sábado, 14 de julho de 2018

Muito Sexo com Minha Chefe.




Olá meu nome é Carla tenho quase 18 anos, sou estudante e trabalho em um escritório de contabilidade pelo período da tarde.
Estou sem namorado, adoro sair com minhas amigas nos finais de semana, faço caminhadas e ando de bike.
Recentemente entrou uma funcionaria nova no escritório, como ela tem uma vasta experiência em contabilidade logo passou a ser chefe. Seu nome é Edilaine. Muito simpática com seus 36 anos, solteira com uma boa situação financeira pois do escritório a única que tinha carro era ela.
Logo estava enturmada com todos e apesar de ser a nossa chefe era uma pessoa muito popular.
Em pouco tempo nos dia de sexta feira saiamos do trabalho ia jogar conversa fora e beber algo Nem todos bebiam.
Algumas vezes eu tomava um ou dois Chopp. Depois pegava um taxi e ia embora, mas naquela sexta feira demoramos um pouco mais pois estávamos comemorando aniversario de uma das colegas.
Já quase 22 horas todos começaram a ir embora eu já ia chamar um taxi quando Edilaine me ofereceu uma carona, segundo ela teria que passar no meu bairro para ir para sua casa. Aceitei a carona e assim fomos embora o percurso não seria mais que meia hora. Edilaine começou a me interrogar se tinha namorado se eu morava sozinha, estas coisas eu respondia educadamente. Quando já estava perto de minha casa Edilaine perguntou se eu queria almoçar com ela no sábado?
Almoçar? Sim como eu moro sozinha as vezes faço algo para comer e sempre convido alguém se você aceitar ficarei feliz, ela respondeu eu como não vi nada demais no convite aceitei.
Então amanhã te espero as 11 horas, foi ai que ela me passou endereço e eu pude ver que era bem pertinho mesmo da minha casa.
Logo Edilaine manobrou o carro em minha rua. Agradeci a gentileza dá carona e quando ia me despedindo com um beijo na face nossos lábios se tocaram em um selinho.
Fiquei sem graça e desci do carro rapidamente.
Bem ao contrário de Edilaine que sorria com um jeito sedutor andei em direção a minha casa e entrei. Ouvi o carro sair lentamente.
Tomei um banho vesti uma roupa de dormi e fui dá uma palavrinha com minha mãe que assistia TV. Conversamos um pouco e eu falei com ela que no dia seguinte iria almoçar com minha chefe.
Minha mãe falou está bom minha filha, mas cuidado com as pessoas não seja muito ingênua.
-Está certo mãe é minha chefe do escritório ela já é uma coroa.
-Entendo minha filha tudo bem até amanhã durma bem. Adormeci logo acordei cedo fiquei no celular vendo mensagens só levantei as 9 horas, tomei café fiquei daquele jeito de preguiça. As 10 horas comecei a me arrumar para ir almoçar com minha chefe depois do banho eu no meu quarto me vestindo, escolhendo roupa como se estivesse indo ao encontro de um namorado.
Teve momentos que até pensei que estava indo mesmo a um encontro ai minha mente se dissipou, mas lembrei do roçar de nossos lábios e de como Edilaine ficou após isto.

Na hora marcada estava eu lá em frente à sua casa tocando a campainha, ela veio atender estava muito bonita com uma blusa estampada e short jeans. Entrei e ficamos conversando
 Sobre vários assuntos Edilaine me ofereceu uma taça de vinho eu aceitei ela veio com duas taças nas mãos sentamos no sofá conversando como duas amigas de tempos. Foi ai que ela ofereceu mais vinho eu disse que não queria, ela riu e perguntou por que?
-Eu respondi que com pouco fico bêbada! Ela disse não se preocupe que eu tomo conta de você. Ai eu aceitei e tomei mais um pouco de vinho. Depois me deu vontade de ir até o banheiro. Edilaine me mostrou onde era eu levantei e quando me dirigia ao banheiro eu cambaleei, ela me amparou e eu fiquei segura entre seus braços. O calor de nossos corpos, me fez pensar em coisas que jamais imaginei, ai senti um arrepio, não de frio mais de puro êxtase.
E foi assim que num roçar de lábios Edilaine veio e me beijou, ela tinha um beijo maravilhoso, suave mais com um gostinho de malícia, sua boca se apossou da minha e eu não fiz menor resistência a nada.
Foi ai que sai de seu abraço e fui para o banheiro. Demorei um pouco e me olhando no espelho me vi com as faces afogueadas os bicos do seios empinados, ai pensei meu Deus eu senti desejo e ainda estou sentindo tesão por Edilaine, lavei meu rosto com água fria, respirei fundo e sai do banheiro.
A encontrei sentada no sofá à minha espera.
Ela levantou-se segurou em minha mão levou aos lábios e disse não tenha medo Carla do seus desejos entregue-se é natural medo do desconhecido. Relaxe e viva esta momento comigo!
-Foi ai que puxei ela pra ficar de pé de frente a frente com ela, foi assim que ela começou a me beijar.
Nossas mãos percorriam nossos corpos, era um passar de mão pela bunda, nossas bocas buscavam cada canto de nosso rosto com intenso carinho.
Tanto eu como ela soltava uns gemidinhos, aquilo me deixava extremamente muito excitada, eu estava adorando tudo isso.
Ficamos um bom tempo nessa pregação, nem vimos o tempo passar, e já estava na hora de ir almoçar assim fomos as duas para cozinha, almoçamos conversamos muito ela me disse que me queria como namorada mas me daria um tempo para me habituar, almoçamos, arrumamos tudo ficamos conversando ela deitada com cabeça no meu colo no sofá quando já era de tardezinha nos despedimos e eu fui embora. Não houve nada além de uma troca de carinho entre nós duas.
