaço da minha namorada foi um dia mais que especial, jamais eu esquecerei, pois foi o dia mais feliz da minha vida.
Meu nome é Iago eu e Rita já estamos namorando, há quase seis meses e ela e eu nunca transamos.
Sua criação rígida a impedia de dá um passo que tanto eu como ela achávamos muito importante, mas era impossível controlar o tesão que ambos sentíamos.
O máximo que Rita minha namorada me deixava fazer era eu passar a mão na bucetinha dela, ainda por cima da calcinha. Eu ficava louco mas ai teve um dia que seus pais tinham saído e avançamos um pouco o sinal no sofá da sala ela me pagou um boquete.
Fiquei como louco pois apesar da inexperiência seu boquete foi muito gostosinho eu gozei em cima dos seus peitos. Quando ela voltou do banheiro que foi se limpar ela me deixou chupar sua bucetinha lisinha e meladinha e assim eu pude provar de seu delicioso mel.
A safadinha gozava segurando em minha cabeça parecia que queria que eu entrasse nela.
A parti deste dia memorável as coisas mudaram e como eu ia na casa dela no meio da semana e nos finais de semana era certeza que a intimidade a cada dia avançava mais.
Eu adorava quando ela me chupava, eu sempre a fazia gozar gostoso ou na minha boca ou com uma prazerosa siririca e assim o tempo foi passando até que chegou a data de seu aniversário.
 Então eu decidi fazer uma pequena festa para ela afinal minha gata estava completando 19 anos, chamei alguns amigos e colegas de cursinho minha avó me cedeu uma casa que tinha e estava vazia, comprei alguns tipos de bebidas e salgados.
Eu providenciei tudo até a bebida que minha namorada gostava apesar de não aguentar beber pois logo ficava muito alegre e queria aprontar.
A festa foi um sucesso e já mais de meia noite os convidados foram indo embora só restando um ou outro casal pelos cantos da casa se agarrando eu e Rita começamos arrumar as coisas e entre uma coisa e outra bebíamos algo.
Foi ai que falei com Rita que a festa poderia ser fechada com chave de ouro se ela passasse o resto da noite comigo, ali mesmo ou quem sabe irmos até um motel.
Ela com copo na mão bebeu mais um gole e disse que ia pensar. Eu tinha certeza que seria hoje o dia que eu ia comer minha cachorrinha safada. Naquele dia em especial ela estava linda
Morena, com olhos castanhos claro, cabelos cacheados e longos, seu vestido longo desenhava muito seu corpo quando ela passava dava para ver sua calcinha enfiada na bundinha dela redondinha!
 Assim todos foram embora ai falei com ela assim que fechei o portão da casa e ficamos só nos dois agora a festa é só nossa!
Coloquei uma música e comecei a dançar por trás dela, ai eu passava a mão na bunda dela, ai ela entrou no ritmo dançando comigo foi aí que eu a chamei amor vamos até o quarto que quero trocar de roupa? Agora não vamos dançar mais um pouco, espera que já vamos ela disse.
Ai eu abracei e ela percebeu como meu pau estava teso de tão duro.
-Iago que é isto? Até dançando você fica assim?
-Ai...Ai...Rita é tesão acumulado por você que eu fico assim sempre, vamos Ritinha vamos lá para o quarto comigo não me faça sofrer mais!
-Por favor vamos eu falei já segurando em sua mão botando em cima do meu pau.
- Por um segundo ela me olhava e ainda pensativa falou você hein Iago não perde uma chance!
-Eu te amo Rita acho que já esperei demais! Estou louco por você!
Sem dizer mais nada...Rita segurou em minha mão e disse vamos Iago não é só você que quer sexo não, eu quero e muito também.
Fechamos a porta da casa e começamos a tirar nossas roupas ali mesmo na sala.
Assim comecei a passar as mãos nos peitinhos durinhos, alisava seu corpo inteiro minha mãos chegava até sua bundinha, ai comecei passar a mão na sua xaninha por cima da calcinha.
Ai fomos para o quarto pedi que deitasse a cama era larga estava limpinha e arrumada, claro eu tinha planejado tudo isto.
Ai comecei a beijar sua boca e fui descendo com a boca pelo pescoço logo já estava mamando seus peitos deliciosos, ela gemia igual uma cadelinha.
Fui descobrindo seus pontos fracos até finalmente chegar até sua buceta molhadinha, tirei sua calcinha e abocanhei sua buceta.
Rita soltou um urro quando sentiu minha língua lambendo sua buceta inteira. Ai eu falei chupa meu pau chupa olha como ele está ansiando por você!
-Caracas Rita tirou minha cueca e caiu de boca no meu pau, ela começou a chupar feito uma louca eu soltava gemidos, urros e gritos abafados em sua buceta.
Estava no paraíso...Eu chupando sua buceta virgem e ela me pagando o melhor dos boquetes.
Ela me chupava deliciosamente, ai eu falava palavras desconexas, a chamava de gostosa de vadia de minha puta de cachorrinha, tesuda. Eram palavras inaudíveis pois em momento algum eu larguei de chupar sua buceta e assim quando ela começou a gozar eu também não aguentei e gozei também, só que desta vez minha putinha bebeu meu leitinho todo.
Eu pensei que ia desmaiar de tanto tesão.
Ai depois de uns minutos ela me chupando e eu retribuindo em forma de prazer.
Ficamos agarrados até nossa respiração normalizar.
Tomamos um banho e voltamos para cama abraçados. Foi ai que falei Rita meu amor o aniversario foi seu mas o presente é nosso quero te fazer a mulher mais feliz do mundo!
--Ah Iago eu te amo!
-Então venha ser minha mulher, e assim a deitei abri suas pernas, encaixei meu pau teso entre os lábios vaginais de sua buceta e comecei a forçar a penetração, ela gemendo no início foi de dor ai forcei um pouco mais até que o hímen se rompeu, Ritinha soltou um urro eu parei um pouco sem forçar nada queria que esta data fosse lembrada com única em sua vida ai já com cabeça do pau dentro dela, recomecei a forçar a penetração Ritinha gemendo de prazer se remexia toda em baixo do meu corpo. Quando ela disse ah Iago que delicia você é muito gostoso e carinhoso...Vai me come como sempre eu te desejei, Meu pau teso dentro dela chegava a latejar gostoso.
-Foi ai que eu disse Ritinha meu amor eu te amo quero te fazer a mulher mais feliz deste mundo!
-Ai eu recomecei os movimentos de vai e vem do corpo e metia em um ritmo compassado ...Ouvindo apenas os gemidos de Ritinha que clamava por sexo.
-Ai delicia-a Iago você é muito gostoso...vai... vai... vai... vai vai...não para não...para não
Eu louco com meu pau duro feito uma rocha, ai eu peguei ela a coloquei de quatro (4) na cama
 E segurando em seus quadris forçava um ritmo cadenciado até que senti ela gozando na cabeça do meu pau e sem aguentar mais esporrei enchendo sua buceta com meu leite farto.
 Ficamos atracados os dois com respiração ofegante ai tirei meu ia de dentro dela, que com carinha safada falou ai Iago eu nunca senti tanto prazer na minha vida. Abocanhou meu pau e ficou me lambendo igual uma gatinha manhosa.
Descansamos, adormecemos e quando nos despertamos antes do amanhecer do dia começamos a transar novamente e assim ficamos trepando por horas. No dia seguinte já mais entrosados Ritinha me convidou a passar noite na casa dela seus pais tinham viajado foi com intensa alegria e felicidade que eu e Ritinha apesar de gritos e choros começamos a transar e acabei comendo seu rabo de início ela protestou mas quando começou a sentir prazer a coisa ficou boa pois eu fiquei a comendo por horas.
-Assim eu e Ritinha começamos a melhorar nossa vida intima e estamos bem. E quando estamos transando ouvi-la dizer assim ...Vai amor vai não para vai bate na minha cara assim amor... vai vai vai me faz de puta faz! E depois de vê-la gozar com seu pau atochado a safadinha pede para gozar na boca dela é bom demais adoro sentir ela gemendo estremecendo de prazer em meus braços e tudo que um homem deseja em uma mulher para chama-la de sua...Puta. Eu estou realizado por ter sido o percursor de sua vida intima e ela a cada transa sente mais prazer e graças a Deus estamos felizes e realizados e vamos nos casar em breve.

Docecomomel.
Feira de Santana, 31 de maio de 2018
Bahia Brasil.