Na minha saída ela me disse pensa com carinho Carla na minha proposta, Quero você para ser meu par.
Pedi um táxi e fui para casa.
Chegando em casa mandei uma mensagem pelo Zap pra ela falando que tinha adorado nossa tarde, que aceitaria sim ser sua namorada, mas tinha que ser aos poucos com calma pois é algo novo para mim e queria que minha mãe participasse desse momento comigo. Não quero fazer nada escondido dela.
Ela disse que concordava sim, mas que pelo gosto dela eu nem tinha vindo embora pois ela estava louca pra transar comigo.
Eu mandei umas carinhas e falei que ela tinha que ter calma pois eu jamais tinha transado com uma mulher. Eu sei disse Carla Deus reservou você para mim.
Conversa com sua mãe e venha passar a noite comigo e o dia de domingo. Prometo respeitar tua vontade!
-Ai eu disse que não iria hoje no sábado à noite, mas no domingo cedo estarei em sua casa.
Nos despedimos com beijos e fotinhas de coração e amores eternos e desliguei o telefone fui conversar com minha mãe. Conversei com minha mãe, que alertou para as armadilhas da vida e me desejou que fosse muito feliz com minha escolha. Amanheceu um dia lindo e ensolarado arrumei uma sacola de roupas e coisas de uso pessoal. Eu tomei um banho caprichado me depilei, passei perfume e coloquei um vestidinho bem sexy fui me despedi de minha mãe dizendo que voltaria só na segunda de noite quando saísse do trabalho, mas que enviaria mensagens a ela, sai e tomei um taxi e fui de encontro a um novo amor.
Toquei a campanha e Edilaine surgiu com um sorriso maravilhoso me abraçou me disse que eu estava bem cheirosa perguntou se eu queria comer alguma coisa pois ainda era bem cedo.
Disse que já tinha tomado café, então ela segurou minha sacola botou sobre uma cadeira e começou a me beijar.
Eu correspondia a seus beijos.
Foi então que ela me disse quero que você tenha nosso primeiro momento de amor inesquecível assim me segurou pela mão me levou até seu quarto.
Entramos ela fechou a porta e falou pra eu relaxar e deitar, eu me deitei no meio da cama. Com a roupa que vim vestida que era apenas um vestido leve e calcinha. Estava tensa com os olhos fechados foi ai que ela veio me beijou o rosto inteiro, olhos canto dos lábios orelhas.
Ai me tirou o vestido, me deixando só de calcinha na cama, mamou cada um dos seios e me falou que eu estava muito gostosa!
Ai eu também comecei a tirar sua roupa, era short jeans e uma blusa fina estampa floral, sem soutien apenas uma calcinha preta. Ai a puxei para cima da cama não resisti e comecei a chupar seus peitos, eles eram fantásticos bem maiores que os meus, eu chupava e mordiscava os bicos que eram maiores que os meus e ela começou a gemer igual uma gata no cio.
 Estava tudo maravilhoso, logo eu comecei a passar as mãos sobre sua calcinha, foi ai que dei um puxão de leve que rasgou o lado deixando ela nua para mim, logo que tirei sua calcinha eu tomei a iniciativa e abocanhei sua buceta carnuda e comecei a chupar ela.
Ai ela veio por cima encaixou sua boca na minha buceta e abocanhou com muito gosto, soltei um gemido quando sentia sua língua enfiar na minha buceta que pareceu um uivo, ela gemia e forçava minha cabeça contra sua buceta, eu fazia o mesmo que buceta gostosa, logo eu fui aumentando a velocidade, eu e ela gemia e se contorcia na cama.
Foi ai que eu disse que era para ela não parar que eu já ia gozar, era meu primeiro gozo na boca de uma mulher. E gozei gostoso, e é claro ela chupava tudo, sugou e lambeu meu mel.
Foi ai que continuei chupando ela que também gozou...lambi cada gota de seu mel depois ficamos nos beijando uma sentindo o gosto da outra nos lábios.
Nós beijamos e ela disse que agora seria vez, estranhei pois ela também tinha gozado comigo, ela disse que agora seria ela a me proporcionar o maior dos prazeres, que eu seria a Feema dela. Eu continuei deitada aì ela veio ficou do meu lado eu estava apenas só de calcinha, ela veio e começou a chupar meus peitos, dava leves mordidas nos bicos, aquilo me excitava muito, logo veio e tirou minha calcinha e começou a me chupar, ela chupava muito bem, e eu gemia e pedia pra ela não parar. Ela tirava a boca da minha xoxota e rindo falava e quem quer parar minha tesuda.
Ai depois de um longo tempo me fazendo gemer e gozar muito ela começou a colocar o dedo em minha xoxota começou a me foder me dedava e chupava ao mesmo tempo estava muito gostoso eu pedia querendo muito mais.
Foi assim que ela veio por cima nossas pernas se cruzavam minha xoxota esfregava na dela ambas loucas de tesão, (nossa primeira tesourada) estávamos muito excitadas, não demorou muito ambas gozamos, foi maravilhoso o orgasmo intenso nossa respiração ofegante nos dizia tudo o que estávamos sentindo.
Ela veio me beijou e disse que eu era muito gostosa, que tinha gostado muito de tudo que fizemos.
Assim ficamos deitadas conversando e foi nossa primeira vez de muitas...Agora moramos juntas e vamos realizar uma cerimônia simples para oficializar nossa união de muito amor carinho e respeito uma pela outra. Mas tem um pequeno detalhe vez ou outra saímos e sempre acontece de termos contatos com homens tanto eu como ela agimos naturalmente, mas ela sabe que meu amor é só dela e estamos felizes assim.
Sexo é vida e prazer.

Docecomomel
Instagram: docecomomelcontos
Feira de Santana, 14 de julho de 2018
Bahia Brasil.

sábado, 7 de julho de 2018

Uma amante só minha.


Eu sempre procurei viver minhas aventuras com mulheres mais velhas e descoladas que não tenham compromissos ou alguma casada insatisfeita com seus marido beberrões e fanfarrões, mas desta vez aconteceu de eu conhecer uma moça e acabei me encantando com ela e tudo começou a mudar na minha vida!
Meu nome é Marcos tenho 36 anos casado sem filhos. Minha esposa é um pouco desligada das coisas ela não me procura se eu não tomo iniciativa ficamos sem fazer sexo até uma semana.
Sempre com desculpas eu disse a ela que precisávamos de fazer consulta com uma terapeuta de casais, ela falou que isto é bobagem então eu quando acho algo diferente encaixo e me dou bem, é cada aventura de me deixar realizado e feliz como homem.
Desta vez aconteceu no meu trabalho mesmo eu sou motorista de um ônibus escolar.
Procuro manter o respeito pois os jovens são um pouco assanhados, procuro manter distancias destas jovenzinhas sem juízo, mas algo me aconteceu. E foi assim que vez ou outra aparece alguém pedindo carona, algum morador do município que perdeu o horário dos carros convencionais.
Eu dou carona apesar de que não seja permitido.
E naquele dia que estava indo buscar os professores uma moça me pediu carona. Ela morava em Salvador tinha vindo de férias para casa dos parentes. Uma mulher muito bonita com seus cabelos em estilo afro alta com seios fartos e vestida com uma saia justa que mostrava suas pernas roliças. Um pitéu de mulher. Quando ela entrou no ônibus e sentou-se eu dirigindo e ficava olhando para ela pelo retrovisor e ela percebeu então baixou o olhar. Como eu disse tenho 36 anos, sou casado negro, alto com 1,83 e um dote de 20 cm, grosso e cabeçudo adoro sexo.
Depois que dei carona a moça quando ela desceu me agradeceu e me passou seu telefone, eu sabia quem era seus parentes, ai falei caso precisasse de carona bastava me telefonar, ela disse que ficaria uma semana por ali mas na segunda feira iria até a cidade e com toda certeza iria querer uma carona.
Segurei em sua mão dizendo pode me ligar que eu te levo. Assim nos apresentamos seu nome era Marisa, solteira 27 anos.
Passou-se 2 dias até que eu recebi uma mensagem de uma pessoa que não era contato meu, foi ai que adicionei e vi que era a morena que tinha dado carona, Marisa era seu nome.
Ela perguntou se eu poderia lhe dá carona no domingo à noite pois ia ter uma aniversario na cidade ela queria ir e não sabia o horário dos transporte aos domingos para voltar ao distrito onde seus parentes moravam.
-Eu disse que no domingo não iria trabalhar mas caso ela precisasse eu a levaria com meu carro! Faço corridas tipo Uber.
-Ela sorriu e agradeceu.
-Eu que tenho que agradecer foi o que falei por ela ter se lembrado de minha pessoa.
-Ai ela foi para o aniversário e me telefonou dizendo que as 22 horas já poderia voltar, que não podia chegar muito tarde pois sua avó estava adoentada.
-Peguei meu carro e fui a seu encontro com endereço que ela havia me passado, estava linda ai assim que entrou no meu carro eu falei olha Marisa eu vim te pegar porque gostei muito de você e achei você muito bonita, mas eu não estou a trabalho estou apenas te ajudando!
Tudo bem, mas pode me cobrar sim é seu trabalho eu compreendo!
-Eu sei Marcos eu te liguei já sabendo disto, eu também gostei muito de você, mas você é casado!
-Eu sou casado Marisa mas não sou castrado tenho minhas aventuras e procuro manter sigilo e respeito.
-Entendo então vamos para casa ela falou? Eu perguntei se ela que estava solteira não queria dá uma esticada comigo para um lugar mais aconchegante?
-Vamos prometo te deixar realizada é um lugar mais tranquilo só assim ninguém nos verá juntos e não teremos problemas?
-Olha Marcos depois que terminei com meu noivo faz 6 meses eu nunca sai com ninguém!
-Hum e muito tempo para uma moça bonita ficar sem beijos e carinho, sexo só se você quiser manterei seu desejo!
-Ai ela olhou para o relógio e falou, sabe eu também não vejo a hora de ter alguém comigo que me de carinho e atenção.
-Então vamos topa?
-Esperei alguns minutos até que ela respondeu...Vamos Marcos eu quero e você também quer e não somos crianças.
-Pois é vamos a um motel mesmo? Foi ai que ela disse que seria só beijos mas não podia arriscar em sermos vistos, então partimos para o motel mais próximo na saída da cidade.
-Eu quando estacionei o carro abri a porta do quarto e entramos, segurei em sua mão e puxei seu corpo de encontro ao meu e nos beijamos, foi um beijo longo e intenso como eu tinha imaginando como sua boca era macia.
Como o tempo era curto não podíamos perder muito tempo eu fui logo partindo para as preliminares. Ela não disse um não, pelo contrário estava querendo tanto quanto eu. Eu sabia que ela queria sexo pois a cada toque sua pele ficava toda arrepiada.
-Eu fui logo tirando suas roupas deixando apenas de calcinha de renda branca que destacava sua buceta cheinha. Ela me ajudou tirando minha camisa e bermuda e sem perder muito tempo caímos na cama e ficamos nos beijando. Minhas mãos iam deslizando por todo seu corpo eu mordia seu pescoço, mamava seus peitos e Marisa gemia igual uma gata no cio.
Estávamos em êxtase nós entregamos a luxuria e ao êxtase completamente.
Nós parecíamos dois loucos em busca do prazer carnal.
Foi ai que eu tirei sua calcinha e cai de boca no seu corpo chupei seus seios, e ela gemendo ai fui descendo com a boca percorrendo seu corpo inteiro lambendo e mordendo, cada pedacinho de seu corpo.
Ela gemia e urrava demorei um bom tempo provocando lambendo sua barriguinha e seu umbigo que tinha um piercing, Marisa delirava de tesão.
Quando eu vi que ela suplicava que eu descesse mais com a boca eu fui de encontro a aquela buceta, cheinha e lisinha.
Provoquei-a passando com os lábios de um lado a outro até que não me fiz de rogado e cai de boca enfiando minha língua no grelo eu sentia seu corpo estremecer...O gemido foi alto parece que o motel inteiro ouviu. Enquanto mais eu chupava a buceta mais ela enlouquecia rebolando puxando minha cabeça de encontro a sua buceta, falava palavras desconexas e me xingava de safado de tesudo era uma loucura total.
Foi assim que de repente ela fecha as pernas apertando minha cabeça puxa meus cabelos e chega a um gozo intenso suas pernas chegaram a tremerem chupei cada gota do seu delicioso e farto mel. Eu pensei que ela ia me estrangular de tanto que prendeu minha cabeça entre suas coxas. rsrsrs
Esperei ela se acalmar um pouco e fui me encaixando entre suas pernas coloquei uma perna em cada lado do meu ombro e fui beijando seus lábios e aos poucos comecei a penetrar em sua buceta meladinha e apertada. Fui entrando aos poucos para ela sentir cada cm do meu pau lhe rasgando suas carnes, afinal já tinha 6 meses que a safadinha não sabia que era um pau lhe arrombando.
Fui metendo devagar ela não reclamava, mas eu percebia que ela sentia um pouco de dor afinal meu pau e bem grosso e cabeçudo, ai fui lentamente empurrava e parava para ela se acostumar.
Depois que já estava com pau inteiro dentro eu aos poucos fui iniciando os movimentos ela começou a gemer novamente, o pequeno incomodo deu vazão ao prazer.
 Eu segurei seu corpo firme pelos quadris e fui aumentando o ritmo das estocadas os nossos gemidos aumentavam e de repente ela enterra as unhas nas minhas costas se contorcendo gemendo e explodi em um orgasmo gostoso.
Segurei seus quadris e forcei mais algumas estocadas em pouco tempo gozo gostoso deixando ambos saciados e felizes.
Ela me beija com muito ardor exibindo um sorriso de felicidade. Foi ai que ela viu que meu pau não amolecia ai mudamos de posição botei uma nova camisinha e Marisa igual uma putinha veio por cima e começou a quicar no meu pau.
Deliciosa e tesuda minha putinha galopava igual uma eximia amazonas, fiquei por mais de 15 minutos delirando vendo-a se acabar em prazer galopando e rebolando no meu pau até que gozamos juntos e depois fomos tomar um banho.
Marisa muito tesuda depois que entramos para o chuveiro e tomamos um banho gostoso ainda transamos no banheiro ela me chupou gostoso e provou do farto leite do negão aqui.
Já era mais de meia noite ai fui leva-la em casa nos despedimos com a sensação de que era apenas o começo de uma grande aventura.
E foi assim mesmo 2 dias depois passamos uma tarde inteira no motel e fizemos de tudo um pouco.
Tentei e conseguir fazer anal apesar da grossura do meu pau ela não reclamou, pois gozou muito tanto pelo rabo como nas pontas do meus dedos.
Assim tivemos muitas outras oportunidades depois disso eu a assumi ela é minha amante e depois disso nunca mais meus domingos e feriados foram o mesmo.
Pois ou ela vem ou eu viajo e me encontro com ela e nossos momentos são maravilhosos... Já estou providenciando um local para ela ficar só assim não precisaremos ir para motel e nossa intimidade fica mais preservada sem compromissos de hora marcada.
Porque quando começamos a transar ficamos loucos ensandecidos e gostamos de fazer de tudo. Achei minha parceira ideal de cama e vou preservar com unhas e dentes. Marisa minha linda e tesuda amante...
Minha esposa ainda nem se ligou que aos poucos está me perdendo.
Sexo é saúde é vida.

Espero que gostem e leiam todos outros meus contos nos meus blogs e sites.
Docecomomel
Instagram @docecomomelcontos

Feira de Santana ,07 de julho de 2018.
Bahia Brasil.