sexta-feira, 25 de maio de 2018

Minha Prima Safada e Tesuda...


Olá, pessoal meu nome e Iago, tenho 27 quando aconteceu o fato que vou relatar ainda era jovem sem experiência tinha feito 18 anos naquele mês. Eu sou moreno 1,70 olhos castanhos, cabelos castanhos escuros, moreno bronzeado com um pau de 19 cm, cabeçudo cheio de veias, louco para foder, um punheteiro de plantão.
Pois bem eu estava em casa quando chegou uns primos eles vieram para podermos assistir alguns filmes, éramos 4 duas primas eu e meu primo todos jovens sempre fomos muito amigos e muito ligados saiamos juntos sempre.
Então vamos aos fatos sei que nem sempre acontece estas coisas entre primos, mas em alguns casos a iniciação sexual começa dentro de casa. Estávamos vendo o filme este último era de terror, eu não gosto muito de filmes de terror, mas meu primo e as meninas gostavam então durante o filme eu sai da sala e fui para o meu quarto e falei galera quando acabar este filme me chamem, fui até meu quarto logo com pouco tempo a minha prima Luna também depois de ver cenas fortes do filme ficou com muito medo logo depois veio também, ela chegou e já foi entrando e sentou na minha cama.
Você também Luna não gostou do filme?
-Não Iago prefiro mais romântico ou quem sabe até de sexo seja melhor!
-E verdade terror e violência a vida já anda cheia!
Você tem razão Iago!
Luna é uma moça muito bonita branquinha, cabelos longos negros 1,60 de alt, com 56 kg e uma bunda empinada que sempre eu ficava olhando, adoro seios pequenos.
Linda seu corpo era tipo falsa magra, vê-la com shorts curtos sempre eu ficava olhando mas naquele dia ela estava com um vestido estampado floral.
E ai Iago posso ficar aqui com você enquanto eles veem o filme?
Claro prima pode ficar à vontade! Vou aproveitar e tomar um banho está muito calor! Peguei uma toalha e fui tomar banho, não demorei muito no banho quando voltei para o meu quarto a prima Luna estava deitada na minha cama, estava cochilando. Vesti uma bermuda com camiseta. Como eu sempre estou só não me dei ao trabalho de me vestir no banheiro achei que a prima estava dormindo mesmo até me assustei quando eu ouvi sua voz dizer...
-Iago primo de Deus que pau grosso é esse?
-Oh Luna pensei que você tinha pegado no sono? – Eu até pensei em dormi, mas sua cama com seu cheirinho fiquei pensando como eu tenho sorte de ter um primo tão bonito como você!
-Luna você sabe que sou primo, mas sou homem então não pensa besteira para não se arrepender.
-Acho que arrepender não, mas que eu posso gostar demais isto pode acontecer!
-Cadê seu namorado? O Bruno está viajando!
- E ele não abaixa seu fogo não?
-Primo sexo quanto mais eu faço mais eu quero! Esta assim é prima?
Sim Iago até parece que você não me conhece?
-Então depois que os primos forem embora fica comigo sabe que mainha está no sitio estou sozinho em casa garanto que você vai ficar saciada com seu fogo!
Ela ficou calada ai eu perguntei vai querer?
-Você tem certeza que vai querer que eu fique aqui?
-Ai rimos juntos e ela falou, vou pagar para ver, mas segredo hein, não quero ficar sem namorado rsrsrs!
Ai logo os outros primos nos chamou assistimos mais um filme depois foram embora, estava arrumando a bagunça quando Luna chega.
Deixei as coisas de lado abracei ela forte ...Ai aproveitei o clima e a beijei na boca, um beijo de língua como eu nunca a tinha beijado?
-Como ela estava com aquele vestido de cetim floral, sua pele branquinha, destacava-se mais.
-Estava linda... Ai eu perguntei se queria beber alguma coisa ou um suco, ela rindo disse que não. Então quer ir para o meu quarto?
-Quero sim estou ansiosa por este momento!
-Eu ri e falei mais do que eu? Apontei para meu pau teso dentro da bermuda.
-Ela disse só vendo se é mais ou menos!
E assim para minha alegria ela me beijou e passou a mão por cima do meu pau.
-Hum teso do jeito que eu gosto ela falou!