segunda-feira, 2 de julho de 2018

A Faxineira Novinha Putinha



Olá pessoal meu nome é Caio tenho 18 anos ainda não tive nenhuma relação sexual, sou donzelo, é assim que o pessoal fala, mas eu tenho uma namorada que tem quase a mesma idade que eu, é muito gostosinha e birrenta não me dá de jeito nenhum, apenas me deixa fazer carinhos e também faz em mim, me deixa louco de tesão me acabo na punheta. Coisas de donzelo é todo dia.
Eu não tenho transporte nem dinheiro para pagar mulher nem o lugar para levar, então o jeito é 5 a 1 mesmo. Para quem não sabe é popularmente a punheta.
Mas esta semana parece que meus pedidos foram atendidos quando cheguei da faculdade eu vi minha mãe conversando com uma senhora não a reconheci de imediato, mas logo lembrei que é nossa faxineira.
Entrei e fui para meu quarto estudar só depois na hora do jantar que minha mãe me disse que a faxineira vai fazer uma cirurgia e quem vai substituir é sua sobrinha.
Eu disse tudo bem minha mãe só espero que não vá mexer nas minhas coisas. Minha mãe falou eu espero que você se comporte e se dê ao respeito a sobrinha da Elza é uma moça jovem e pelo que ela me falou é muito assanhada!
-Que é isso mãe eu estou é fora de problema... –Ai minha mãe falou ainda bem que você entendeu o que eu quis falar. Então estamos entendido não é Caio,
-Claro mãe esquente não eu saio cedo e só volto de noite nem sei se verei esta moça como é o nome dela?
*Simone é o nome dela.
-Ok mãe estou indo vou ver minha namorada até mais tarde, ai sai dei um beijo nela e fui para casa da namorada.
O final de semana sai com minha namorada fomos ao cinema quando voltamos seus pais tinham saído, só voltariam tarde ai aproveitei para xavecar a namorada que estava cheia de tesão, mas não cedia de forma alguma em me dá.
-Mas com muito agrado e carinho me deixou dá uma chupada em sua buceta deliciosa e lisinha ela acabou gozando gostoso na minha boca.
Depois me masturbou me fazendo gozar em cima do seus peitos. Ainda bem que ela está se libertando de seus tabus e medos...Para quem quer comer uma buceta virgem estes agrados já servem de alento. No dia seguinte que era um domingo minha namorada veio até minha casa e depois do almoço fomos para meu quarto ai ela consentiu em fazer sexo anal. fiquei radiante afinal ela nunca quer nada em dois dias ir cedendo assim foi uma maravilha.
Foi muito gostoso afinal ela está apenas se descobrindo como mulher e sua sexualidade que sempre foi reprimida pela criação de seus pais está se libertando dos tabus imposto pela criação rígida.
Delirei de ter conseguido este feito e gozei gostoso em seu rabo apertado e virgem. Foi bom demais sentir minha safadinha gozando com meu pau todo atochado em seu rabo, quando eu gozei minhas pernas tremeram de tanto tesão que eu senti.
Quando terminamos de transar a camisinha estava cheia de muito esperma, ainda brinquei desta vez valeu por todo o tempo que nos conhecemos.
Minha namorada ainda tímida sorriu e falou foi muito bom Caio eu gostei muito tenha calma que logo no conheceremos melhor em tudo. Tenha calma!
Eu estou calmo e quero te fazer minha mulher, quero te levar ao paraíso sempre minha tesuda, quero que seja minha puta gostosa e goze muito comigo sempre. Eu te amo!
-Para quem não deixava fazer nada este final de semana foi um grande avanço. A levei em casa deixei em sua porta e voltei para estudar. Estava super. feliz afinal em dois dias fiz algo que ela nunca deixou fazer neste últimos meses.
No dia seguinte acordei cedo e fui para faculdade só voltei no meio da tarde assim que entrei vi que tinha gente estranha em casa. Ouvi vozes vindo do quintal cantarolando ai me dirigi até lá e para minha surpresa tinha uma morena lavando o quintal com um minúsculo short de malha que percebia o desenho da calcinha atochada no rabo. Pensei logo carne nova no pedaço, vou me esbaldar!
Ela esfregava cantava e dançava até o momento que virou-se e deu de cara comigo, exclamando Ohhh.
Eu disse que era Caio e tinha ouvido barulho e vim ver do que se tratava. Ela pediu desculpas dizendo que tirou uniforme para não se molhar, mas que já ia vestir.
Falava pedindo desculpas, foi ai que eu disse que não se preocupasse que estava tudo bem.
Eu não tirava os olhos de sua buceta cheinha dividida ao meio pelo short apertado.
Ela se apresentou como Simone que ia tirar a licença de sua tia.
-Prazer Simone sempre chego da faculdade neste horário.
-Entrei imaginando como fazer para xavecar aquela novinha com cara de safada. Mais tarde eu estava tomando banho quando a Simone veio avisar que já ia embora eu de proposito pedi que ela me pegasse uma toalha de banho ela veio me entregar e ficou de frente para mim com os olhos arregalados olhando meu pau teso.
-E ai gostou do que está vendo? Seu namorado é assim cabeçudo?
-Foi ai que ela disse eu não tenho namorado tenho apenas ficante!
-Segurei a toalha me enxugando lentamente passava a toalha pelo meu pau e perguntei me diga e seu picante faz o que de bom com você?
-Bem Caio eu como gosto muito de sexo, sempre transamos ai ele sempre me dá presentes e eu adoro deixar ele me chupar!
-Quando Simone falou assim meu pau deu um pulo que ficou teso igual um porrete.
-Ai eu falei você pode fechar a porta do quarto por favor Simone? –Ela perguntou pra que a porta fechada? Não quero minha mãe me pegando no flagrante com você agora serei seu ficante!
-Hum verdade Caio?
-Claro minha putinha você vai gostar muito, e sem dizer mais nada eu a segurei pela cintura comecei a beijar sua boca. A toalha enrolada na cintura caiu ai com um jeito fui induzindo-a a me chupar.
Ela abaixou-se e colocou-se entre minhas pernas, começou a acariciar meu pau e passava a língua de leve na cabeça, rodeando com a língua me fazendo gemer alto, quando eu senti seus lábios na glande e ela engoliu meu pau com tesão. Chupava indo de cima até embaixo, não demorou muito para eu encher sua boca de porra.
Achei que a safadinha ia se zangar porque não avisei, mas enganei-me Simone bebeu foi tudo.
Foi ai que eu a levei até a minha cama, deitei ela continuou me chupando com cara de vadia disse que adora leitinho e de donzelo ainda mais ainda!
Fiquei sem graça mas ela riu e deitou-se do meu lado, novamente começou a acariciar meu pau com as mãos que já estava duro novamente. Ai ela disse Caio sei que você é donzelo de buceta pois vou te fazer de homem hoje você será meu macho.
Subiu na cama vestida apenas de calcinha que afastou de lado e veio sobre minha cintura e sentou-se de frente para mim, encaixando sua buceta no meu pau que entrou macio, pois estava bem meladinha e sem dizer nada a safada começou a cavalgar e rebolar no meu pau.
Depois disso ela gozou gostoso e eu adorei sentir seu milzinho escorrer na cabeça do meu pau. Muito gostosa a safada. Foi ai que a coloquei de quatro na cama e mandei ver eu dava tapas na sua bunda e então comecei penetrá-la com força.
Ela gemia e urrava como uma alucinada me chamando de:
 “Vem gostoso... vem me foder... fode minha buceta...
Eu me posicionei com meu pau duro atrás dela, encostei na entrada de sua xoxota e meti até o fundo.
Ela gemia e mexia os quadris, rebolando foi ai que eu passei a fazer o movimento de vai e vem. Fodi a boceta de Simone com muito prazer até não aguentar me segurar mais e esporrar enchendo a buceta dela com minha porra...Ela dizia assim meu donzelo você aprendeu muito rápido.
Ficamos os dois caídos na cama com a respiração ofegante depois ela foi tomar um banho em seguida eu fui, ainda a encontrei no banheiro e tomamos banhos juntos. Conversamos e ficou acertado não podia dá bandeira senão minha mãe a mandava embora.
Então a parti daquele dia só bastava eu chegar da faculdade que a Simone estava à minha espera, e todos os dias fazíamos sexo. Era bom demais quando estava estudando ela ia no meu quarto e como se não quisesse nada logo estava implorando para que eu a fodesse gostoso. Trepamos em todo lugar da casa, fizemos inúmeras posições Simone era bem experiente e me ensinou tudo é claro eu adorava o aprendizado na prática, tinha dias que eu tinha aulas vagas voltava correndo para casa e assim aproveitar que minha mãe estava trabalhando e ficava trepando com a faxineira.
Teve um dia que por pouco não éramos pegos em flagra. Simone no quintal e eu com o pau para fora em direção ao seu rosto eu batia uma punheta e anunciei que já ia gozar. Quando ela abriu a boca eu lancei os jatos de porra em sua boca, caiu até em seus cabelos... que chegou escorrer no seu rosto e pescoço.
 Ela esfregava minha porra com suas mãos e pegou no meu pau, colocou na boca e limpou. Nisso ouvimos o carro de minha mãe chegar foi uma correria ela para o seu quarto eu no banheiro, mas graças a Deus não fomos descobertos.
Então a partir desse dia tivemos muitos momentos de muita safadeza, eu aprendi muito bem com a Simone...Não posso reclamar demorei para começar e agora tenho duas gatas muito assanhadas que já vou tirar o mestrado em foder gostoso. Foi quando ela teve que ir embora...Mas eu continuei sendo seu ficante e vez ou outra marco com ela e visito seu barraco ai a tarde é de muita trepação.
Oh moleca que gosta de foder é esta Simone...Outro dia eu levei um colega da faculdade ela adorou pois fizemos um antigo desejo dela que era um ménage, pensa numa guria louca sendo fodida por dois. Adoramos é claro, mas tanto eu como meu colega temos o pau de 20 cm ela ficou torta de tanto levar pau. Ai as coisas foram se tornando cada vez mais cheios de tesão. Realizei todos meus fetiches com a Simone.
Até parei de insistir com a namorada de querer me dá. Mas ela percebeu e foi ela quem tomou a iniciativa e quando ela se sentiu preparada eu já estava um expert em foder buceta. E foi com ela a foda mais gostosa que tive pois rompi com seu cabaço levando-a ao paraíso. Agora eu tenho 2 putinhas loucas e safadas querendo sempre me dá. E eu que não sou bobo tem dias que trepo com as duas e me sinto realizado como homem, porque acho que quanto mais eu trepo mais sinto vontade estou errado meu povo? Sexo é vida e saúde.
Depois disso eu e ela ficamos foi viciados.

Docecomomel.
Me sigam Instagram @docecomomelcontos
Feira de Santana, 02 de julho de 2018.
Bahia Brasil.
Me sigam Instagram @docecomomelcontos

terça-feira, 26 de junho de 2018

Casada Safada insaciável.



Olá meu nome é Paulo tenho 35 anos sou solteiro, moreno claro, 1,79 de altura com 85 kg e um pau de 19 cm grosso e cabeçudo.
Eu tenho uma namorada mas mora no interior, eu trabalho como segurança em uma empresa de produtos farmacêuticos. Moro em uma vila sozinho, onde tem mais 3 casas, como eu moro sozinho já percebi que a mulherada fica de tocaia para saber se levo mulheres para minha casa. Coisas de fofoqueiras!
Ainda não tive oportunidade de saciar o desejo delas, porque nas minhas folgas vou para casa da minha namorada.
Esta semana eu estava no ônibus e percebi uma mulher me olhando. Uma morena muito bonita. Fiquei olhando para ela até ela descer do ônibus, foi ai que ela se levantou passou perto de mim e sorriu logo em seguida desceu.
Pensei na próxima vez que a encontrar eu peço o telefone dela, passou-se 3 dias e eu não vi mais a morena teve um final de semana eu viajei e quando voltei na segunda feira estava indo trabalhar eis que vejo a morena.
Sentou-se a meu lado ai começamos a conversar foi quando percebi sua aliança de casada, é claro me decepcionei mas continuei conversando foi ai que ela me passou um papel com seu número de telefone.
Eu falei que lhe daria um toque para ela salvar meu número foi o que fiz ali mesmo dentro do ônibus. Chegou o ponto dela e com olhar provocante ela desceu.
Segui meu caminho e antes de chegar na empresa já recebi uma mensagem. Quando olhei era ela Jessica era seu nome, morena muito bonita quando eu vi a foto eu adicionei ela.
No final da tarde conversamos ela disse ser casada sem filhos 29 anos, e que gosta de curtir fora do casamento pois o marido é muito pacato na cama e não a deixa totalmente realizada em suas fantasias e desejos.
Fui logo direto perguntando se queria marcar um encontro comigo naquela mesma semana.
Eu estava louco para transar mesmo ela disse que confirmava, pois ainda era segunda feira. De noite quando voltei para casa já tinha tomado banho quando ela me enviou uma mensagem perguntando se eu estava ocupado e sozinho?
Disse que estava em casa de bobeira que para ela nunca estaria ocupado! Ela deu uma risada em poucos segundo recebo uma chamada dela de vídeo.
Estava em casa linda com um roupão de seda estampado. Foi ai que ela falou me perguntando se eu gostava de mulher com peitos grandes? Sua carinha de puta me provocava ai respondo que gosto de mulher de todo jeito que para mim quanto mais safada a mulher é mais eu adoro!
Ela riu ai eu perguntei se ela queria sair comigo na quinta feira?
Ela disse que sim, foi ai que falei que a pegaria no ponto de ônibus que ela desce sempre as 18 horas.
Ela disse sim, mas falou que precisava ser discreta pois é casada não quer problemas com o marido que é muito bom para ela, só fraco na cama!
No dia seguinte a encontrei no ônibus mas apenas a cumprimentei ela passou perto de mim com um olhar bem provocante, ai sentou-se mais ao fundo ai começamos falar por mensagem via celular. Ela me mandou 2 fotos suas seminuas me deixando louco de tesão, ai eu falei você quer me matar é?
Ela mandou uns emotivos de risadas e depois falou quero te matar, mas é de muito trepar!
Foi ai que chegou ao ponto e ela desceu.
 E pelo celular ela disse falta apenas dois dias bebê. Respondi que estava contando os minutos.
Finalmente a quinta feira chegou trabalhei ansioso, eu fui de carro para o trabalho quando deu a hora da saída tomei um banho e sai indo ao encontro da morena.
Passei no ponto e avistei de longe parei um pouco afastado esperando ai passou um ônibus o ponto ficou vazio ela veio em direção ao meu carro entrou nos cumprimentamos e saímos daquele lugar. Eu perguntei para onde ela queria ir?
Ela disse que fosse para um lugar onde pudéssemos ficar à vontade, só tinha 2 opções ou minha casa ou motel ai optamos por um motel afinal e mais seguro .No caminho ela passou a mão no meu pau e rindo disse que passou a semana inteira imaginando como era!
Logo ela percebeu que eu estava excitado e foi me alisando o caminho todo.
Chegamos no motel entramos logo eu comecei a tirar suas roupas. Tirei minha camisa e calça ficando de cuecas ela estava só de calcinha ai a safada sentou na cama e eu fui para de junto ela segurou pelo cós da cueca e abaixou, meu pau escapuliu ficando de frente para o rosto dela que segurou e disse oh que delicia ah se eu tivesse um desse em casa e sem falar mais nada caiu de boca mamando igual uma bezerrinha esfomeada.
Uia...Que safada boa de boquete ai ela foi se deitando na cama eu por cima e o 69 correu solto. Chupei seu grelo até sentir seu gozo ai eu louco para gozar também avisei que ia gozar achei né que ela talvez não quisesse tomar meu leite. Pois eu achei errado quando eu comecei a gozar ela segurou meu pau e como uma puta bem safada tomou meu leitinho todo sem deixar desperdiçar uma gota.
Gozei como nunca foi ai que sai de cima dela e fui ao banheiro quando voltei percebi que ela estava tão radiante que lagrimas escorriam por sua face.
Começamos a conversar ela disse que adora sexo, mas o marido e mole demais só papai e mamãe e pronto nunca fazem 69 e sexo anal nunca ele fez diz que isto é coisa de puta.
-Pois eu sou puta e gosto de sexo e adoro sentir prazer estou errada Paulo?
-Não meu amor você está muito certa,
Ela me olhava com os olhos brilhando de muito tesão que estava sentindo, ela me chamava de gostoso, falou que vai me querer sempre, que quer sentir meu pau lhe dando muito prazer, ai ficamos conversando um pouco ai ela voltou a me chupar e meu pau logo deu vida novamente ficando teso, eu peguei ela e coloquei ela de quatro (4) na cama
 E subi ficando por trás dela foi ai que eu coloquei a cabeça do meu pau encostada na entrada da buceta dela, ela sentiu o tesão quando comecei a meter lentamente até a cabeça se alojar ai soltou um gemido alto em seguida sorriu, foi ai que me olhou e falou como se tivesse fazendo um pedido.
-Paulo me fode como se eu fosse uma puta...A tua puta, fode bem gostoso, o que eu não tenho em casa quero que você me dê agora eu sou sua meu macho safado!
 Eu segurei em seus quadris com uma das mãos com força e estoquei meu pau com força, que entrou arregaçando, ela gemia dizendo que estava muito gostoso me implorava para foder com ela mas com força, foi ai que eu puxei os longos cabelos dela com uma das mãos, prendendo-a como se fosse as crinas de uma égua no cio e comecei a socar com força sem dó naquela buceta melada  e quente.
A puta rebolava gemendo.
Eu segurava ela e a chamava de gostosa, soquei sem dó, fazendo ela gemer parecia que estava urrando a safada.
 Fazia tempos que eu não trepava tão gostoso a safada parecia que fazia tempo que não via um pau. Foi ai que segurei em seus quadris e fiquei em pé na cama na posição cachorrinho soquei sem dó até explodir e gozar gostoso.
Ela não parou um minuto sequer de rebolar e gemer foi ai que sai de cima ficando deitado na cama arrastando ela que veio com muita vontade em um galope desenfreado ficou quicando em meu pau até que percebi seu gozo na cabeça do meu pau.
Ai ela se aquietou ficamos abraçados por alguns minutos depois fomos tomar um banho, demoramos um bom tempo no banheiro ai já sabem ela ficou se esfregando em mim foi ai que aproveitei que estávamos ensaboados apoiei ela na parede do box do banheiro quando ela se empinou foi sentindo meu pau invadindo seu delicioso rabo.
De início gemeu dizendo que estava doendo ai foi fazendo carinhos aos pouco ela foi relaxando e pudemos fazer um dos melhores sexo anal dos últimos tempos.
E foi assim que a parti daquele dia ficamos nos encontrando sempre que possível íamos para motel, passávamos horas trepando eram momentos de puro êxtase.
Até na casa dela eu fui algumas vezes quando o marido estava fora era delicioso usar e abusar da cama do casal, mas ai ela começou com umas conversas de querer deixar o marido para ficar exclusiva comigo, foi ai decidi me afastar um pouco porque amante é uma coisa mulher fixa e outra coisa e eu não estava querendo assumir ninguém.
Mas tem vezes que paro pensando nela e lembro com saudades dos bons momentos que vivemos afinal não é toda mulher que gosta de tomar leitinho direto do produtor.
E isto ai moçada sexo é vida e saúde.