-Verifiquei se a porta estava fechada e comecei a tirar seu vestido ali mesmo na sala,
Ela para minha alegria também começou a tirar minha camisa e bermuda, e ficamos nos beijando a cada peça de roupa tirada o tesão só aumentava!
E foi assim que eu toquei no seus peitinhos durinhos, mamei um a um fazendo gemer no meu ouvido, ai fomos para o sofá e ela pegou no meu pau já duro molhando minha cueca. Deitei-a no sofá e com a boca comecei a percorrer seu corpo.
Fiz um mapa de seu corpo inteiro com a boca eu sentia sua pele arrepiada, foi ai depois de provocar muito fiquei entre suas pernas e abocanhei sua buceta como se fosse uma fruta madura.
Chupei, lambi, e mordi fazendo gozar muito em minha boca. Esperei ela se recuperar do orgasmo.
Fiquei ajoelhado no sofá e a priminha Luna me abocanhou o pau e ficou mamando igual bezerrinha. Eu louco para gozar me controlando ao máximo até que ela tira meu pau da boca e diz... Iago me dá leitinho eu nunca tomei leitinho mas eu quero o seu.
-Foi a palavras magica com um minuto eu já estava gozando em sua boca, não sei se o gozo foi mais gostoso do que vê-la beber tudo!
-Foi maravilhoso este momento até hoje eu não esqueci do tesão que senti naquela hora.
Ai depois de alguns minutos fomos para cama, fiz com que ela deitasse e subi na cama ficando entra suas pernas. Meu pau duro babando nem parecia que tinha gozado, eu novamente encaixei meu pau entre suas coxas só que dessa vez a cabeça tocando sua buceta meladinha.
Ai fui me encaixando até que estava todo dentro dela!
Que gemendo dizia...Ai Ai Iago assim você me deixa maluca ... Foi assim que começamos a meter gostoso Luna gemia me arranhava as costas ai eu parava de meter, ela começava a pedir para não parar e eu socava com força ... Foi o melhor papai e mamãe que já fiz na minha vida.
Foi ai que ela disse que o namorado dela nunca fez assim tão gostoso.
-E você agora namora é comigo, agora é minha putinha e vai me dá todo dia viu sua safada?
-Ela louca vibrando de tesão com meu pau enfiado na buceta apenas dizia sim sou sua putinha meu priminho tesudo.
Soquei por mais de 10 minutos sem parar até senti ela gozar melando a cabeça do meu pau forcei mais algumas estocadas e comecei a gozar, mas por precaução tirei meu pau e esporrei em cima de sua barriga.
-Ela gemia me beijando gostoso.
-Ah meu Deus que loucura Iago! Ficamos abraçados nos beijando depois fomos tomar um banho, fizemos várias brincadeiras no banheiro mas logo voltamos para cama.
Ficamos deitados de conchinha, mas logo meu pau estava teso roçando em sua bunda, ela ria dizendo que eu era tarado!
-Não prima isto se chama tesão!
-Conversamos um pouco ai a palavra desejo surgiu, ai eu perguntei se ela desejava algo ali naquele momento?
-Bem Iago eu desejo, mas tenho medo.
 Medo de que?
-De não aguentar seu pau é grosso demais, bobagem prima você acostuma vou ser carinhoso viu?
Levantei fui pegar camisinhas e um gel que tinha no meu Garoupa.
Ai comecei as preliminares, lambi beijei ela toda depois coloquei camisinha peguei o gel passei no pau inteiro e untei seu rabo que já estava bem meladinho da minha saliva, mas caprichei se tinha que tirar o cabaço do rabo que fosse para ela não esquecer jamais como é gostoso sexo anal.
Ai fui forçando de leve quando vi que a cabeça do meu pau estava encaixado em seu anel forcei e enfiei lentamente, senti a cabeça entrando, ela gritou dizendo ai ...ai Iago está doendo você está me rasgando. -Calma amor, relaxa que a dor passa vi lagrimas em seus olhos, fiquei parado por alguns segundos e recomecei fazendo carinhos em sua bunda e seios ela foi relaxando e lentamente ia metendo cm por cm do pau em seu rabo.
Logo já não tinha mais nada para meter, Luna estava com meu pau encravado inteiro em seu rabo. Fui mexendo devagar em um vai e vem lentamente ai ela já sentindo prazer falou:
-Goza Iago goza no meu rabo me fode gostoso primo!
-Caracas eu louco de tesão recomecei as estocadas e foi ficando cada vez mais acelerado e Luna me incentivando dizendo que estava gostoso que queria gozar,
Ai metia e tirava vendo só o rombo que meu pau estava fazendo quando ela soltou um gemido alto e depois em seguida começa estremecer gozando pelo rabo e nas pontas dos meus dedos que acariciava seu grelo macio.
-Ai Iago seu filho da puta goza me mata com esse pau delicioso goza meu primo safado ela falava com a voz rouca, ai como não poderia ser de outra forma segurei em seus quadris acelerei fortes estocadas até explodir em um gozo intenso.
Assim ficamos atracados até meu pau sair de dentro dela, vi vestígios de sangue.
Luna me chupou deixando o meu pau limpai ela foi tomar um banho quando voltou eu passei uma pomada anestésica e disse querida prima as pregas estão dilatadas nada que não se resolva com esta pomada!
Untei seu rabo de pomada que estava assado ai fomos descansar um pouco, adormecemos e de madrugada ainda fodemos 2 vezes ao amanhecer minha prima foi embora andando de pernas abertas.
Agora estamos de caso ,mas ela ainda continua com seu namoradinho rico, ele dá presentes  e joias caras e eu dou muito pau ,tenho certeza que ela se sente mais realizada com nossas fodas do que com jóias. Então como sou um primo bonzinho estou sempre com ela e nossos momentos são maravilhosos a putinha quando senta numa pica rebola e geme que me deixa louco de tesão.
Então vamos assim ser feliz.


Docecomomel
Feira de Santana, 25 de maio de 2018
Bahia Brasil

sexta-feira, 18 de maio de 2018

Primo do meu marido meu amante.



Oi, meu nome é Laura. Eu sou de interior de Minas Gerais e vim morar na capital para trabalhar e estudar, mas as coisas se complicaram financeiramente e no meio do ano de 2017, para saldar dívidas com alguns credores por indicação de uma amiga e colega da faculdade eu comecei a trabalhar como garota de programa.
Eu sou noiva e tive que mentir para que ele não soubesse o que consistia meu trabalho, era mesmo em finais de semana como meu noivo trabalha em um restaurante em finais de semana sempre está trabalhando e chega tarde... Era algo bem prático eu e algumas amigas ficávamos em um apartamento e nossos serviços eram requisitados, saiamos de taxi para o endereço que nos era passado com uma ou 3 horas no máximo já estávamos de volta. A grana era boa eu só queria mesmo quitar meus débitos e sair desta vida de sexo fácil, mas prazer mesmo quem sentia era o cliente.
E assim naquela sexta-feira eu tive uma surpresa me foi passado um endereço e eu fui toda vestida com roupas bem justas e decotadas foi aí que me aconteceu uma surpresa.
Quando desci do taxi com endereço em mãos fui até o apartamento me fiz ser anunciada entrei no elevador quando cheguei no apartamento e toquei a campanha, levei um susto pois quem abriu a porta do apartamento foi o Valter um amigo e primo do meu noivo.
-Procurei disfarçar meu desespero e vergonha, mas não teve jeito foi aí que ele me convidou a entrar.
-Hum a noivinha puritana do meu primo faz programa é?
Eu tentei argumentar se pudesse eu fugiria dali, mas não dava mais tempo, ele havia combinado o programa. Ah então a moça que faz de tudo lá na casa é você é?
 Ele estava que meio surpreso e me perguntou porque eu estava fazendo programa?
-Foi ai que passei a contar a minha história toda e ele entendeu. Só cogitou se meu noivo sabia disto?
-Não e nem pode saber assim que colocar em dias meus compromissos saio desta vida!
Apesar de ser muito amigo do meu noivo ele disse que iria guardar segredo deste deslize meu, mas ele havia chamado uma mulher para satisfazer suas necessidades sexuais então teria que ser atendido como qualquer outro cliente.
Éramos apenas conhecidos ou seja poucos amigos mas não muito chegados, mas agora a situação era outra. Eu era uma prostituta e seria a vadia que ele chamou para ficar algumas horas com ele então teria que cumprir ele sabia que eu estava tensa.