Docecomomel
Instagram :Docecomomelcontos
Feira de Santana,26 de junho de 2018.

segunda-feira, 18 de junho de 2018

Traçando a mulher do meu tio.



Olá pessoal eu sou o Marcos tenho 26 anos solteiro estudante e o maior punheteiro que eu conheço. Tenho 1,82 de altura e meu peso é 84 kg sem barriga com as coxas grossas peludas não gosto desse negócio de fazer depilação acho meio frescalhão, mas nada contra quem goste. Pois bem eu acho que gosto é gosto e cada qual tem o seu.
Estou morando em Salvador na casa de meu tio, até terminar o semestre pois vou morar em uma república. Vou sentir falta da casa do meu tio pois ele é muito boa gente os primos ainda adolescentes tem sua turma de amigos pouco temos conversa.
Mas uma coisa que sentirei falta mesmo é de ver as coxas da esposa do meu tio e que vez ou outra ela sai do banheiro enrolada na toalha eu fico louco de tesão. Estou sem namorada pois a que tinha ficou lá no interior então para saciar o meu desejo de gozar tem que ser mesmo no 5 X1.
Meu tio é caminhoneiro quando chega de viagem só ouço os gemidos dele com a esposa e a noite toda trepando até parece que coroa toma Viagra aí no dia seguinte a esposa dele que se chama Alice está com um sorriso de orelha a orelha.
Ai fico pensando a coroa passou bem.
Ai meu tio viajou avisou que a viagem seria longa que eu vigiasse os primos e fizesse o papel de dono da casa. Ai logo pensei mal, bem que a coroa podia me dá ai me sentiria em casa mesmo.
Na primeira noite que meu tio estava ausente vi quando Alice tomou banho e saiu enrolada na toalha indo direto para seu quarto. Eu já estava pronto para dormi, mas fui no banheiro e quando cheguei lá vi uma calcinha pendurada no box preta de renda. Fiz xixi e peguei a calcinha olhei passei a mão nos fundilhos e percebi a umidade, segurando o pau enquanto mijava com a outra mão cheirei a calcinha dela, humm cheiro adocicado de fêmea no cio.
O pau na hora ficou teso ai não teve jeito eu bati uma punheta deliciosa enquanto cheirava a calcinha pensando na Alice até que esporrei igual um touro, como não eu fui preparado esporrei na calcinha ai depois que me limpei molhei a calcinha no chuveiro e deixei lá no banheiro molhada de agua e esperma. Fui para o quarto pensando num jeito de dá uns pegas na coroa. Não consegui dormi direito só pensando na coroa;
No dia seguinte pela manhã os primos saíram cedo eu dormi até mais tarde pois não tinha aula. Quando eu levantei a esposa do meu tio me perguntou se poderia ir com ela fazer umas compras no supermercado?
Claro que sim Alice, foi ai que ela disse que só precisaria ir dirigindo ela não gosta de sair sozinha.
-Tufo bem Alice vamos sim eu falei!
Não vou atrapalhar seus planos afinal não tem aula hoje pode ser que você tenha algum compromisso com alguma colega ou namorada!
-Não eu não tenho ninguém afirmei.
-Um rapaz tão jovem e bonito sozinho? Pois é estou sozinho e isto está me matando!
-Matando como? Tesão acumulado eu respondo ela me olhou em silencio por um tempo depois disse está sozinho porque quer e tesão acumulado pode se resolver isto ligeiro.
-Eu olhei para ela e não disse mais nada. Fomos fazer as compras ai quando chegou em uma sessão onde tem camisinhas giletes e outras coisas ela falou?
Marcos você não está precisando não? Isto com alguns pacotes de camisinhas em mãos.
Olhei sem graça ai disse não eu não vou usar!
-Ela disse é bom levar nunca se sabe os momentos seguintes de nossa vida! Ai eu peguei 3 pacotes de camisinhas e um KY, ela me olhou com os olhos arregalados ao eu sorri e disse se tem que fazer que seja completo para não deixar na vontade!
Terminamos as compras colocamos no carro e saímos, ela pediu passar no Mac, comprou lanches e fomos para casa, no caminho fomos conversando ela falou que estava preocupada pois marido ia demorar demais.
-Mas logo meu tio chega, eu sei Marcos é que quando ele viaja assim e demorar eu tenho alguém sabe, quando as crianças saem eu recebo alguém em minha casa, só que você lá a pessoa não quer ir, e para motel eu não vou!
-Não acredito Alice você trai meu tio?
-Não é traição e apenas sexo e ... ele sabe disse e concorda diz que sou muito fogosa para ficar sem sexo por muito tempo!
-Estou sem querer acreditar.
-Pois acredite e sabe qual minha maior fantasia? Perguntou ela,
-Não Alice acho melhor mudar rumo da conversa já estou louco de tesão.
-Ela não parou de falar e disse minha maior fantasia é fazer um boquete no carro! -Caracas meu pau deu um salto ficando teso na bermuda e a safada ilhou e percebeu eu continuei dirigindo até chegarmos em casa, ai quando entrei com carro na garagem ela olhou para mim e disse me desculpe Marcos, mas eu não vou deixar passar esta oportunidade!
-Eu fui pego de surpresa ali mesmo com carro na garagem dentro da casa do meu tio sua esposa segurou no meu pau abriu a braguilha e abocanhou meu pau e começou o melhor boquete que eu já tenha recebido até então.
Tirei minha bermuda e cueca ali no carro mesmo, por sorte o muro da casa é alto e o portão todo fechado então Alice me fazia um boquete com uma maestria impressionante como chupava gostoso, era safada sabia o que estava fazendo e estava bom demais. Ai ela disse que seria melhor descermos do carro.
Saímos do carro e fomos para a sala, chegamos até o sofá deitamos em um 69 gostoso.
Quando eu comecei a lamber aquela buceta cheinha e lisinha, pensei que ia gozar, mas ela percebeu parou de mamar 2 minutos ai em seguida voltou a chupar, eu metia minha língua em sua buceta fazendo-a gemer muito até que ela gozou em minha boca quase me afogando de tanto mel, delicioso e farto.
Foi assim que ela gozou eu sentei no sofá e chamei ela que veio por cima e começou a sentar, no meu pau estava uma delícia ela rebolando quicando no meu pau.
Alice parecia uma puta, rebolava e sentava como uma louca no meu pau , só se ouvia o barulho de nossos corpos em êxtase. Foi ai que ela gozou quando eu sentir a cabeça do meu pau melar com seu gozo segurei em suas ancas e comecei a socar com força até explodir e encher a buceta dela de muito esperma. Ficamos atracados os dois no sofá por um bom tempo.
Ai ela disse que seria melhor ir para o quarto. Catamos nossas roupas e fomos tomar um banho. Do banheiro fomos direto para cama espaçosa dela.
Eu estava em êxtase pela situação ainda não tinha caído a ficha, do que estava fazendo mas de uma coisa eu tinha certeza tinha que aproveitar aquele momento.
Deitei Alice na cama e comecei a beijar e chupar seus seios, ela gemia parecia uma gata no cio eu sentia que o meu desempenho ali naquele momento era crucial para uma relação duradoura, então sabia que tinha que aproveitar e fazer como eu gosto e como eu queria. Alice queria seu corpo clamava foi ai que fui por cima na posição papai e mamãe, quando meu pau invadiu sua buceta parecia que estava fervendo de tanto o calor que eu sentia.Metia com ritmo cadenciado ela gemia pediu para foder forte e assim quando eu a peguei e coloquei seus pés sobre meus ombros e a ergui para que ela ficasse numa posição totalmente dominada e submissa a mim. Eu amo ser dono da situação, sentir que está no controle de tudo.
E meu lado dominador de macho que fala mais alto. Eu parava e recomeçava a meter que Alice ficava louca, quando eu gozei novamente ela ficou extasiada, mais admirada ainda por meu pau continuar teso. Foi ai que a coloquei de quatro  botei uma camisinha, lambi e chupei seu ânus a fazendo com que ela sentisse prazer até que eu me afastei fiquei atrás dela untei  seu anel com Ky e cabeça do meu pau segurei em suas ancas e meti aos poucos meu pau foi invadindo suas entranhas, eu sentia suas carnes latejar,  Foi ai que ela pediu para parar que já estava ardendo, eu  soquei mais algumas vezes em seu rabo ai era percebido  o incomodo que ela estava sentindo ai eu tirei meu pau de seu rabo e chamei ela para terminar o serviço em mim. Alice veio para cima e começou a me chupar como uma bezerrinha, o tesão era demais então logo eu gozei como nunca na boca dela...Ela não desperdiçou uma gota sequer. Ai fomos tomar um banho e lá no banheiro e ela disse que estava dolorida pois, o marido não fazia sexo anal.
Mas que ela gostava. Então terminamos o banho e fomos arrumar as coisas pois logo meus primos iam chegar.
E assim aconteceu meu tio demorou 23 dias viajando e Alice e eu transamos todos os dias.
Só não dormia no quarto com ela para não dá bandeira pois os primos podiam perceber, ai
 Eles saiam eu e ela aproveitava e tinha sexo todos os dias. E quando eles iam dormi era obrigação ir da leitinho para ela. Conversamos muito e ela concordou em não dizer a meu tio pois ficaria chato eu dentro da casa dele comendo a mulher dele ainda mais sendo sobrinho dele. O resto do meu tempo lá foi assim, era sexo todos os dias e nada de só meter era completo ela até me cobrava o anal pois passou a gostar e gozava muito. Quando chegou o dia de ir para a república Alice chorava como criança dizendo que ia senti muitas saudades. Meu tio achando que era por causa da companhia pois fica muito ausente me chamou em particular que queria falar comigo.
Gelei achando que era algo que ele tivesse descoberto, mas para minha surpresa quando meu tio me abraçou pelos ombro e disse...Marcos quero que você fiquei aqui com a gente eu viajo muito me sentirei mais tranquilo em saber que tem você em casa com eles!
-Aceita ajude seu velho tio.
–Claro tio eu vou ficar!
E a partir deste dia Alice e eu fazíamos verdadeiras orgias até uma colega dela, ela convidou para jantar e a amiga sem saber de nada ficou dando em cima de mim e para não deixar dúvidas apesar de ser mais coroa eu meti gostoso com ela, mas fomos para o motel e quando cheguei na madrugada Alice estava à minha espera e eu contei tudo a ela.
Ela adorou saber que mesmo depois de ter transando com outra estava com tesão para ela ai fomos no banheiro demos uma rapidinha pois o dia estava amanhecendo e os primos já iam acordar. Fui dormi saciado e feliz, Leve e solto sendo tratado com um rei por estas mulheres maravilhosas as casadas são as melhores de você sair.
Então minha vida mudou e para melhor eu nem me preocupava em paquerar as garotas da faculdade pois não conseguia sentir o mesmo tesão por elas como sentia por Alice e eventualmente alguma amiga sua carente que em pouco tempo eu acabava com as carências delas.
E a vida continua maravilhosa.

Docecomomel
18/06/2018.
Feira de Santana Bahia Brasil
Instaram:  docecommelcontos

quarta-feira, 13 de junho de 2018

A doutora com seu paciente.



Olá pessoal meu nome é Milena hoje vou relatar algo que me aconteceu quando eu tinha pouco tempo de formada. Eu me formei em fisioterapia e me especializei em pompoarismo e sexologia.

Com o trabalho diversificado eu comecei atender casais fazendo terapia e vez ou outra atendia também mulheres recém separadas ou divorciadas e o atendimento também era estendido a homens. No mês de dezembro cheguei ao consultório e peguei minha agenda e vi que tinha um cliente agendado para as 17:30, o seu nome era Juan, e logo me veio a mente a imagem do artista internacional John Deep, que interpretou o clássico internacional Don Juan de Marco filme que adoro e pelo nome já se poderia deduzir que era um conquistador.

Como toda mulher sou romântica e sonhadora...

 No decorrer da tarde atendi os clientes restando só o Juan e uma outra cliente, assim que foi anunciado esperei na porta como faço com todos meus pacientes e ao cumprimentar segurando sua mão firme e suave eu senti uma sensação que foi algo como um choque, meu corpo recebeu aquela carga emocional e eu que sempre com auto-estima elevada e empoderada me deixei levar por aquele olhar inquisidor, parecia que lia meus pensamentos.

Sentamos um de frente ao outro e pedi que relatasse o que o trouxe ali. Ele se apresentou e começou a relatar que era divorciado, mas que devido ao divórcio criou um bloqueio sentimental que por mais que se esforçasse não conseguia ver as mulheres como elas realmente são, amorosas e carinhosas, mas sim como objetos de prazer, o prazer carnal e sexual.

Conversamos avaliando todos os pontos até que repentinamente ele segurou em minha mão e disse com a voz branda e suave.

Quer jantar comigo Drª ? Pasmem eu que sempre fui segura de todas ações que já passei em minha vida fiquei sem ter o que responder e meus pensamentos confusos me deixaram a mercê daquele homem forte e viril ... Ao mesmo tempo carente de amor e afeto.

Respondi um sim forte e ativo que ele segurando em minhas mãos sorriu!

-Ah que bom Drª estava ansioso por sua resposta. Juan disse que me aguardaria na recepção enquanto atenderia o último cliente da tarde.