Mas foi assim que ele segurou em meus ombros me abraçou e começou a me beijar o pescoço. Foi muito bom, sentir o calor do seu corpo junto ao meu e como dizem, ele sorriu e disse relaxa Laura se está na chuva é para se molhar!
Sorri e disse que faria um agrado se ele mantivesse o segredo deste meu deslize do meu noivo e de todos.
Ele com a maior cara de safado sorriu e jurou que ninguém nunca saberia. Mas dependia só de mim!
Sentamos em um sofá, ele me puxou e me colocou em seu colo, eu fiquei encaixada de frente, pra ele que via minha calcinha vermelha de renda que dava para ver quase toda minha buceta. Eu estava usando como sempre uma minissaia calcinha.
Começamos a nos beijar eu sentia cada vez mais seu pau teso dentro da bermuda de tactell. Ele acariciava meus seios enquanto eu rebolava sobre suas coxas.
 A coisa   foi esquentando muito, até que ele abaixou o short e botou o pau para fora. Bem teso grosso e cabeçudo deveria tem uns 20 cm mais ou menos bem maior da média.
Me tirou a calcinha com um puxão ela se abriu na lateral, foi ai que ele me levantou e me fez sentar com a buceta em seu pau que entrou escorregando macio, ambos estávamos bem excitados. Porra entrou todo pau de vez.
Caracas ele pedia para rebolar, eu subia e descia sentando em seu pau, nem camisinha ele botou. Foi ai que ele com muito tesão explodiu me enchendo a buceta de muita porra.
Eu sentia o pulsar daquele pau inteiro dentro de mim, e fui me contorcendo de prazer ... Ai fomos tomar um banho no banheiro o chupei deliciosamente, e o mesmo ele fez me fazendo gozar em sua boca.
Ai terminamos o banho ele me levou até seu quarto me colocou na cama, me chupou deliciosamente me fazendo gozar como nunca, em seguida me pediu para ficar de 4 e com seu pau teso me penetrou me fazendo gemer de tesão.
Eu sentia sua bolas batendo em minha bunda. E foi assim pela segunda vez que fomos ao Delírio, com gemidos e urros eu sinto ele se contorcendo e me enchendo de porra.
Caracas aja leite foi ai que eu me levantei e senti escorrer pelas minhas coxas. Fui correndo pro banheiro fazer uma ducha íntima.
Quando eu voltei ele estava em pé com a carteira na mão e algumas notas.
Fiquei em choque porque eu nem iria receber nada, pois foi muito prazeroso, mas nada disse peguei as notas me vesti e fui embora.
Fui para casa e como de costume cheguei e transei com meu noivo, contando-lhe minhas façanhas do dia corrido que tive na faculdade. E foi assim pela terceira vez naquele dia minha buceta foi lubrificada com mais porra.
Depois de 2 meses eu não fui mais fazer programa, mas eu não sei se foi sorte ou azar mas foi algo que me fez repensar em minha vida.
Aconteceu que minha menstruação não veio e eu pude então comprovar que estava gravida. Meu noivo adorou, fez festa, demos entrada nos papeis para casar mas eu fiquei na dúvida de quem era na verdade o filho do meu noivo ou de seu primo.
Juro a vocês que eu não tinha a menor ideia de quem era o herdeiro.
Mas o pior não aconteceu quando a criança nasceu, pois é muito parecido com os irmãos do meu marido que são todos morenos de olhos castanhos bem diferentes do meu marido.
Ainda bem que o besta do meu noivo aceitou sem cogitar nada, e como dizem por aí, pai verdadeiro é quem cria.
Ai depois de 8 meses estou em casa e vejo alguém chamar, ai eu levo outro susto era o primo do meu marido que quando me viu pálida me acalmou.
Calma apenas quero ter certeza das minhas suspeitas.
E assim ele pegou meu filho no colo embalou olhou e apenas disse quando eu vou batizar meu filho?
-Eu gelei ele sorriu e disse que não pretendia ser pai, basta-me ser padrinho quero está sempre por perto.
E assim aconteceu batizamos o guri, meu compadre sempre vem até nossa casa e agora vez ou outra quando podemos transamos.
E a cada die me sinto realizada por ter dois machos bem vigorosos que me proporcionam muito prazer... Para que coisa melhor?

Docecomomel
Instagram:docecomomelcontos
Feira de Santana,18 de maio de 2018
 Bahia Brasil.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...