Estava ansiosa parecendo uma adolescente em seu primeiro encontro.

Finalmente terminei o expediente e ao sair a secretaria avisou-me que o Juan aguardava-me no estacionamento, assim sai pela porta lateral do consultório e fui até o estacionamento e ao me aproximar do meu carro, vejo um homem sentado displicentemente no lado do motorista

Aceno para ele que me retribui com um sorriso. Pensei meu Deus estou louca, não é possível eu aceitar sair com um paciente que pouco sei da sua vida!

Ele aproximou-se e falou dê-me a chave que vou te levar no melhor restaurante da cidade!

Assim eu fiz passei as chaves Juan abriu a porta do carro assim que entrei ele tomou lugar ao volante e saímos lentamente pelas ruas da cidade, o clima estava ameno, mas de repente começou a chover uma chuva suave sem transtorno e em pouco tempo Juan estacionou em um restaurante simples porém aconchegante.

Entramos e ficamos em uma mesa isolada, tomamos vinho e conversamos , assim ficamos trocando ideias sobre gosto pessoa filmes livros e ...Sexo um assunto que seria pedir demais que não conversássemos afinal eu sou sexóloga ele um cliente.

Juan abriu seu coração dizendo tudo que sentia em alguns momentos sentia emoção em suas palavras em outros apenas apatia em fim chegou à conclusão que seu casamento foi um fiasco que durou 5 anos.

Mas que agora quer dá outro rumo a sua vida e deixar o passado enterrado queria uma chance de ser feliz e contava comigo para isso.

-É claro que eu disse que o estaria apoiando em tudo que ele poderia contar comigo, mas eu me referi ao lado profissional, mas quando ele segurou em minha mão e levou a seus lábios me dando um beijo suave. Minha mente despertou com um alarme de perigo pois eu estava me envolvendo com um paciente. Em poucos segundos Juan desmanchou a cara de preocupação e me beijou com intenso desejo. Ficamos sem palavras por alguns instantes até que Juan perguntou-me se poderíamos ir para um lugar mais sossegado?

-Podemos sim Juan quem está na chuva é para se molhar desde quando aceitei sair com você já deveria saber a atração que senti por você desde o primeiro momento que o vi acabaria nos levando a uma imensa atração.

Então seguimos para um motel, poderia ir até meu apê pois moro sozinha em um pequeno apartamento, mas achei melhor deixar para outro momento oportuno.

 Chegamos no motel entramos Juan pediu uma suíte assim que ele parou o carro abriu a porta e fomos de mãos dadas para o quarto.

 Eu segurou pela cintura colando meu corpo ao seu e segurou a nuca, nossas bocas se uniram em um beijo doce e agressivo ao mesmo tempo, eu poderia ficar ali pela eternidade, mas ele se afastou de mim, limpou sua boca suja de batom. E adentramos naquele lindo espaço com muito luxo e requinte. Juan era muito gentil e educado. Sentei-me em uma cadeira enquanto ele foi até o banheiro eu fiquei pensando que eu como um profissional deveria ter pensado antes de entrar nesta aventura pois eu me senti como se tivesse me aproveitado da situação de conhece-lo em um momento de grande carência afetiva, eu estava traindo meu juramento.


 Foi quando eu ouvi passos atrás de mim e quando me virei pronta para dizer as desculpas ele me surpreendeu com um beijo e eu não tive reação alguma a não ser retribuir o beijo.

Juan para por favor veja está tudo errado estamos agindo por impulso. Eu não posso fazer isso, eu não posso ser assim!

Isso é anti ético!

-Não eu não sou criança eu que a convidei a vir comigo até aqui, não foi a primeira vez que fui até seu consultório pois queria vê-la a consulta foi apenas uma desculpa! Faz tempo que fico a sua espreita na academia só não a procurei antes com medo de uma recusa,

Ele me abraçou e foi tirando meu vestido, ele me olhava com os olhos ávidos meu conjunto de lingerie preto de renda transparente ressaltando a pele branca, imediatamente senti seu pau endurecer.

 Eu não conseguia negar a atração que ele exercia sobre meu corpo e pensamentos foi assim que ele veio até onde eu estava me beijou ferozmente, fomos andando e tropeçando até chegarmos a cama, ele me colocou sentada na cama.

 Ele começou a beijar meu pescoço, eu entrei no clima do tesão e ajudei tirando sua camisa jogando o pelo chão do quarto, Juan segurava meu rosto entre suas mãos e me beijava ardentemente me tirando o ar. Foi ai que eu me afastei um pouco ofegante, ele parecia enlouquecido ai fiz intenção de ir até o banheiro eu queria um tempo para falar, mas antes de começar a falar ele me prendeu em suas pernas.

 - Eu estou apaixonado por você Milena, eu sem reação tremia parecendo uma adolescente queria ir embora, mas impossível resistir a seu charme e vendo-o ali na minha frente com seu peito nu. Quando Juan falou!


- Seja minha Mila! Me desmanchei em êxtase foi-se por terra toda minha segurança e

Preocupação e assim ele me beijou com desejo. Entreguei-me de corpo e alma e ambos deitados na cama Juan deslizou seus dedos em meu corpo de minha garganta ouvia sons apenas de gemidos, suas mãos segurava meus seios com delicadeza, quando suas mãos foram descendo sobre minha barriga sentia meu corpo arder em desejo, quando ele parou sua mão sobre o delicado tecido da calcinha, e demorou nas carícias.

Eu sentia a buceta arder e expelir uma quantidade imensa de fluidos, e sem conseguir controlar-se soltei um gemido baixinho, ele sentiu o tecido úmido sob seus dedos, abaixou seu rosto até meu sexo e deu pequenos beijos sobre o tecido e ente minhas coxas definidas... Fui ao delírio pois a sensação de puro êxtase me dominou me sentia no céu ou quem sabe no inferno pois meu corpo fervia de pura excitação. E quando ele afastou a calcinha de lado meu mel estava quase escorrendo.

Juan apoderou-se e começou a lamber e sugar todo o meu líquido, foi assim que a calcinha foi tirada e ele voltou a chupar a buceta doce e carnuda, eu gemia cada vez mais alto.

 Então com movimentos lentos e circulares fui penetrada, com a mão esquerda ele acariciava meus seios macios, a cada momento aumentava o ritmo da penetração e não parava de meter dando estocadas firmes, falando palavras doces e ao mesmo tempo me instigando o meu lado puta, me soltei de falsos pudores em pouco tempo ele sentia minha buceta mastigando seu pau, nossos corpos estremeceu em um gozo maravilhoso. E eu apaguei literalmente.

 Quando eu recobrei a consciência eu o vi e percebi em seu olhar muita felicidade. Tomamos um banho e voltamos para a cama...E



Recomeçamos ele com movimentos lentos de vai e vem e em cada entrada sentia meu corpo envolvendo seu pau forte me massageando, nossos olhos fixos um no outro, até que eu lhe disse para ficar parado dentro dela e assim ele pode experimentar a técnica de pompoarismo, ele me olhava sorrindo e me provocando.


Disse ao pé do seu ouvido. - Me come com força!

Assim ele fez me segurou forte e começou a bombear fundo, os gemidos iam aumentando, mudamos de posição foi quando ele sentou e eu me encaixei por cima.

 Enquanto eu cavalgava ele começou a me beijar e morder perdendo o controle até que gozou novamente, ai fui me soltando o peso em cima do seu corpo. Éramos apenas sorrisos eu ele estávamos completamente felizes e realizados. Este foi o início de uma grande aventura recheada de amor respeito mútuo que perdura até hoje. Entre nós o sexo é sem limites não tem lero lero entre o casal que se ama se respeita entre 4 paredes o céu é o limite do prazer.



Docecomomel

Feira de Santana 10 de junho de 2018

Bahia Brasil.

                                                      Instagran docecomomelcontos











Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...